Páginas

domingo, 20 de janeiro de 2013

Trilha Salkantay - Machu Pichu - Guia Completo


Trilha Salkantay
chegando em Machu Pichu


Leia também:
Cusco - Por onde Começar

Introdução

O objetivo deste artigo é apresentar:

  • Todos os detalhes da Trilha Salkantay (uma das formas de se conhecer Machu Pichu)
  • Uma visão geral das outras maneiras de se chegar até Machu Pichu (Trilha Inca, Trilha Inca Jungle, ida tradicional)
  • Uma comparação entre a Trilha Salkantay e as outras maneiras de se chegar a Machu Pichu.
  • Descrição detalhada dos principais atrativos dentro de Machu Pichu.
  • Mostrar preços, distâncias  da Trilha Salkantay e opções de passeios em Machu Pichu.
  • Dicas e FAQ para Machu Pichu.

Não é objetivo deste artigo:

  • Apresentar todos os detalhes da Trilha Inca, Trilha Inca Jungle ou das idas tradicionais (via trem) a Machu Pichu (pois vamos só dar uma pincelada nestas).
  • Esgotar os detalhes sobre a compra do boleto para Machu Pichu.
  • Esgotar detalhes sobre os trens que levam a Machu Pichu.
  • Apresentar todos os atrativos de Machu Pichu

Para todos os itens que não são objetivos deste artigo, visite a seção “Fontes e Referências” onde há EXCELENTES artigos sobre tais temas (não poderíamos fazer melhor).

Enquanto escrevíamos este artigo achamos excelentes fontes e sites a respeito de todos os assuntos abordados neste artigo, e não pretendemos fazer melhor. Mas pretendemos agregar.
Será impossível você sair com alguma dúvida, se percorrer todo este artigo e os links listados na seção “Fontes e Referências”.
Como pretendemos complementar os artigos já existentes:
Pretendemos agregar apresentando comparações pragmáticas entre as trilhas e tabular as informações mais importantes, além de mostrar de forma concisa (na seção Trilha) as informações mais importantes da trilha, além de apresentar o nosso relato narrativo da trilha Salkantay em 5 dias! (ao fim do post).


Mostraremos também um fluxo de decisão -devido ao alto número de alternativas possíveis!

Este artigo tem as seguintes seções:

1.Atrações
1.1.Pico Salkantay
1.2.Termales Santa Tereza
1.3.Machu Pichu
2.Machu Pichu
2.1.Inca Trail (Trilha Inca)
2.2.Inca Jungle
2.3.Salkantay Trail (Trilha Salkantay)
3.Como Chegar (a Machu Pichu)
3.1.Logística
3.1.1.Diagrama
3.1.2.Tabela DTPM de Trechos (distância-tempo-preço-meio)
3.1.3.Descrição dos Trechos (Cusco, Mollepata, Soraypampa, Águas Calientes, Ollantaytambo)
3.1.4.Combinação de Trechos
3.1.4.1.Por Agência
3.1.4.2.Por conta própria (o mais barato)
3.1.4.3.Por conta própria (o mais rápido)
3.1.5.Placar de Logísticas
3.1.6.Estradas (entre Cusco e Machu Pichu)
3.1.7.Melhor Época para ir
3.2.Trilha
3.2.1.Breve Descrição
3.2.2.Equipamento Necessário
3.2.3.Placar da Trilha
3.2.4.Detalhes (divididos por dia de trilha)
3.2.5.Placar das Trilhas em Machu Pichu
3.2.6.Tabela DTE (distância-tempo-elevação) - por dia de trilha.
3.2.7.Pontos de Referência (durante a trilha)
3.3.Simulação do Passeio (Horários e Distâncias)
3.4.Mapa da Trilha + Logística
3.5.Placar da Estadia (campings e hostels)
3.6.Alimentação (café da manhã, almoço, happy hour e janta)
4.Preços
4.1.Itens do Pacote
4.1.1.Os Incluídos
4.1.2.Os NÃO incluídos
5.Comparação de Trilhas (Inca x Jungle x Salkantay)
6.Diagrama de Decisão (para a Trilha Salkantay) - (link)
7.Águas Calientes
8.Glossário - Desambiguação
9.FAQ
10.Dicas.
11.Relatos, Fotos e Dicas
12.Fontes e Referências

Neste artigo vamos dar todos os detalhes da Trilha Salkantay. No começo do artigo também falaremos, de forma resumida, da Trilha Inca (mais tradicional) , da Trilha Inca Jungle, da logística simples para se chegar a Machu Pichu.



1.Atrações (durante a trilha)

1.1.Pico Salkantay
  É o atrativo principal durante a trilha. Você o verá no segundo dia da trilha. Você não chega até o pico, mas chega próximo, a 4600m de altitude.

1.2.Termales Santa Tereza
 É um clubezinho com piscinas naturais com água quente. Muito agradável e limpo. Muito recomendado.

1.3.Machu Pichu
  É o destino final. Dispensa comentários.


2.Machu Pichu
Sem dúvida alguma Machu Pichu é o destino mais badalado em Peru.É por essa razão existem várias formas de chegar até lá e uma infinidade de agências que realizam esse trajeto. Devido ao alto número de opções é normal se sentir perdido e indeciso em relação a como fazê-lo.

Basicamente, você pode chegar até Machu Pichu de duas formas: através de um trekking ou condução direta para lá. (via trem)

Condução Direta : Essa é, provavelmente, a forma mais tradicional de se conhecer Machu Pichu.
Vai-se para Peru (talvez passando por Lima) e indo para Cusco. Em Cusco, conhece-se algumas atrações imperdíveis (como o Valle Sagrado) e depois pega-se um trem/van  para Águas Calientes, que é a cidadezinha que fica do lado de Machu Pichu (o parque).
Para mais detalhes sobre este comum tema, vá a seção “Fontes e Links” onde apresentamos valiosas informações.
Você também pode visitar o nosso artigo Cusco - Por Onde Começar e o Que Fazer? - se estiver na dúvida do passo 0, que é a chegada a Cusco.

Trekking: Existem muitas opções trekkings diferentes para Machu Pichu. Impossível citar todas as possibilidades. Aqui citamos os 3 trekkings mais famosos e mais vendidos (você compra esses pacotes , tradicionalmente, em Cusco).

2.1.Inca Trail (Trilha Inca)
Neste artigo não vamos tratar dessa trilha exaustivamente pois não tivemos a oportunidade de fazê-la. Tudo que soubermos sobre esta trilha estará descrito nesta seção apenas.
As informações sobre esta trilha é o que obtivemos presencialmente em Cusco + informações obtidas através da internet, de fontes aparentemente confiáveis. (fontes citadas no fim do post)

Essa é a trilha mais famosa para se chegar a Machu Pichu, provavelmente é a que você vai ouvir falar sem muito esforço (é a mais falada pela maioria das pessoas). É a mais cara também.

A Inca Trail (ou Trilha Inca) tem, tradicionalmente, uma duração de 4 dias (existem variações de menos dias). Essa trilha não pode ser feita sem o acompanhamento de guias - é proibido. Não, não tente fazê-la sem guias pois você não conseguirá. A trilha é monitorada em qualquer época do ano. Se você tentar prossseguir sem guia não conseguirá passar pelos pontos de checkpoint.

A trilha é tão famosa que é uma trilha monitorada pelo Governo do país. As agências só podem vender pacotes com guias credenciados, estes sim, que terão credenciais para passar pelos chekpoints.

2.2.Inca Jungle
Neste artigo não vamos tratar dessa trilha exaustivamente pois não tivemos a oportunidade de fazê-la. Tudoque soubermos sobre esta trilha estará descrito nesta seção apenas.
As informações sobre esta trilha é o que obtivemos presencialmente em Cusco.

A Inca Jungle é uma versão alternativa para se chegar a Machu Pichu, versão essa que tem ganhado espaço devido ao estilo “aventureiro”. O Inca Jungle é um pacote em que você irá chegar a Machu Pichu utilizando os seguintes meios de transporte: bike, van, caminhada, tirolesa. Ela é indicada para quem está querendo mais aventura. Ela não foca na parte história do passeio.

Tradicionalmente esta trilha tem duração de 4 dias.

2.3.Salkantay Trail (Trilha Salkantay)
Esta é uma versão alternativa a Inca Trail. Quase todo o restante deste artigo será relacionado a essa trilha, que foi a que fizemos em Outubro de 2012.

Essa trilha também é uma trilha Inca, apesar de essa informação ser muito pouco difundida. É que como tratam a principal trilha como Inca Trail, evitam atrelar a palavra Inca a esta trilha, pois isso causaria muita confusão. Mas é apenas isso: a Inca Trail é apenas uma das trilhas Incas. A Salkantay Trail também é uma das trilhas Incas, mas é menos famosa do que a “Inca” Trail (tradicional).

A Trilha Salkantay tem uma duração, tradicional, de 4 dias (sendo que o 5o. dia é a visita a Machu Pichu).

A trilha Salkantay não era tão conhecida até alguns anos atrás, mas está se tornando muito conhecida. Em 2006 ela foi reconhecida como uma trilha oficial e isso demonstra que talvez, em poucos anos, ela comece a ficar muito farofada (assim como acontece com a Inca Trail). Isso também pode dar consequencias ruins aos trekkeiros: como obrigatoriedade de guia (coisa que ainda não há na Trilha Salkantay) e aumento dos preços! Aproveite enquanto ainda não chegou nesse ponto ;)

Esta trilha pode (por enquanto) ser feita por conta própria (sem agência). Detalhes poderão ser consultados nas seções seguintes.

3.Como Chegar
      (ao ponto inicial da trilha (e como voltar para Cusco))

3.1.Logística
3.1.1.Diagrama:


From Trilha Salkantay - Machu Pichu

3.1.2.Tabela DTPM de Trechos (para a Trilha Salkantay)

OrigemDestinoDistância (km)PreçoTempo (h)Meio
ACuscoMollepata96,1?2,0Van
BCuscoMollepata96,1<  $3,00***3,5Ônibus
CMollepataSoraypampa18,76??Taxi
DCuscoSoraypampa114,86~S/200*?Taxi
ECuscoOllantaytambo~59,0$45,00 a $73,00**1Van
FOllantaytamboÁguas Calientes$49,00**Trem
G CuscoÁguas Calientes$65,00 a $367,00**Trem
HÁguas CalientesMachu Pichu3Bus
Obs:Esta Tabela DTPM de trechos mostra as distâncias, tempos gastos, preços e meios de transportes de cada trecho da logística apenas para a alternativa “Trilha Salkantay”.. Aqui não estão relacionadas as opções para a Inca Trail e nem para a Inca Jungle.
As linhas em amarelo são trechos que podem ser feitos nos dois sentidos (origem → destino ou destino → origem)
*Preço retirado do site http://salkantaytrekmachupicchu.blogspot.com.br/ O blog foi escrito em 2010 por trekkers.
**Preço tirado do site www.perurail.com  - site oficial de um dos trens que levam a Águas Calientes
***Preço tirado do site http://www.i-needtoknow.com/salcantay/details/03.html . Confirmar valor em Cusco. Informação pode estar desatualizada.

3.1.3.Descrição dos Trechos
Trecho A -  Cusco  → Mollepata de  Van
Poderá fazer este trecho se decidir fazer a trilha contratando uma agência. Neste caso não precisará se preocupar com detalhes (onde parar, por exemplo). A agência combina com você se vai te pegar em algum ponto ou no seu próprio hostel/hotel.

Pode ocorre baldeação para pegar os outros viajantes, mas não se preocupe, vão chegar ainda cedo para começar a caminhada na cidade Mollepata.

Obs: normalmente as agências fazem esse trajeto iniciando ainda de madrugada, pra chegar ainda bem cedo na cidade Mollepata.  O trecho começa em estrada asfaltada e pega também uma parte de estrada de terra.

Trecho B - Cusco →  Mollepata de bus
Segundo o site http://www.i-needtoknow.com/salcantay existe apenas uma linha que leva de Cusco até Mollepata, e trata-se de uma linha muito disputada. E ao que parece ela tem 2 horários. Um saindo as 5 da manhã e outro na parte da tarde. Segundo o site também paga-se extremamente pouco para esse trecho. Porém, as informações podem estar desatualizadas, pois o site já é antigo.
De qualquer forma, vale a pena perguntar na Prefeitura de Cusco se esse ônibus existe (é muito provável que exista mais de uma linha agora).

Trecho C - Mollepata →  Soraypampa
Nós não fizemos este trecho, mas vimos em relatos na internet (veja seção "Fontes") de gente que foi de táxi até Soraypampa. Soraypampa é um caserio (vilarejo) já mais no alto da montanha, é o fim da estrada que leva até próximo de Salkantay. Deixa próximo do ponto onde passa-se a primeira noite, caso você contrate agência para a trilha.

Esse trecho é feito se você quiser tirar uma parte “chata” da trilha Salkantay. Mas esse trecho é só pra quem faz a trilha Salkantay por conta própria. Se você fizer por agência, você vai começar em Mollepata mesmo, que é mais embaixo.

Trecho D - Cusco →  Soraypampa
Mesmo caso do trecho anterior, só que feito diretamente de Cusco, de táxi. É a forma mais rápida de se começar a trilha - mas é a mais cara também. Nós não fizemos esse trecho - só sabemos que é possível, de acordo com o site Trilha Salkantay por conta própia (veja seção "Fontes e Referências")

Trecho E - Cusco→  Ollantaytambo (ou o contrário)
Na ida não é recomendado (pois se vc estiver fazendo a ida tradicional sem trilha, você pode ir direto par Águas Calientes). Em 2012 este trecho não estava disponível pois a estação de Cusco estava fechada.
A volta será vendido pela agência. Você pega um trem de Águas Calientes até Ollantaytambo. E em Ollantaytambo pega uma van para Cusco. As agências estão vendendo esse trecho pois a estação de trem de Cusco está fechada.

Trecho F - Ollantaytambo → Águas Calientes (ou o contrário)
Na ida pode ser usado pra quem vai para Machu Pichu da forma tradicional (sem trilha) e que também esteja fazendo o passeio do Valle Sagrado (veja artigo 1 desta série para mais detalhes).
Na volta (Águas Calientes → Ollantaytambo) é o trecho sendo vendido pelas agências atualmente (pois a estação de Cusco está fechada..)


Treho G - MachuPichu → Cusco (ou o contrário)
Em 2012 este trecho estava indisponível (os trens só estavam saindo de Ollantaytambo)

3.1.4.Combinação de Trechos:
3.1.4.1.Combo 1 - Vendido por Agências
Ida: Trecho A
Volta: Trechos E + F ou Trecho G

3.1.4.2.Combo 2 - Por contra Própria - barato
Ida:Trecho B ou Trechos B + C
Volta: Trechos E + F ou Trecho G

3.1.4.3.Combo 3 - Por conta própria - rápido
Ida: Trecho D
Volta: Trechos E + F ou Trecho G


Obs: Nem todos os trechos  de ida podem ser associados a todos os trechos de volta. É porque os trechos oferecidos por agências são fixos, normalmente não variam.  Porém, na volta, atualmente se vai de trem até Ollantaytambo e de Ollantaytambo de van até Cusco, é porque a estação de trem de Cusco está fechada. Acreditamos que quando a estação de Cusco reabrir,  as agências passem a vender a volta de Águas Calientes para Cusco, diretamente de trem.


3.1.5.Placar de Logísticas:

Quesito
Combo 1 - Agência
Combo 2 - Barato
Combo 3 - Rápido
Preço Total
?
Tem que fazer “escala”?
Não
?
Sim
Tem baldeação?
Sim
?
Não
Te deixa no ponto inicial da trilha?
Sim
Sim
Sim
O mais barato
x
O mais rápido
x
Vendido por Agência
x

*O placar de logísitca compara as combinações de trechos

3.1.6.Estradas:
Situação:
Cusco - Mollepata
Uma grande parte é estrada asfaltada e uma parte é de estrada de terra. A parte de estrada de terra é um pouco cansativa pois tem muita subida e muida descida (muitas curvas) - nem dá pra dormir direito quando a van te levar de madrugada :) . Infelizmente eu perdi os pontos que tinha marcardo no gps falando qual a quilometragem da parte de terra.

Cusco - Ollantaytambo
É uma estrada tranquila, de cerca de 59km, toda asfaltada.

3.1.7.Melhor Época para Ir
De maio a setembro. É a época de “seca” em Cusco e  Machupichu. Se vc for fora dessa época, prepara-se para a chuva! E pode ficar um pouco frustrado com as nuvens e a falta de visibilidade das vistas também...! Prefira de maio a setembro.

3.2.Trilha
3.2.1.Breve Descrição
A trilha Salkantay, no geral, não é difícil. É uma trilha de 4 dias, mas não são 4 dias extenuantes. É só fazer no seu ritmo.
É importante estar aclimatado para se fazer esta trilha. No segundo dia você alcançará 4600m e não pense que o Mal de Altitude não vai atacar você. Não arrisque. Imagine no meio da trilha ter que voltar passando mal a cavalo? Só será dor de cabeça.
Aclimate-se antes e depois faça-a.

A trilha não é muito bem demarcada. Se você a fizer por conta própria, leve um gps, ou mapas impressos, ou, no pior dos casos, tenha paciencia para perguntar as pessoas no caminho. Mas recomendamos que você a faça apenas se estiver preparado - confira o equipamento que você precisa na seção Equipamentos.


3.2.2.Equipamento Necessário: (para se fazer a trilha)
Barraca
Blusa de Frio Impermeável
Capa de Chuva
Repelente
Saco de Dormir resistente até -10oC
Dinheiro vivo
Filtro Solar
Comida para 4 dias

*As linhas marcadas de amarela são os itens fornecidos pela agência, caso você feche um pacote com elas.
*Normalmente as agências também oferecem aluguel do saco de dormir, caso você não possua um.



3.2.3.Placar da Trilha:
Quesito
Trilha <>
Atração Principal:  Machu Pichu
Dificuldade:  Média / Difícil
Estado de Conservação da trilhaMuito Bom
Sinalização da TrilhaMédia
Preço0,00
Duração (da trilha total - incluindo MachuPichu) 5 dias
Distância Total (da trilha - caminhando)91,0km
Distância off-road (sem trilha)0km
Duração do passeio (logística + trilha)5 dias
Elevação - ganho (só na ida, na trilha)
% de sombra na trilha
ObstáculosAltitude, longa distância,  mosquitos e  neve
Precisa de Guia ou GPS?Muito Desejável
Passagem por rioNão
Pontos de ÁguaVários

*O destino não é contabilizado como ponto de água.
*O preço se refere apenas a parte da trilha (parque, propriedade particular, etc. Não inclui preço da logística).



3.2.4.Detalhes
Vamos dar detalhes da Trilha Salkantay dividindo-a em dias. Acreditamos que a melhor forma de se comentar os detalhes mesmo.
Iremos dar o detalhes da Trilha Salkantay tradicional de 5 dias (sendo o 5o. dia em Machu Pichu), é a vendida pelas agências. Se você fizer por conta própria , vários detalhezinhos podem mudar no meio do caminho. Se for esse o seu caso, consulte a seção Fluxo de Decisão para entender o que é que vai haver de diferente na sua logística e trilha.

Dia 1 - Mollepata - Soraypampa (Pré Base do Pico Salkantay)
A van da agência vai te deixar junto com o resto do grupo em uma modesta lanchonete, onde pode-se tomar um café caprichado. É bom fazê-lo, pra começar este primeiro dia (que será só de subida, com muita disposição).

A trilha nesse dia é quase que completamente por estrada de terra (não é tirlha em si). É por essa razão que muitas pessoas que fazem esta trilha por conta própria “pulam” esta parte, pegando um táxi que te deixa diretamente láaa em cima.




De fato, as agências poderiam cortar essa parte, que não é tão interessante assim.
Início da Trilha Salkantay (dia 1).
A trilha no primeiro é praticamente que quase nesse estilo
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Placa em Cruz pata
É um ponto de descanso, antes do almoço
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Sayllapata é o ponto do almoço, nom meio do caminho no dia 1.
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Almoço no dia 1
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

La siesta - merecido, após o almoço do dia 1
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Os guias conhecem muito bem a estrada e, para cortar caminho, há vários atalhos que diminuem a caminhada, cortando a estrada. Esses atalhos estão representados no nosso mapa (ver seção “Mapa”), assim, caso faça a trilha por conta própriae tenha decidido fazer este trecho da trilha também, fique atento para realizar as conversões e cortar caminho.


Próximo do fim do dia 1 - aqui estamos chegando a Soraypampa
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Hotel bonito que fica no fim da estrada, no dia 1 ainda.
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Aqui é o ponto onde muitas pessoas começam a trilha, efetivamente
É exatamente onde a estrada de carro acaba.
Para quem vai com agencia, aqui é o ponto onde se dorme no primeiro dia
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Visão do Pico Salkantay
From Trilha Salkantay - Machu Pichu



Existem 2 bifurcações duvidosas nesse trecho que podem enganar quem estiver se aventurando por conta própria e sem GPS, fique atento.



Um dos barracões no Camping do primeiro dia.
O local é bem inóspito
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Dentro da "barraca" onde ficam as barracas. É para se proteger  do vento
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Foto da barraca onde ficamos
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Gráfico de Elevação do dia 1
Dia 1 - parte 1
From Trilha Salkantay - Machu Pichu
Dia 1 - parte 2
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Dia 2 - Soraypampa - Pico Salkantay - Wayramachay
O segundo dia começa quase que na base do Pico Salkantay. E ele comecará pesado. Esse, na verdade, é o dia mais pesado do trekking.

Neste dia faz-se o resto da subida até a base do Pico Salkantay, onde tira-se uma famosa foto para o seu álbum do facebook. Depois disso, o resto do dia é só descida (mais tranquilo).

Início do 2o. dia. Agora sim é trilha de verdade
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Lá embaixo é o Camping do 1o. dia. Agora é só subir até o Salkantay
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Rumo ao ponto de se tira a foto!
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Sobe sobe sobe....
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Trilha em caracoles, mais pro fim da subida
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Plaquina lá em cimão
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponto mais alto da trilha. Muitas pedras....!!!
(não conseguimos ver o Salkantay lá de cima nesse dia)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Abra Salkantay é o ponto mais alto da trilha (4600m).
Mas nós não conseguimos ver o Salkantay. Isso foi em 3 de Novembro de 2012.
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


A descida é tranquila, apesar de grande, e vai até o Caserio Wayramachay , ponto onde ocorrerá o segundo almoço da trilha. É um vilarejo realmente pequeno (pouquissimas casas). É de se espantar como haja pessoas sobrevivendo por ali.

Essa parte da trilha tem belas cenas. A sua direita aparecerá uma montanha com eventuais quedas de água, (provindas da neve do restinho do Salkantay).

A descida continua e é depois do almoço que a temperatura começa a ficar mais amena (muito mais agradável). A floresta também começa a aparecer e a trilha fica muito mais visível. É no fim do segundo dia que os mosquitos também vão começar  a aparecer. Pode ser que você requisite o repelente pela primeira vez (e você vai agradecer por não tê-lo ignorado).

O fim do segundo dia é bem ameno (sem dificuldades) e vocÊ chegará finalmente ao caserio Rayampata. Um camping onde também há quartos para aluguel e onde é oferecido banho quente por S/ 5,00. (mas tem horário, acho que vai só até as 16h).


Aqui ainda é no 2o. dia, já descendo, oc clima vai melhorando
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponto do almoço do dia 2!
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Chegando no fim do dia 2, bem mais embaixo já
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Tem esse sitio arqueológico, mas achoi que não é nada demais.
Nós nem passamos por ele direito..
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Área do Camping 2. Com mujito mais estruturta. tem quartos, tem banheiros etc
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Bolsas carregadas pelos cavalos e burros.
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Gráficos de elevação do dia 2


Dia 2 - parte 1
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Dia 2 - parte 2 (até ponto do almoço)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Dia 2 - parte 3
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Dia 3 - Sobes e Desces e várias logísticas intermediárias envolvidas
O dia 3 é uma agradável trilha, pelo menos para o que os brasileiros estão acostumados.  É porque a trilha é “in the jungle”, com um clima super ameno e nada de terríveis subidas e descidas.

O que não quer dizer que ela é toda plana. Esse dia é um sem-parar de pequenos sobes e desces, sempre perseguindo o leito do rio. É nesse dia também que você vai usar o seu repelente - bastante!

Talvez você dê sorte e seja alguem de sangue ruim, mas não menospreze os mosquitos : você pode sair REALMENTE danado pelas picadas dos muitos mosquitos nessa trilha.

No começo do 3o. dia existe um confuso encontro de dois rios formando um T. Esse ponto está marcado como “Ponte Confusa” no mapa. Se estiver fazendo por conta própria, fique atento, essa parte realmente pode confundir os desavisados. Infelizmente eu não consegui detectar no mapa o ponto exato dessa confusão. É porque nesse ponto existe uma velha ponte em péssimo estado - que você NAO deve atravessar . Você também não deve ser seguir a estada de terra indefinidamente, senão irá pelo lado errado. (no site “Trilha Salkantay por conta própria”, na seção “Fontes” , o autor do blog comenta desse ponto especifico também, e até desenha um mapinha a respeito dele. Vale a pena conferir.)

Eu me lembro muito bem de pararmos vendo a ponte toda mal cuidada (e o guia até brincou que iamnos passar por ela), mas é nesse ponto que existia uma quebrada para a esquerda, descendo a esquerda, saindo da estrada, você caia magicamente em uma outra ponte toda bonita (mas que não era visivel através da estrada). a ponte fica escondida, por isso esse ponto pode ser bastante confuso.

Estude essa parte do mapa, visualize exatamente pra que lado vocÊ vai cair depois da travessia da ponte e então continue.

Passada a parte confusa você passará por uma singela queda (ponto marcado com oCachoeira no mapa) e chegará em um ponto de apoio (lanche), ponto marcado como “Playa Sawayacho”.

Depois você seguirá pelos sobes e desces até o ponto “Almoço Dia 3”. Este ponto é um vilarejo e lá é o local do Almoço no 3o dia.

Neste ponto, caso você esteja fazendo a trilha por conta própria, nós recomendamos que você veja a seção “Fontes e Referencias”e siga as orientações do site “Trilha Salkantay por conta propria”. É porque neste ponto, se você estiver fazendo via agencia, você irá de van até o camping do dia 3. Pode ser que por trilha seja diferente. No pior dos casos, siga o caminho da van, marcado no nosso mapa. Você chegara lá.

Com agência, ao chegar no camping (ainda cedo) você só deixa suas coisas no camping e então todos pegam uma van para as Águas Termales (piscinas de águas quentes). Essa parte do passeio (ir para as aguas termales) não é obrigatório, mas é MUITO recomendado. Dificlmente alguem não vai querer. As águas termales é tipo um clube mesmo, e o lugar é limpo e muito agradável.

Dá até pra pedir aquela cervejinha Cusqueña ;)

É importante dizer que a van que faz o traslado Camping - Aguas Termales - Camping não está incluido no pacote que você comprar. Nós pagamos S/5,00 na época (out/2012). A entrada nas águas Termales também não está incluso. Você terá que pagar a parte. S/5,00. (barato).

Depois, a agencia pode fazer um happy hour (pequena festinha no camping) neste dia e aí eles te apresentam algumas sugestões para o quarto dia (isso eles não te falam na hora de comprar o pacote).

Eles te oferecem 3 alternativas para realizar o 4o. dia de trekking:
Alternativa 1) Realizar o trekking a pé (como era de esperar).
Alternativa 2) Pegar uma van que faz os primeiros 10km pra você (e depois vocês faz os 10km finais). Essa van você tem que pagar por sua conta. Custa entre S/10,00 e S/15,00 (eu não lembro o valor exato).
Alternativa 3) Pegar uma van que te leva para fazer uma tirolesa, e depois te leva para o ponto de encontrar para a parte 2 da trilha . Isso também é por sua conta. Eu não me lembro o preço. seria algo como S/50,00.

O engraçado é que os guias podem te desencentivar a fazer a alternativa 1. Eu acho incrivelmente desagradável eles terem feito isso. A razão de eles te desencentivarem é que, caso nenhuma pessoa opte por (1), então até mesmo os guias vão de van (o que é mais conveniente pra eles).
No nosso caso, as pessoas se dividiram entre a alternativa (1) e (2). No nosso caso, algumas pessoas queriam fazer (3) (algumas mulheres que estavam mais cansadas) mas elas acabaram sendo influencidadas pela maioria , que optou por (1).

mas lembre-se: não se deixe influenciar. Lembre-se que você foi que comprou o pacote. E você pode optar por qualquer uma delas.

Neste dia os guias também vão pedir “the tips”, “las propinas”, ou seja, as gorjetas para os cavalos (os donos dos cavalos), que é neste dia que eles se despedem de você. Eles não dizem o valor exato que se deve pagar, você paga o quanto puder. Isso normalmente é combinado pelos integrantes do grupo. É interessante observar como as pessoas também são influenciadas pela maioria nesta decisão. Então sugira um valor que você acha justo de cara para as pessoas do seu grupo: possivelmente, sendo um valor razoável, todas aceitarão. No nosso caso o valor que cada um pagou, em geral, foi de S/5,00 pra cada dono de cavalo.




Início do 3o. dia, passando pela pontezona
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


A trilha no terceiro é um sobe e desce geral
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

No 3o. dia
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Sempre subindo e descendo
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Cachoeira (não tem poço)
Marcado no mapa como "cachoeira"
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Mais uma da cachoeira.
Aqui o clima está bem mais ameno (ja na jungle) - note a minha bermuda
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Passando pela cachoeira, de boa
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponto de parada para lanche no 3o. dia.
Não é o almoço ainda não
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponto de parada pra lanche no 3o. dia
Tem lanches pra comprar e banheiros (aqui, pago)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Aqui  já no fim do 3o. dia, nas Águas  Termales de Santa Tereza
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

As Águas Termales
From Trilha Salkantay - Machu Pichu



Gráficos de Elevação do Dia 3

Dia 3 - parte 1
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Dia 4 - Hidroleletrica y Machupichu
O 4o dia não é um dia muuuuito divertido. Pelo menos essa foi a nossa percepção. É isso que os guias usam pra te desencentivar a fazer essa parte caminhando, no 4o. dia. Eles tem razão em dizer que não é muito divertido. Mas eu acharia menos divertido ainda fazer esta parte da trilha por van.  O propósito é a trilha correto? Logo, nós recomendamos a alternativa (1) - apesar de a primeira parte da trilha do dia 4 não ser das mais legais ou (3) - se você estiver com mais dinheiro. (2), só se você estiver realmente cansado.

Essa primeira parte da trilha não é tão legal, porque ela é em cima da estrada de terra (e não efetivamente por trilha).

É interessante obsevar que, de fato, esse dia não é feita sobre a trilha Inca Salkantay propriamente dita, e isso porque isso daria alguns bons quilometros a mais ness trilha - coisa que as agencias não vendem. Essa informação eu obtive com nosso guia, que disse ser possivel fazer a trilha salkantay completa, mas que esse 4o ficaria muito pesado se assim fosse feito, e era por essa razão que as agencias não fazem essa última parte da trihla.

Opinião dos Caçadores de Cachoeira é que eles poderiam remover o Dia 1 vendido (que também é feito sober estrada de terra) e adicionar o dia 4 fazendo-a pela trilha efetivamente (removendo o 4o. dia que também é por estrada!) Não entendemos porque é que eles fazem a logística dessa forma, depreciando um pouco do dia 1 e um pouco do dia 4 (ao invés de apreciar a todos), mas enfim, ainda assim o passeio é legal.

A estrada de terra é tranquila, com algumas subidas e descidas e finalmente chega-se ao ponto Hidroeletrica. Mais alguns metros adiantes é onde acontece o almoço do dia 4.

Esse almoço ainda é coberto pelos seus cozinheiros e é depois deste almoço que os guias vão lhe pedir a segunda rodada de “tips” (gorjetas) dessa vez para os cozinheiros. A ideia é a mesma do dia anterior. Pague o que puder contribuir. (você também pode não pagar, é por sua conta). Não sentimos obrigação de pagar não, apesar do pedido de gorjeta, não houve uma recriminiação implicita, os guias nos deixaram muito livres para contribuir com o que pudessemos. Quem não pudesse ,realmente não precisava.

Depois do almoço, sobe-se para a linha do trem. E os 10km finais então são feitos acompanhando a linha do trem, tranquilamente, até chegar a Águas Calientes.

Chega-se cedo em Águas Calientes. Dá tempo de passear um pouco na cidade, comprar o que você precisar para o 5o. dia (pra não ter que gastar lá em cima de Machu Pichu que é muito caro) e aind adescansar.

A agencia ainda te paga a janta deste dia, no nosso caso, foi num excelente restaurante (já não me recordo o nome, mas foi bom). É aqui onde provavelmente os guias vão te entregar o seu ticket para Machu Pichu (e outros que você pode ter requisitado: como Waynapichu ou MachuPichu Mountain) . É um momento meio tenso, eu confesso que fiquei com medo de dar algum problema neste momento.

Tenha em mãos o seu recibo, pois ele pode ser necessário caso algo dê errado!

Eu fiquei no Hostel Puma. (EXCELENTE) mas a maioria dos meus amigos ficaram em um hostel piorzinho. Fique atento a isso na hora de fechar com sua agencia, verifique qual é o hostel (depende se você quer gastar menos, ou quer um hostel melhor no final).

O que eu fiquei era uma pousada, na verdade, com cama, geladeira, banho quente e com tv. e o quarto foi individual pra mim. FIcou muito em conta, foi excelente.




4oi. dia, foto com a visão de Santa Tereza
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


cachoeira 2, escondidinha, no 4o. dia.
Fica em frente a um dos pontos de lanche. Marcado no mapa também
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Essa aí está na beira da estrada. Você com certeza vai passar por ela.
Mas não, não é natural, é artificial :o)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Essa eu não sei dizer se  én natural ou artificial.
Marcada no mapa também
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Aqui é o fim da primeira parte do dia 4. EM frente ao restaurante
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Trem passando enquanto seguimos sua linha
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

A segunda parte do dia 4 é toda assim
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponte do Trem - marcado no mapa
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Chegando...!
Montanha de Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu



Gráficos de Elevação do Dia 4

Dia 4 - parte 1, até hidroleétrica
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Dia 4 - parte 2
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Dia 5 - Machu Pichu
No quinto dia acorda-se as 4 da manhã para ir em direção a Machu Pichu.
Você pode escolher ir de ônibus, mas o mais comum, para quem fez Salkantay é subir a pé mesmo! E aqui vai uma dica: não ache que a trilha acabou! A subida para Machu Pichu é MUITO pesada.
E um desinvel de 400m, mas a questão é que esse desnível é feito SEM PARAR, diretasso, nos degraus incas. Sao 55 minutos subindo degruas desnivelados SEM PARAR, se você for em um ritmo bom. Você vai chegar lá em cima morto. Nós chegamos as 5:55 da manhã lá em cima, 5 minutos antes dos portões abrirem, e já tinha uma filinha. (Obs: os portões lá embaixo, pra você começar a subida dos degraus se abrem as 5h da manhã. Não tem como você começar a subir antes disso).

Atenção também que essas regras e horários costumam mudar de tempos em tempos. Mas até out/2012 estava assim.

Se você escolher ir por önibus, acho que eles começam a rodar as 5h da manhã também. De qualquer forma fique tranquilo, pois , você com o ticket em mão vai entrar COM CERTEZA. Não existe medo de não conseguir entrar não. Quem tem ticket, entra. Lembre-se também que se você chegou a Águas Calientes sem seu ticket você tem que comprá-lo em Águas Calientes. Lá em cima, nas portas de Machu Pichu, não tem guichê pra comprar não! (Então se você subir sem ticket, vai ter que descer e comprar la embaixo! e isso ou vai demorar, ou vai sair caro, pois o onibus que desce até Águas Calientes é caro.

Não se esqueça do seu passaporte também.
Já dentro de Machu Pichu, os guias vão te dar algumas explicaçoes basicas e depois te entregam o ticket do seu trem de volta (momento de tensão também). Depois, mais ou menos as 8h da manhã, eles te deixam livre para ficar passeando lá dentro do Parque.

Eu achei a explicação dos nossos guias meio xoxinha, poderia ter sido melhor, foi mujito rapido. Mas valeu. Foram 2h de de explicação. É bom ouvir a explicação, caso contrário, você não vai ver tanta graça em Machu Pichu assim (é legal entender como as coisas funcionamva lá dentro).

Além de ficar passeando sobre as ruinas de Machu Pichu dentro do parque, você pode fazer algumas trilhas lá dentro mesmo, que são:

Trilha da Ponte Inca
Trilha da Porta do Sol (é por aqui que as pessoas que fazem a trilha Inca tradicional chegam dentro de Machu Pichu).
Trilha para Waynapichu Mountain
Trilha para Machupichu Mountain

Nós fizemos Trilha Ponte Inca, Trilha Porta do Sol e Trilha Waynapichu.

Os detalhes dessas 3 trilhas são dadas na tabela a seguir:
3.2.5.Placar das Trilhas em Machu Pichu

Trilha Ponte IncaTrilha Porta do SolWaynapichuMachuPichu Mountain
Dificuldade:  FácilFácil/ MédiaMédiaMédia / Díficil
Estado de Conservação da trilhaMuito BomMuito BomBomBom
Sinalização da TrilhaBoaBoaMuito BomMuito Bom
PreçoGrátisGrátis
Duração Total (ida + descanso + volta)1h2h3h30min4h
Distância Total (da trilha - ida e volta)1 + 1 = 2km1,55 + 1,55 = 3,10km1,28 + 1,28 = 2,56km ?
Elevação - ganho (só na ida, na trilha)100m300m300m?
Obstáculoscaminho estreito, ruim para pessoas com vertigem de alturaescalaminhada com corda, degraus tortosaltura, ruim para quem tem vertigem de altura

*Para Waynapichu e Montanha Machupichu é necessário comprar ticket antecipado (juntamente com o ticket para entrar em Machu Pichu). Não é possível comprar lá dentro.

Recomendamos fazer ao menos a Waynapichu ou a Machupichu Moutains.
A mais tradicional é a Waynapichu (e é a mais procurada - os lugares são limitados! Compre com antecedência).
As trilhas Ponte Inca e Porta do Sol, não são taaao legais assim, mas como são curtas, vale a pena fazer. Dá tempo de fazer 3 das 4, em 1 dia apenas (nós fizemos a Trilha Ponte Inca, Ponte do Sol e Waynapichu, além de ter passeado bastante lá dentro do Parque, em 1 dia só: começando as 6h da manhã e saindo as 17h do parque).

2 dias são suficientes pra você conhecer Machu Pichu toda.
mas 1 dia já é agradável.

Dia 5 - de madrugada, pronto pra subir ladeira
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Placa - já lá em cima (já clareou)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Sim,. pdoe ser que você vehja Machu Pichu assim... todo fechado!
Estava sim quando subimos (depois melhorou um pouco)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Esqueci como se chama
Mas vc vai passar por ele , la em cima. é facil de encontrar
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Vá visitar Machu Pichu, antes que tudo caia
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Também tem um nome, que eu esqueci.
Fácil de encontrar
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Tem lhamas mornado lá!
From Trilha Salkantay - Machu Pichu
Montanha linda
From Trilha Salkantay - Machu Pichu
Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Tempo melhorando
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Placa na entrada controlada para subir a Waynapichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Tem Waynapichu simples tb (Esses eu não fiz. Faça o mais alto que é mais legal!)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Cordas no fim da trilha para Waynapichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

A pedra mais alta de Waynapichu.
Lá embaixo a cidade de Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Descida complicadinha de Waynapichu. Vá devagar!
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Descendo Waynapichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Cabos de aço para auxiliar na descida.
Vá sempre de vagar! (tem gente que morre por aí...)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

A  inacreditável Ponte Inca.
O que masi impressiona é o abismo ao lado.
Muito cuidado ao fazer essa trilha!
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponte Inca - Impressiona
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Ponte Inca com o abismo
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Porta do Sol - não vimos nada demais nesta atração
Mas é porque o tempo estava muito ruim. Parece que a vista daqui é muito boa, se estiver aberto.
É por aqui aque a Trilha Inca tradicional chega a Machu Pichu (porta de entrada)
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Porta do Sol
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Foto Clássica - obrigatória
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Gráficos de Elevação do dia 5

De Águas Calientes até Machu Pichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu


Trilha Ponte Inca
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Trilha Puerta del Sol
From Trilha Salkantay - Machu Pichu

Trilha Waynapichu
From Trilha Salkantay - Machu Pichu
3.2.6.Tabela DTE: (distância-tempo-elevação) - por parte
Dia
Distância (km)
Tempo (h)
Elevação(m)  - perda (só na ida)
Elevação - ganho (só na ida)
1
20,28
6h
570m
1560m
2
19,99
6h
2100m
1095m
3
16,85
5h
1550m
740m
4
20,20
6h
1020m
1500m
5
~13,70
8h
560m
~1300m
Total
91,02
5 dias
5800m
6195m

*A tabela DTE mostra as distâncias, tempos e elevações (perdas e ganhos) durante cada parte da trilha.
*As partes são definidas por convenção. Não existe divisão real entre elas.
*As quilometragens são referentes a Trilha Salkantay tradicional, vendida pelas agências. Acima estão contabilizadas apenas as distâncias feitas a pé (as feitas com van não estão contabilizadas).
*As elevações e distância do dia 5 (Machu Pichu inclui: subida para machu Pichu, trilha da Porta do Sol, Trilha da Ponte Inca e Trilha Machu Pichu).

3.2.7.Pontos de Referência: (durante a trilha)

DiaPontoDistância percorrida acumulada (km)Distância percorrida - no dia
1Mollepata00
1Cruz Pata6,806,80
1Almoço 1 (Sayllapata)10,7610,76
1Soraypampa18,7618,76
1Camping - Dia 120,1620,16
2Pico-Vale - Foto Salkantay25,895,73
2Quedas Paralelas32,316,42
2Almoço - Dia 2 (Wayramachay)32,316,42
2Camping - Dia 2 (Rayanpata)40,0614,17
3Ponte Grande40,260,20
3Ponte Confusa42,462,40
3Cachoeira44,864,80
3Playa Sawayacho46,966,90
3Almoço - Dia 355,7015,64
3Camping - Dia 355,70*15,64
4Cachoeira 2 / Lanche 560,965,26
4Queda Hidrelétrica62,366,66
4Queda Montanha64,368,66
4Hidrelétrica65,7010,00
4Almoço Dia 466,1010,40
4Início Linha de Trem66,4010,70
4Ponte Trem67,6013,90
4Águas Calientes77,3023,60

*Os pontos com asterisco não tiveram mudança de km, porque esses pontos são percorridos de van (se você fizer por agência).
A tabela pontos de refêrencia mostra os pontos que nós marcamos e achamos que são bons marcos para você se referenciar durante a trilha.
*A distância em km é cumulativa, isto é, a quilometragem atribuída a um ponto mostra quantos km você andou, até então, na trilha, ao chegar em tal ponto.

3.3.Simulação TP do Passeio

DiaHorárioEvento
104:00 - 09:00Traslado Cusco - Mollepata e Café da manhã
110:00 - 13:00Trilha até ponto do Almoço
114:00 - 18:30Trilha até Camping 1
206:00 - 08:30Café da manhã dia 2
208:30 - 11:30Subida até o ponto Salkantay (ponto da foto)
212:00 - 15:00Trilha até Almoço Dia 2
215:00 - 17:30Trilha até Camping Dia 2
307:00 - 09:30Café da Manhã Dia 3
309:30 - 14:00Trilha até Ponto Almoço Dia 4
315:00 - 19:00Águas Termales
408:00 - 09:30Café da manhã - Dia 4
409:30 - 11:30Trilha até ponto do Almoço dia 4
413:00 - 16:30Trilha até Águas Calientes

*Esta tabela é uma simulação, onde escolhemos a logística de nossa preferência e onde colocamos um tempo médio para os eventos.
*A duração dos eventos pode variar, dependendo das condições.

3.4.Mapas
Atenção: devido ao alto numero de itens no mapa, o google maps dá um bug que não mostra tudo numa página só, e a paginação dá pau. Recomendamos baixar o arquivo kml e visualizar no Google Earth.
Visualizar Pe.Cz.Trilha Salkantay em um mapa maior




3.5.Placar da Estadia: (durante a trilha Salkantay até Águas Calientes)

QuesitoCamping 1Camping 2Camping 3
Hostel
Selvagem (S) ou com estrutura (E)?
S
E
E
Preço da Diária
?
?
?
Possui pontos de energia?
X
X
X
Possui iluminação na área?
X
X
X
Aceita cartão de débito/crédito? (D e C)
?
Possui restaurante / lanchonete
X
X
Possui banheiros?
X
X
X
X
Oferece banho de água quente?
X (pago)
X
Estado de conservação da área de camping
Bom
Muito Bom
Muito Bom
Muito Bom
Limpeza
Muito Bom
Muito Bom
Muito Bom
Muito Bom
Atendimento
N/A
Muito Bom
Muito Bom
Muito Bom
Segurança
Médio
Bom
Bom
Muito Bom

*Não sabemos dizer os preços das diárias pois quando se compra por agência, tudo já está incluso no preço do pacote.


3.6.Alimentação (durante a trilha)
Esta seção é válida para quem vai fazer a trilha através de agência (pois caso você faça por conta própria, a comida, obviamente, também é por sua conta ;)

As agências, em geral, vão oferecer o pacote onde eles são responsáveis por 3 refeições diárias (café da manhã, almoço e janta), durante os 4 dias (só o café da manhã do 1o dia é que não está incluído). No meu caso também havia um pequeno lanche (Happy Hour) logo após a chegada ao destino (um lanche entre almoço e janta).

Abaixo descrevemos brevemente como é cada refeição:

Café da Manhã:
Obviamente que os itens servidos podem variar de agência pra agência e dependendo do cozinheiro também, mas segue o que me foi servido quando fiz a trilha:

1a parte (válidos apenas para Dia 2 e Dia 3)
Chá de Coca servido na sua barraca (pra te levantar!)

2a parte (válido para Dias 2, 3 e 4):
Panquecas, pão, manteiga e geléia, chocolate, café e chá de coca. (pode repetir)

Almoço:
Segue o que nos foi servido no almoço:
Dia 1: Sopa e arroz com frango. Bebida: suco de laranja.
Dia 2: Sopa de legumes arroz e frango saltado. Bebida: chá de coca (esse dia estava muito frio).
Dia 3: Guacamole, sopa, carne, batata e macarrão (Esse dia teve muito comida - já é quase em Santa Teresa)
Dia 4: Não me lembro, mas foi bem servido também.

Happy Hour (válido para os dias 1, 2 e 3)
Dia 1 e 2: Pipoca, pão e chá de coca.

Janta: (válido para os dias 1, 2 e 3). Dia 4 incluído, já em restaurante, Águas Calientes.
Dia 1: Sopa e macarrão a bolonhesa.
Dia 2: Frango, arroz e sopa
Dia 3: não anotado...
Dia 4: Menu a la carte em um restaurante em Águas Calientes (pago, só bebida por conta).

Lanches no meio do caminho
Em todos os dias você irá passar por pequenas tendinhas que vendem bebidas e algumas coisinhas pequenas. Então elve dinheiro vivo , pra caso necessite fazer essas comprinhas. É claro que é mais caro, mas é bom pra emergência. (obs: vende inclusive cervejas!)

4.Preços
Nesta seção quanto você vai, EFETIVAMENTE gastar com a trilha Salkantay. Porque não é só o preço que vc paga na agência que você gasta, você acaba gastando mais!

ItemPreço
Pacote Salkantay* (em DOLARES) - único item pago em dólares$180,00 a $300,00
Van que leva do camping (dia 3) até as Termales - ida e voltaS/10,00
Entrada nas Águas Termales (“clube”)S/5,00
Toalha para TermalesS/3,00
Gorjetas em geral - cozinheiros cavalos e guiasS/30,00
Van do Camping dia 3 até HidroelétricaS/15,00
Cavalo para bagagem, no 4o. dia~S/10,00
Tirolesa no 4o. dia~S/60,00
Bolsa de dormir resistenteS/15,00

*Obs: para ver o que o pacote Salkantay, vendido pelas agências, inclui, veja seção a seguir.
Todos os itens são opcionais, só que alguns opcionais são meio que quase que obrigatórios, então segue a legenda:
Legenda:
Em azul: os opcionais quase obrigatórios e/ou que nós recomendamos muito que sejam feitos
Em cinza: opcionais que nós não recomendamos, a menos que você esteja em alguma condição especial de muito cansaço.
em verde: (exceto Pacote Salkantay, que é a base): depende do seu gosto e grana.
Obs: O preço do pacote Salkantay é em DOLARES, os outros discriminados são em SOLES. Cuidado pra não confundir!

4.1.Itens do Pacote
4.1.1.Os seguintes itens são INCLUSOS no pacote das agências
Barraca (2 pessoas por barraca - confirme essa informação)
3 a 4 refeições diárias (para 4 dias) - exceto o café da manhã do 1o. dia e almoço e janta do 5o. dia. Inclui menu vegetariano também (é só avisar antes)
Guia para os 5 dias (no 5o. é só parte do dia - em Machu Pichu)
Chá de coca em todas as refeições
Cozinheiros para cozinhar suas refeições
Cavalos para carregar 5kg a sua escolha (é 5kg por pessoa mesmo) - exceto para o 4o. dia!!!
Condução de Cusco para Mollepata (Ponto Inicial da trilha)
Ingresso para a Entrada em Machu Pichu
Ingresso para a Subida ao Waynapichu ou a MachuPichu Mountain (essas são opcionais do pacote)
Trem de volta para Cusco (se for o caso de a estação de Cusco ainda estar fechada, inclui a van que leva de Ollantaytambo para Cusco)
Van que leva do fim da trilha do 3o dia até o camping do 3o dia
Saco de dormir resistente

*Os itens sem amarelo são opcionais do pacote.

4.1.2.Os seguintes itens são NÃO são inclusos no pacote das agências:
Van que leva do camping do 3o dia até as Águas Termales (passeio opcional)
Entrada nas Águas Termales (que é um passeio opcional)
Gorjetas para os cozinheiros, para os cavalos e para os guias (sim, eles vão cobrar isso)
Van que realiza a primeira parte da trilha do 4o. dia pra você (ir de van é opcional)
Tirolesa oferecida no fim do 3o. dia
Lanches aleatórios durante a trilha
Repelente
Almoço e janta do 5o. dia




5.Comparação de Trilhas:
Quesito
Trilha Salkantay
Trilha Inca
Inca Jungle
Preço (gasto total)
min: $180,00
max: $300,00 + S/123,00
~$300,00
?
Duração
5 dias (total)
4 dias (total)
4 dias (total)
Distância total de Trilha (km)
77,30
42,00
100 (com bike)
Tem ruínas durante a trilha?
X
X
Altura máxima alcançada
4600m
4200m
4400m
Ponto Final da Trilha
Águas Calientes
Machu Pichu
Águas Calientes
Passa por Termales?
X
X
Dá pra fazer por conta própria?
X
?
Oferece esportes radicais no meio?
Tirolesa
?
Bike
Maior Ponto PositivoVistas - Paisagens, trilha mais desafiadoraMuitas rúinas (sitios arqueológicos) no caminhoAventura
Maior Ponto NegativoDia 1 e 4 é trilha em cima de estrada (meio chatinho)Mais  caro, muito cheio, mais chato para programarMais “fácil” que as outras.


Algumas considerações finais sobre a Trilha Salkantay e a Trilha Inca:
  • A Trilha Salkantay ainda é mais tranquila de se planejar, pois ainda não está completamente conhecida. Mas essa trilha está ficando cada vez mais conhecida e é possível qeu se torne, em pouco tempo, tão popular quanto a Inca Trail.
  • A Trilha Salkantay costumava ser muito mais barata do que a Inca Trail, mas o preço dela vem aumentando nos úiltimos anos. Ela ainda  é mais barata do que a Inca Trail.
  • Para a Inca Trail você precisa reservar tudo com muita antecedencia. Você vai ter que fazer isso antes de chegar em Cusco. No caso da Salkantay você pode resolver tudo por lá mesmo (o que é muito melhor).

6.Diagrama de Decisão
Clique aqui para abrir o diagrama

7.Águas Calientes
Águas Calientes é uma pequena cidade que fica na encosta da Montanha de Machu Pichu. Essa é a sua cidade de apoio. É ali que você repousa, deixa suas coisas, se prepara pra subir para o Parque.

A cidadezinha é muito simpática, agradável e tranquila. Lá você vai encontrar vários restaurantes, pousadas e alguns hostels. Existem tanto baratos como caros. lembre-se que se você for por agência, ela vai fechar com algum albergue que ela trabalha. Na hora de fechar a Trilha Salkantay com uma agência eles não te falam qual é o hostel. Procure saber qual hostel é e como é.

Em Águas Calientes há alguns bancos, inclusive internacionais, pra você sacar dinheiro, se for necessário. Mas leve dinheiro de Cusco, é mais seguro,. (vai que os caixas-rápidos que tem lá falham? São poucos..)


8.Glossário - Desambiguação

  • Inca Trail = Trilha Inca
  • A Trilha Salkantay também é uma trilha Inca, mas todos se referem a ela como “Trilha Salkantay” ou “Salkantay Trail”, para não confundir com a Trilha Inca tradicional.
  • Machu Pichu é a cidade Inca. E ela fica em cima da montanha (parece óbvio, mas é que tem gente que tem dúvida.. é uma cidade? fica em outra cidade? é uma montanha?
  • Machu Pichu Mountain é uma montanha que fica dentro do Parque de Machu Pichu (ficou confuso?) É simples. O parque (ou cidade perdida) de Machu Pichu fica em cima de uma montanha. Aí, lá em cima, existe uma trilha para um pico (outra montanha em cima da montanha) que se chama Machu Pichu (e que eles chamam de Machu Pichu Mountain) eita :)
  • Waynapichu é a montanha mais famosa dentro do Parque de Machu Pichu. Ela pode ser escrita de várias formas diferentes, como por exemplo, Huaynapichu.
  • Águas Calientes é a cidade que fica do lado do Parqu de Machu Pichu.


9.FAQ
Eu quero fazer a trilha Salkantay. Mas não sei se fecho com uma empresa desde aqui, do  Brasil (por email, por exemplo) ou se fecho lá mesmo.. o que é melhor?
Olha, quando fiz a trilha, fiz em outubro, que é o fim da alta temporada. Foi tranquilasso fechar com uma empresa lá mesmo. A trilha saia todo dia e sempre tinha vaga pra fechar. Pelo que li na internet, o melhor é fechar quando estiver lá mesmo. Li muitos relatos de pessoas que fecharam antecipadamente antes mesmo de chegar a Peru e que pagaram uma fortuna a mais. O que parece é que as empresas se aproveitam de turistas (via email) e cobram muito mais quando o contato é internacional, porque é mais dificil pesquisar preços sem estar lá. Estando lá, ao vivo, é muito mais fácil barganhar, e comparar com outras empresas, então fica muito mais barato. No meu grupo, por exemplo, houve um caso de um casal de amigas que compraram o pacote desde a Inglaterra e pagaram $300,00. No mesmo grupo, a maioria havia pago entre $170,00 a $220,00. (eu paguei $220,00). Ou seja, tem gente que paga muito mais pelo mesmo serviço.

Estou um pouco confuso. Quando se faz a trilha ela termina dentro de Machu Pichu?
Péeee. Pelo que parece você não leu o artigo completo =P. É simples assim:
A trilha Salkantay NÃO termina dentro de Machu Pichu. Ela termina dentro da cidade de Águas Calientes. Mas Águas Calientes fica ao lado de Machu Pichu. Então: vc chega no fim do 4o. dia em Águas Calientes, dorme em um hostel e no quinto dia sobe ao Parque de Machu Pichu.

Já na Trilha Inca (a tradicional) ela sim termina dentro de Machu Pichu. O 4o. dia da trilha é você chegando em Machu Pichu diretão.

Se eu quiser fizer a trilha Salkantay por conta própria, terei que pagar alguma taxa?
A resposta oficial até o início de 2013 é NÃO. Não existe taxa a ser paga nessa trilha .Se você ouvir alguma agência te dando essa informação é uma MENTIRA tentando te arrancar dinheiro. A Trilha Inca SIM é cobrada oficialmente pelo governo. A Trilha Salkantay é LIVRE. Só se paga se você decidir contratar a agência. Você estará pagando pelos serviços: guias, barracas, comidas e cozinheiros. Nada mais.
Não há taxa a ser paga pela trilha em si.
Fique atento, entretanto. Como a trilha está começando a ficar muito famosa, pode acontecer de as regras do jogo mudarem e o governo Peruano começar a cobrar. Mas sempre consulte sites oficiais do governo peruano. Não acredite nas agências (apesar de muitas delas serem honestas).

Não é mais seguro  reservar uma vaga (na trilha) antes de chegar lá?
Só lemos coisas ruins a respeito de reserva (principalmente de relatos no mochileiros.com). A trilha sai todo dia, sempre tem vaga. Deixe pra reservar lá.

Mas eu estou confuso.. eu tenho que comprar minha entrada pra Machu Pichu antes? eu devo fazer isso e depois contratar a trilha Salkantay? Porque eu ouvi falar que o número de vagas pra entrar em Machu Pichu é limitado..
Veja bem.. a entrada a Machu Pichu e a subida aos atrativos Waynapichu e Machu Pichu Mountain realmente tem vagas limitadas. Só que EM GERAL, comprando com poucos dias de antecedência, VOCE CONSEGUE de boa. Então você pode , por exemplo, chegar em Cusco e comprar seu pacote da Salkantay 2 dias antes (por exemplo, é só um exemplo). E esse pacote vai incluir sua entrada para MachuPichu, Waynapichu, etc.

Mas e se eu fechar com uma agência e aí chegar em Machu Pichu e não ter vaga para entrar?
Não. No momento de fechar o pacote Salkantay com a agência, é NESSE momento que a agência verifica pelo site OFICIAL do governo se há vaga para entrar em Machu Pichu. Se não tiver, eles vão te informar que não tem. Só que comprando com 2 a 3 dias de antecedência é raro que não tenha vaga. De qualquer forma, OK! Existe o risco sim, de acabarem as vagas e você ter que esperar alguns dias. Mas pelo que lemos, com 2 a 3 dias de antecedencia é razoável você fechar o pacote com sua entrada pra lá.
Eles olham tanto a disponibilidade de entrada em Machu Pichu quanto a disponibilidade para subir Waynapichu e MachuPichu Mountain.
A nossa recomendação é que você reserve alguns dias para Cusco, para esse pior caso. E assim que pisar em Cusco, já vá direto para uma agência pesquisar preços e horários. Já feche o mais rápido possível, quando estiver lá.

Waynapichu é obrigatório? Se eu for a Machu Pichu eu tenho que fazer esse passio?
Não. Você pode comprar seu ticket apenas para entrar em Machu Pichu só. Waynapichu e Machu Pichu Mountain são sub roteiros opcionais que você pode fazer lá dentro. Você faz se quiser. A disponibilidade de vagas para eles é menor também. Pdoe acontecer de ser mais dificil conseguir vagas para eles.

Eu não entendi muito bem esse negócio dos cavalos / burros. Eles carregam toda a carga durante a trilha? Tem que pagar a parte?
É o seguinte: pelo pacote você tem direito a deixar 5kg de suas coisas (qualquer coisa que vc quiser) com os burros. Eles vão carregar esses seus 5kg por TODA a trilha, ATÉ o  fim do TERCEIRO dia. No quarto dia não tem cavalos/ burros. Nesse dia , só nesse dia, é que você tem que carregar todos os seus pertences. Você também não precisa deixar tudo com os burros/cavalos. Você pode deixar 5kg com os burros cavalos e carregar o que você quiser com você (ex: repelente, protetor solar, comidas/lanches e água).

Aaah.. entendi. E os cavalos sempre vão do lado da gente? Eu posso ir lá e pegar minha blusa de frio nele no meio da trilha, se for o caso?
NÃO. Os cavalos vão descompassados. Normalmente eles vão mais rápidos que o grupo, e eles podem passar por outro caminho. A grosso modo: você só vai ver os cavalos/burros no começo do dia e no fim do dia (nos campings).

Eu posso fazer a Trilha Salkantay mas e depois ir por conta própria para Machu Pichu?
Achamos que não vale a pena. O pacote tradicional inclui sua entrada a Machu Pichu (e outros passeios lá dentro que desejar). E além disso inclui os seus guias que vão entrar com você em Machu Pichu para te explicar um pouco da cidade. Então não vemos vantagem em você terminar a trilha em Águas Calientes e querer fazer o passeio em Machu Pichu por conta própria.

Quantas pessoas podem compor um grupo que vai fazer a trilha?
Isso varia muito. Tem algumas empresas que determinam o número máximo de pessoas. Normalmente é um grupo grande. No meu grupo, por exemplo, foram 22 pessoas. EU realmente não vi nenhum problema em ser tanta gente assim. Tinha ritmos de todos os tipos, e todos conseguiram completar a trilha de boa. Não houve problema de ter que ficar esperanod, ou de briga, nada. Mas há quem diga que grupos grandes é algo ruim. De fato você pode conseguir agências que botam um teto máximo de menos pessoas. EU cheguei a ver empresas que colocavam no máximo 10 pessoas no grupo. Certamente elas serão um pouco mais caras. Se for sua preferência procure que vai achar. mas o mais normale é ter grupos grandes mesmo

Você sugerem alguma agência de confiança em Cusco?
Pumas Trek. Não tivemos problemas com ela. Mas pesquisem. Sempre pesquisem.

Tem algum jeito de economizar com a Trilha Salkantay sem ser fazendo-a por contra própria? Eu preciso de guias...
Sim. Dizem as más linguas que contratando os guias DIRETAMENTE (sem uma agência no meio pra intermediar) fica muito mais barato. Parece ser uma alternativa razoável. Mas cuidado com os guias picaretas! Eles existem.


10.Dicas
  • Não confie no seu saco de dormir do Brasil. Tem que aguentar temperaturas muito baixas!
  • Barganhe o valor do pacote da trilha que for comprar. O preço sempre diminui!
  • Esteja preparado para as gorjetas no fim da trilha. Na hora de comprar o pacteo eles não fala isso, mas eles vão te cobrar ;)
  • Reserve alguns dias para conhecer Cusco. A cidade também é muito legal.
  • PEsquise o preço em várias agências antes de fechar com uma.
  • Não leve muita comida. Leve pouca coisa em sua mochila! Você nao precisa de muito. deixe o mais pesado com os burros. LEve só uns lanchinhos levinhos. Bebida se compra durante a trilha e também tem muitos rios pra pegar água.
  • Blusa de frio impermeável é OBRIGATóRIO.
  • Se for por conta própria, não se esqueça de calcular o tanto de peso que você vai carregar! ( com certeza vai gastar bem mais tempo de com que agência)
  • Guarde o recibo da agência. Como são muitos serviços e muitas pessoas, pdoe ser algum deles dê problema. (comigo deu!!!!) e eu usei o recibo pra garantir o que tinha pago. Guarde bem!
Nós esquecemo de responder alguma pergunta??? Pergunte que vamos colocar aqui!!!



11.Relato
O relato a seguir foi retirado do site Mochilão C
Se refere ao dia 3 da Trilha Salkantay. Para ver os outros dias acesso o blog.
Dormi melhor que do primeiro para o segundo dia. Inclusive tive sonhos melhores.
No primeiro sonho que lembro o meu irmão era classificado para Olimpiadas (OLIMPIADAS MESMO) de xadrez! hoha. pena que não sei o fim do sonho.
E no segundo sonho eu encontrava com as minhas duas avós…. eu tenho tão , mas tão claro o abraço apertado qeu eu dei em cada uma delas…… engraçado.
Sonhos bastantes vivos nesses dias de Salkantay, e acordamos para o terceiro dia.
No início do 3o. dia nós demos tchau aos cavalos que carregaram nossas tralhas e 5kg de tralha de cada um dos integrantes. na trilha salkantay vc tem direito a entregar 5kg de suas coisas pessoais para os cavalos carregarem (está incluso no pacote) , assim vc pode carregar menos coisas. Só que os cavalos carregam essas suas coisas só até o fim do terceiro dia.
Vc se pergunta então porque nos despedimos dos cavalos. É porque nós não os veriamos mais. Os cavalos chegam sempre antes que a gente no acampamento, pois eles não param pra almoçar. ELes vão direto pra o destino, deixando nossas coisas lá. Então apesar que os cavalos ainda iam carregar nossas tralhas por mais um dia de trilha, nós já deveriamos despedir.
No dia anterior Walter tinha explicado pra gente que apesar que não era obrigatório seria interessante que dessesmos uma gorjeta (tip) para os donos dos cavalos. Os brasileiros que eu tinha encontrado em Huaraz tinham me falado que os guias também pegaram eles de surpresa com esse papo (quando eles fizeram a trilha salkantay). Eu, sabendo disso, antes de contratar o passeio perguntei para o german (que me vendeu o passeio pela agencia Puma) se haveria gastos adicionais durante o passeio – e ele disse que o unico gasto adicional seriam eventuais comidas durante e las Termas (Hot Springs) que seria 5 soles (mas foi 15 ~~). Eu perguntei se não teria que pagar mais nada, ele afirmou que não. Mas aí veio o Walter com esse papo de propina.
Eu tinha levado POUCO DINHEIRO! Meu dinheiro estava contado! Não é porque eu sou burro! Mas é porque eu tinha feito as contas de forma consciente pra não perder dinheiro na minha volta pro Brasil! Então eu tinha deixado dinheiro separado pra cada coisa que eu precisava. Mas não podia ter coisas inesperadas!
Foi engraçado que quando Walter falou da propina, depois ele saiu da mesa de jantar e ficamos lá , nós todos, cada um meio que tentnado ver o que o outro achava justo de se dar de gorjeta pros cavalos. Ninguem tinha a minima ideia do que seria algo socialemte aceitável de se dar. Eu achei aquilo uma tremenda experiência social, para se observar como as pessoas se portam frente a essa situação : vc não é obrigado a dar nenhuma gorjeta, mas quanto vc vai dar?
Ficou uma sensação de que ninguem queria dar muito, somos backpackers ora bolas! Mas ninguem queria admitir que não queria dar muito – afinal, todo ser humano quer estar bem na fita, não é mesmo?
Ninguem chegou a um consenso: Walter falou que poderiamos ou juntar o dinheiro para ter um representante do grupo, ou cada um pagava sepadamente. De certa forma, informalmente, houve um consenso arbitrário de que deveria ser algo mais ou menos como 10 soles para cavaleiros, e depois um pouco mais para os cozinheiros (nós sabiamos que eles iam pedir gorjeta para ocozinheiros também, nos próximos dias).
Entao cada um deu o que pAodia dar, mas ninguem ficou sabendo exatamente quanto foi que cada um deu, a não ser que alguem tenha perguntando quanto vc deu. Ninguem me perguntou, e eu não perguntei a ninguem. Mas eu dei 10 soles, que acho que foi mais ou menos a media do que cada um estava achando razoável. Se vc for pensar, até que eta bom, pois o passeio são 220dolares , algo como 440 soles (um pouo mais que isso), então 10% seria 44 soles, jeje. Aina faltavam as gorjetas dos cozinheiros (eram 3) e dos guias ( que teoricamnte deveriam receber mais né).
Na parte fisica do dia, foi uma trilha muito bela, já estávamos baixos, 2800 para 2000 de altura, o tempo estava razoavel. Estava quente.Deu pra andar de bermuda. O terceiro dia passa-se sempre ao lado do rio URUBAMBA – o rio mais importante pra sociedade INCA, é o rio que banha a montanha de Machu Pichu e que desagua no Amazonas (um afluente). As paisagens do rio são muito belas.
Importante salientar a presença dos MOSQUITOS. Agradeço imensamente a mexicana que me deu o repelente em Cusco, o repelente NAO È FRESCURA. Quem não usou repelente ficou COM CATAPORA. ELes picam MUITO. Incomoda pra cacete.
Assim foram 17km andando tranquilos até chegarmos a Santa Luzia. EM Santa Luzia almoçamos tranquilos e o sol saiu. E daí fomos até as Termas (hot springs). As termas são águas NATURAIS saindo das PEDRAS, água bem cristalina e MUITO QUENTE. Aeeeee, bom demais! Tudo que todo mundo queria.
chegamos as termas as 16h, e pulamos na piscina. MUITO AGRADAVEL (eu nunca tinha ido a águas quentes naturais desse jeito). Depois de 2 dias sem tomar banho, realmente foi um alivio pular naquela piscina. Eu estava me sentindo bem, e não tão cansado assim. Apenas percebi uma bolha grande no meu mindinho do pé direito. Aproveitei pra relaxar bastante na piscina.
Conversei com alguns na piscina, e conversei com Andreas também. Depoisd a piscina o pessoal pediu umas cervejas e ficamos la no barzinho das Termas.
Depois voltamos de van para o acampamento (era rapidinho) (não esquecer: o cara que guarda as mochilas no teto da van viaja EM CIMA DA VAN : nõs percebsmos isso quando no meio do caminho uma pessoa SURGIU DO TETO DA VAN – todo mundo deu risada, hehehehhe. Voltamos para o acampamento nossas barracas estavam prontas e Walter estava no grau. Já tinha bebido sua cusqueña e falou que nós eramos good hickers! Tinahmos batido um recorde! Nunca ele tinha feito a trilha de cada dia tão rapido assim (será que ele diz isso pra todos?). Depois ele deu suas orientações rotineiras sobre o proximo dia, mencinou as vindouras gorjetas dos cozinheiros e repetiu algumas orientações uas 1000 vezes.
Ele estava um pouco BEBADO. Foi engraçaaado, jejejejej. O pessoal todo ficou rindo dele. O Andre (o outro guia) ficou sem graça com a ssituação).
Eu queria escrever aqui os bordões que ele falava muito , o Walter(o ingles dele era meio bad, apesar que ele se comuniav a bem):
-Don’t worry about this one! (quando comentava alguma decisão que ele ia cuidar pra nós)
-Another one (quando lembrava de alguma coisa que ainda não tinha falado)
-This is for you, this is your holiday! (do tipo, curtam a viagem)
-This is your decision, not mine (sempre que dava 2 opções pra decidirmos alguma coisa, tipo: quem quer ir d cavalo, quem vai pagar o cavalo pra levar as coisas até águas calientes ou não etc).
Ele também falou das opçõe que haveria no quarto dia (eu nem sabia que havia mais de uma opção a não ser andar). e também comentou que as meninas deveriam fazer streap tease na festa que haveria dentro de pouco. o povo rachou muito os bico, hoahoahoa
Muitas pessoas (principalmente mulheres) podem se incomodar com esse tipo de comportamento vindo de um guia, mas deixe-me ser sincero: O Walte era tão humano, tão prestativo, e ajudou tanto! Po… ele é humano também. Eu achei tão legal ele estar celerbrando aquela vitória com a gente (e ele faz esse passeio 4 vezes por mes!!!!!!! Imagina quantas vezes ele passar por aquilo com diferentes pessoas do mundo). Eu achei justíssimo ele estar participando da festa aina que bebendo um pouco mais alem da conta!
Nós jantamos e a questão é que no outro dia havia a opções de fazer metade da trilha de onibus ou fazer o zip line (tirolesa)a não ser andar. Então quem quisesse se jogar na bebida alem da conta, podia. O Walter ia de onibus ! heuaheuaheau, então ele podia beber.
Eu gostaria muito de fazer a tirolesa que eles ofereceram, mas eu não tinha grana pra isso (seriam mais 30 doletas – caro) e eu também não queria ir de onibus – muito sem graça. Então decidi ir a pé – no quarto dia a turma ia se dividir.
COmo eu ia andar no outro dia, nem pensar em beber. O Andreas foi meu companheiro nessa também. Ele não bebe. FOi dormir cedo. EU fiquei um pouco mais, do lado da fogueira que eles fizeram pra gente. Fizeram uma espécie de luau. Teve gente que bebeu MUITO. Devo dizer que os guias ficaram MUITO, MAS MUITO LLOOOOOOUCOS, jejejejejjeje.
Eu bebi só duas cusqueñas, o negocio tava no ponto de que alguem falava um BLA, e o povo se MIJAVA DE RIR. taa muito engraçado, heauheuaheauhueaheahueahuehauehauheauheuaheua.
Além deles também lembro do Dom e Ian (amigos ingleses ) beberem um pouco. COm esa bebida o Ian ficou super sociável, veio se apreentar (oficialmnte a mim) eu descobri que ele faz ciencia da computação, falamos um pouco sobre Java e Rugby e algumas pessoas zuaram que o nosso papo estava Booooriiiiiing ( ninguem de não-ciencia-da-computação – aguenta ficar ouvindo papos de computação. haha. Rimos daquilo e dissemos que depois continuavamos o papo).
Então ensinei mau-mau para Ian e Andreas e jogamos duas partidas. Eles gostaram do jogo, principalmente da regra do Rei (é proibido falar quando alguem joga essa carta). depois foi a vez do Ian nos ensinar um jogo, que era o Shit-Head. Jogo muito legal também. vou falar as regras porque não quero esquecer. Junto com a gente tava o Canadense engtraçado (amigo do Justin, que einfelizmente eu ja esqueci o nome tambem….). ELe não tava bebendo e nem tava curtindo ficar junto dos amigos dele (canadenses) hoje, (porque eles sim estavam bebendo e fumando uns negócio la) entao ele ficou com a gente. E ele era muuuito gente boa, pra falar a verdade todos os canandeses eram gentes finissimas, só que a maior parte do tempo eles estavam no grupo deles, por isso nao deu pra interagir muito com eles. Mas quando havia a chane, eles foram muito legais. E então esse amigo (que eu esqueci o nome) fiou jogando com a gente, e ensinou Asphalt (que eu ja tinha aprendido no primeiro dia com o Justin) pro resto do pessoal (também jogamos esses).
Vc recebe 7 cartas , das quais 4 ficam na sua mão. Recebe também 3 cartas que ficam viradas de cabeça pra baixo, em 3 montes separados. Daas 7 cartas iniciais você pega as 3 melhores e coloca (viradas para CIMA) SOBRE os 3 montes que fez com as cartas viradas de cabeça pra baixo.. Daí o objetivo é descartar todas as cartas, sendo que a carta mais baixa é a 4, depois 5 depois… e aí vaí, depois K, até A, 2 e 3.
Pra descartar vc sempre tem que jogar uma carta com valor maior do que o seu oponente imediatamente anterior.
Existem 2 exceções: O 2 pode ser jogado a qualquer momento (como um joker), apesar que qualquer carta ganha dela também.
Se alguem jogz um 7, vc tem que jogar uma carta menor que o 7. (só o jogador imediatamente posterior precisa fazer isso).
Bem, acho que é mais ou menos isso – coisa chata esse post ne , jeje – mas eu tb escrevo pra eu não esquecer algumas coisas (escrevo pra mim tb!)
A questão é que no terceiro dia o Ian se tornou um amigo também, vindo a tiracolo o Dom (pra mim que eles eram namorados, jeauheuaheuahe). Ah! Eu também acho que a Dom (mulher inglesa) e a amiga dela , eram na verdade namoradas, hsauhsua. Moravam juntas ha anos, viajam juntas, cozinham juntas, e tal….. hein! rs
Mas eu não quis alongar demais. Pra mim que o Walter e o Andre (guia) não iam conseguir acordar no outro dia não.
Eu fui dormir bebinho no terceiro dia (só um pouquinho – de boassa) e super bem. O clima estava muito ameno, o terceiro acampamento era num lugar excelente, super clean e sempre com o barulinho do URUBAMBA do lado.
Pelo amor dos deuses incas, eu dormi que nem um bebê – nem dormi a prestação, dormi a vista, e acordamos para o derradeiro dia para o nosso destino.


12.Fontes e Referências
Guia de como ir a Machu Pichu - no detalhe - by Sundaycooks
Um artigo muito completo e bem escrito sobre como ir a Machu Pichu. Recomendado!

Guia de como ir a Machu Pichu - inclusive dos jeitos mais chiques - by Turomaquia
Outro artigo muito bom sobre como ir a Machu Pichu. Mostra detalhes de todos os trens e algumas estadias em Águas Calientes

Melhor época para visitar Machu Pichu - by Sundaycooks
Comenta sobre a época de chuva em Machu Pichu - artigo rápido

Como comprar Ingressos para Machu Pichu - by Sundaycooks
Excelente artigo com detalhes da compra de ingresso para Machu Pichu. Recomendado!

O que fazer em Machu Pichu - by Turomaquia
Este link é um complemento ao nosso artigo, pois mostra todas as trilhas possíveis de se fazer dentro de Machu Pichu.

Dicas básicas sober Machu Pichu
Site com um indíce simples e arrumado

Trilha Salkantay - Relato e detalhes - by Turomaquia
Excelente artigo - em 5 partes - sobre a Trilha Salkantay. É um complemento muito bom para este artigo. Recomendado!

Trilha Salkantay por conta própria
Este é um blog feito exclusivamente para falar detalhe a detalhe como fazer a trilha Salkantay por conta própria. Muito bem detalhado. Recomendado! (tiramos muitas informações deste artigo).

Trilha Salkantay por Conta própria 2
Excelente site. Muitas dicas e detalhes. Recomendado!

Site Oficial do Governo Peruano para Compra dos Bilhetes para Machu Pichu
Este é  o site oficial para compra do ingresso para Machu Pichu!

Valiosas pequenas informações para Salkantay
Foi aqui que encontramos informações para ir de bus de Cusco para Mollepata. Tenha em conta que o site está meio velho, mas o bus deve existir. Confirme informações em Cusco.

Inca Jungle
Algumas informações sobre o Inca Jungle

6 comentários:

brxmod disse...

Valiosas informações, muito obrigado por compartilhar.
Pretendo fazer esta trilha em breve!

Gostaria de saber que equipamento você levou para o camping na trilha.
O relato cita:

* Saco de Dormir resistente até -10oC
* Blusa de Frio Impermeável
..

Você locou ou usou um próprio? (compensa mesmo deixar pra comprar lá fora?)

Diego Bigliani Solamito disse...

Fala brxmod, foi mal a demora pra responder.

Olha, foi assim:

Blusa de Frio Impermeável: eu já tinha uma que tinha comprado na Argentina.

Saco de dormir: aluguei com a agencia que fiz o passeio. (eu acho que foi 15$ pro passeio todo e foi um saco de dormir novinho, valeu muito a pena).

Comprar lá mesmo, eu não sei te dizer se vale a pena, mas isso porque não olhei os preços mesmo... abraço

Juvenal Rondan - Viagens Machu Picchu disse...

Olá Gente!
Primeiramente parabenizo pelo trabalho que fiz em ajudar aos brasileiros que desejem realizar o caminho sagrado dos incas com destino final na cidadela inca de Machu Picchu, quem escreve é um amante da cultura brasileira e graças a deus já teve a sorte de morar no Brasil por um bom tempo.
Gente se alguém esta precisando de dicas e recomendações para percorrer a trilha inca, inca jungle, trilha Ausangate, Trilha Salkantay e outros destinos do Peru como Lago titicaca, puno, Arequipa, Nazca, Paracas, trujillo, Huancayo, fico a sua disposição para ajudar-lhes sem nenhum compromisso e assim eu poderia contribuir a que muita gente venha a visitar esta terra maravilhosa herdada por um cultura milenar. visitem nosso site > http://www.viagensmachupicchu.com.br

walter disse...

Olá gente, eu sou de Cusco e primeiro quero parabenizar pelo relato de sobrevivência na trilha Salkantay.

Eu trabalho aqui no Cusco, numa agencia operadora de trilhas em especial a Machu Picchu para Brasileiros, nossa agência visita lugares que as outras agências normalmente não visitam, nós visitamos a Lagoa e Nevado Humantay, o sitio arqueológico de Llactapata a parte do mesmo Salkantay, também pronto lançaremos uma trilha salkantay com visita a duas lagoas. Se alguém esta procurando sugestões de que trilha fazer e por que, estarei pronto para poder ajuda-lhes sem nenhum tipo de compromisso.

Convido-lhes que visitem nosso site:
http://www.trilhaincasalkantay.com

Abraços a todos.

Ricardo disse...


Olá pessoal!!
primeiramente parabéns pelo blog, sensacional suas dicas
As construções incas são conhecidas por estar sempre em harmonia com a natureza e com a paisagem que as rodeiam. Assim que, qual a melhor maneira de chegar a construção mais icônica e famosa dessa cultura, do que uma trilha que lhe deixará entrar em contato com a natureza que fez parte da mesma? O Peru conta com as trilhas mais bonitas de toda a América Latina, tendo a Trilha Inca a número 1 e a Trilha Salkantay a número 2
recomendo muito fazer uma das trilhas

Marco - Peru Trilha Inca disse...

Olá, Atom. Gostei muito deste post. Uma opinião e experiência muito incríveis sobre o Caminho Salkantay. Um post muito interessante carregado de uma informação valiosa. Eu não tive oportunidade de ir a Machu Picchu por esta rota, mas sim pela Inca Jungle, também conhecida como aventura pela “ceja da selva”. Acho que são as rotas mais populares até Machu Picchu. O tour que fiz foi o de 4 dias e 3 noites. Foi um passeio de pura adrenalina combinando esportes de aventura como ciclismo, canoagem, caminhada entre outros.

Parabéns e muito obrigado por compartilhar uma experiência fantástica destas rotas. Se eu voltar a Machu Picchu será, sem dúvida, pelo Caminho Salkantay. Abraços..

Os Caçadores de Cachoeiras

Os Caçadores de Cachoeiras