Páginas

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Jericoacoara, Ceará - Tudo sobre

Este post é dedicado a:


Jericoacoara, CE
Um Fim de Semana no Paraíso



Leia também:
Lençóis Maranhenses e a Menor Cachoeira do Mundo

Este post tem as seguintes seções:
1.Introdução
2.Atrações
3.Logística
3.1.Distâncias x preços
3.2.Estradas
4.Estrutura, Onde Ficar e Alimentação (básico)
5.Preço (resumo)
6.Roteiro
6.1.Detalhado
6.2.Resumo
7.Navegação
 Mapa
8.FAQ
9.Dicas
10.Relato, Fotos e Vídeos

1.Introdução
Jericoacoara já há muito tempo é uma famosa e charmosa praia do Ceará, a 296km de Fortaleza. Fica dentro de um Parque Nacional onde é proibido entrar com seu próprio carro. Fica na ponta do continente, propriciando uma bela visão do sol e um vento espetacular para os amantes dos esportes de vento no mar.

Em Jeri, além de esquecer do mundo, é possível fazer alguns passeios para completar a viagem.

Nest post falamos sobre: como chegar, onde ficar, algumas dicas de onde comer e detalhes sobre os passeios que você pode fazer, com algumas tabelas comparativas e de dados que podem te ajudar sobre os passeios. Have fun!

2.Atrações

Pedra Furada
 
 Famosa pedra próxima a Vila a de Jericoacoara, que tem um furo no meio, feito pela ação da água e vento. Lugar tradicional e obrigatório pra quem passa por Jericoacoara. A trilha pode ser feita a pé de desde a Vila.






Duna do Por do Sol
 É a duna que fica ao lado da Vila, super famosa onde todos vão ver o por do sol no mar, todos os dias. A duna está ao lado da Vila. Passeio obrigatório também.


Lagoa do Paraíso
 Lagoa muito famosa onde provavelmnte você ja viu alguma foto. Essa lagoa não fica em Jericoacoara, mas sim em Jijoca de Jericoacoara, que é um vilarejo próximo a Vila de Jericoacoara.


Lagoa Azul
 Atrativo muito semelhante a Lagoa do Paraíso, tanto em condição física, quanto localização.


Árvore Preguiçosa
 Famosa árvore próxima a Vila, que fica deitada. Todos passam aqui pra tirar uma foto.

Praia do Preá
   Preá é outra vila vizinha da Vila de Jericoacoara. A praia é bonitinha, mas não tem nada demais.



Outras Atrações  (não visitamos - apenas ouvimos sobre)

Lagoa da Torta
  Lagoa famosa, visitada no Passeio-Tour -> Tatajuba. As águas não são tão cristalinas quanto as das Lagoas Paraíso e Azul.

Dunas Fixas (ou Dunas Coloridas)

Mangue Seco
    nesta parte do passeio, você faz uma passagem de barco e pode ver cavalos marinhos - é o que é oferecido.

Dunas do Funil (e esquibunda - opcional)
     Diz-se a maior duna da região

Praia de Tatajuba (e história)
     Aqui escuta-se a história da Vila de Tatajuba que foi soterrada pelas Dunas.

Obs: Todos os atrativos em “outras atrações” podem ser visitados no Tour Guiado : Tatajuba (um tour muito famoso oferecido em Jericoacoara também - tão famoso quanto o passeio para as Lagoas Paraíso e Azul.)

3.Logística

A vila de Jericoacoara fica a 296km de Fortaleza, que pode ser considerado um bom ponto de apoio para se chegar a Jeri. É possível chegar diretamente de avião a Jericoacoara também.

Translado Fortaleza -> Jericoacoara
É possível fazer o translado com agência ou por conta própria.

1.Com agência:
Existem muitas agências que fazem o trajeto Fortaleza -> Jericoacoara, todos os dias. Tenha em mente que a viagem pode ser cansativa, dependendo dos seguintes fatores:

  • Tamanho da van x número de pessoas
  • Baldeação para pegar outros clientes em seus respectivos hoteis.
  • Ar condicionado da van (funciona ou não?)
  • Condição da estrada Fortaleza -> Jericoacoara.

Atualmente as condições da estrada entre as duas cidades não são boas (muitos buracos). Normalmente as agências entopem as vans, o que deixa a viagem mais desconfortável.

A Van leva de Fortaleza até a Vila Jijoca de Jericoacoara (que ainda não é Jericoacoara). É que a partir daí há apenas estrada de terra (areia) que leva ao destino final. Então, nessa parada os passageiros saem da Van e entram em uma camionente D-20 (Chevrolet) que normalmente já está esperando nesse ponto. (marcado no mapa). Quando vc contratar uma agencia pra te levar a Jericoacoara, normalmente, elas já incluem o trecho de D-20 também, não se preocupe (mas pergunte para confirmar isso).

A viagem na D-20 pode ser igualmente apertada mas pelo menos não é demorada. São apenas 20km nessa estradinha (cerca de 40 minutos de camionente).

Ou seja, a logística é muito semelhante a São Luis -> Santo Amaro do Maranhão (Lençóis Maranhenses), apenas que a distância da estrada de terra para Jericoacoara é menor do que para Santo Amaro do Maranhão. Leia: <link>

2.Translado por conta própria
O translado até a Vila de Jericoacoara pode ser feito por conta própria (com seu próprio carro). Mas é importante saber que você não pode entrar com o carro dentro da vila. Você chega até a porta de entrada da vila e estaciona-o em um estacionamento que há lá. Não sabemos o preço exato, mas achamos que cobram R$10,00 a diária do carro no estacionamento. (nós ouvimos o preço mas esquecemos se é isso mesmo).
Outro ponto importante é que entre Jijoca de Jericoacoara até a Vila de Jericoacoara você irá enfrentar uma estrada de areia de 20km, então se você não possuir um carro 4x4, pode ser que você tenha problemas pra chegar lá. Sabemos que não é impossível porque quando chegamos a Jericoacoara vimos alguns carros (inclusive populares: Gol, Celta, etc) estacionados no estacionamento. Mas be aware!

Passeios dentro de Jericoacoara
Existem passeios que podem ser feitos sem agência e passeios em que é desejável contratar agência, como você verá a seguir.

Conclusões importantes
Dito o acima, quanto a fazer a logística + passeio + estadia com a agência ou não, vale a pena comparar os preços (com agência e sem agência). É que para fazer os 2 passeios mais famosos dentro da Vila é muito desejável contratar uma agência (motivos serão explicados a seguir), então deve valer a pena fechar com a agência o passeio completo (desde a saída da capital até a chegada a Vila).  
Já, o translado para chegar até a Vila de Jericoacoara pode ser feito por conta própria ou por agência (sua escolha).
Então, resumindo pontos importantes do parágrafo anterior:

  • Você não é obrigado a contratar uma agência para chegar a Vila de Jericoacoara, apesar que é desejável, porque os 20km de estrada de areia podem ser complicados para seu carro.
  • É bastante desejável contratar agência para fazer o passeio das Lagoas (Paraíso e Azul também), pois a distância das Lagoas, Pedra Furada e Praia de Preá são bastante relevantes.
  • Logo, talvez valha a pena juntar os dois itens acima em uma contratação só, compare preços!

Caso você escolha ir para a Vila por conta própria tenha em mente que os 20km entre Jijoca de Jericoacoara e a Vila de Jericoacoara

  Vale a pena olhar agências para fechar os seguintes itens:

  • Estadia na pousada a escolha
  • Translado Fortaleza <-> Jericoacoara.
  • Passeio para as Lagoas (normalmente vendem também o passeio para Pedra Furada)



Distâncias x Preços x Tempo x Meio

OrigemDestinoDistânciaPreçoTempoMeio
FortalezaJericoacoara296kmR$60,005h40minVan + camionente 4x4


  • Valor acima se refere a Van + camionete 4x4 (apenas ida)


Situação das Estradas:
Fortaleza - Jijoca de Jericoacoara
A situação dessa estrada atualmente é ruim, com muitos buracos e remendos.

Jijora de Jericoacoara - Jericoacoara
Estrada de areia, em boas condições, mas boa apenas para 4x4. Se não for 4x4 até chega, mas pode ter dificuldades.
Nós dizemos que chega pois vimos alguns carros populares estacionados na Vila de Jericoacoara, mas não sabemos exatamente por onde eles foram. Vendo pelo Google Earth é possível ver que há vários caminhos diferentes pela areia, pode ser que um ou outro deles seja melhor.

Melhor época para ir:
Ano inteiro

4.Estrutura
A estrutura de Jericoacoara é boa, simples, mas boa.
É uma vilazinha de poucas ruas, todas de areia. A vila já possui luz elétrica, apesar de bem tímida (não é uma vila suuuper iluminada).
Tem muitas opções de restaurantes (alguns deles bem em conta), sorveterias. Alguns estabelecimentos aceitam cartão como forma de pagamento, mas não arrisque. Leve dinheiro vivo para passar o dias lá. A cobertura de celular ainda é mais ou menos. A cobertura VIVO foi boa (funcionou), já a TIM funcionou mais ou menos.


Onde Ficar
Nós ficamo na Pousada Atlantis. O preço foi muito bom dado o que foi oferecido. Para um casal, o preço pago foi de R$100,00 (ou seja, R$50,00 pra cada um por dia), quarto com tv a cabo, geladeirinha, ar condicionado e banheiro, com direito a uma rede na varanda do quarto, e com direito a café da manhã que incluia: 3 a 4 variedades de frutas, um suco de frutas variado por dia, biscoitos, pão, geléia e manteiga.

A dica é reservar a pousada com antencêdencia, Jericoacoara sempre tem turistas. Em feriados prolongados é certeza que tudo vai estar cheio se você não reservar antes.


Alimentação
Os preços de alimentação podem variar bastante dentro de Jericoacoara. Nós comemos 2 jantas (foram 2 noites) em dois lugares diferentes. No primeiro pagamos R$10,00 pelo prato feito (arroz, um pouco de feijão, carne e um pouco de salada) , o jantar foi servido modestamente (poderia ter sido mais).
No segundo, pagamos R$12,00 , com um prato servido muito bem (arroz, feijão, carne e salada). É o Restaurante da Boneca , muito simples, mas deixa satisfeito.
Pesquise, pergute para os nativos da região.


5.Preços - resumo
Obs: Sempre confirme os preços antes de realizar o passeio. Os preços abaixo são uma simulação baseada no passeio que fizemos, para você ter uma ideia do que vai gastar no passeio inteiro.

O que
Preço (R$) - por pessoa
Translado Fortaleza - Jeri - Fortaleza120,00
Estadia numa pousada média (duas noites)100,00
Passeio das Lagoas40,00
4 refeições (2 almoços e 2 jantas) (comida + bebida num restaurante médio)60,00
Jangada na Lagoa Azul (travessia da Lagoa - muito rápido)5,00

Total : de R$220,00 a R$325,00 - por pessoa

Legenda:
Gastos obrigatórios mas com alternativas (consulte seção Logística)
Gastos obrigatórios
Gastos Opcionais

6.Roteiro
Aqui vamos descrever detalhes de um fim de semana  em Jericoacoara. Chegando no fim de tarde em Jeri, passando a noite, fazendo um passeio no outro dia, passando a segunda noite e indo embora no terceiro dia de manhã. É apenas uma sugestão.
Antes de apresentar o roteiro pra esse fim de semana de 2 dias, apresentamos uma tabela comparativa entre os 2 passeios guiados mais famosos que você vai encontrar em Jericoacoara. O objetivo é ajudar na sua escolha.




QuesitoPasseio das LagoasPasseio de Tatajuba
Passeio feito através de agência?SimSim
Preço (por pessoa) *R$40,00 R$45,00
Duração média do passeio7h5h
TransporteBuggyBuggy
Número de Lagoas Visitadas no passeio2 a 41
Dunas visitadas01
Praias Visitadas11
Esquibunda incluído?NãoSim
Lagoa com águas cristalinas?SimNão
Cavalos Marinhos?NãoSim

*O preço foi cotado em Outubro de 2012, supondo que o Buggy contratado vai com 4 pessoas. Se forem menos pessoas, o preço por pessoa aumenta.

Resumo
Dia 1:
08:00 : 14:00 - Viagem Fortaleza - Jericoacoara
14:00 - 17:00 - Livre na cidade ou Pedra Furada
17:00 - 18:30 - Por do Sol na Duna de Jericoacoara
18:30 - 19:00 - Ver Capoeira na Beira da Praia

Dia 2:
09:00 : 16:00 - Passeio Lagoas + Pedra Furada + Praia do Preá + Árvore da Preguiça (Alternativa: Passeio Tatajuba)

Dia 3:
09:00 : 16:00 - Viagem Jericoacoara - Fortaleza

Na valiosa tabela a seguir mostramos a distância entre importantes pontos de jericoacoara. Com essa tabela você pode avaliar e mensurar quais passeios poderia fazer por conta própria, se esse é seu desejo. Também pode ter uma ideia do percurso que o Buggy irá fazer com você. Note que o passeio para as lagoas, apesar de ser possível de ser feito sem agências, não vale muito a pena, pois a distância do Centro de Jericoacoara é considerável, você deixaria de aproveitar com gosto as lagoas , que são de ouro!
Tenha em mente que nós, do Grupo Caçadores de Cachoeira somos totalmente a favor do “faça seu passeio por conta própria”, não sugerimos guia e agências a toa. Sugerimos apenas quando realmente achamos que vale a pena. Este é um dos casos.

Ponto 1
Ponto 2
Distância (km)
Centro de JericoacoaraDuna do Por do Sol0,8
Centro de JericoacoaraCemitério0,74
Centro de JericoacoaraFarol (*)~3,05
CemitérioFarol (*)~2,3
Centro de JericoacoaraPedra Furada3,05
Duna de JericoacoaraPedra Furada3,5
Parada Buggy (ver mapa)Pedra Furada1,35
Pedra FuradaÁrvore Preguiçosa4,75
Árvore PreguiçosaLagoa do Paraíso7,46
Lagoa do ParaísoLagoa Azul4,1
Centro de JericoacoaraLagoa do Paraíso~14
Centro de JericoacoaraLagoa Azul~18

Obs: O único ponto citado acima e que não foi visitado foi o Farol, (não marcamos o track exatamente, mas é facilmente identificável via google maps. A distância citada é uma aproximação (com baixa taxa de erro)).

Nesta próxima tabela apenas citamos as atrações principais na vila de Jericoacoara e quais delas precisam de guia ou não:
Ponto
Guia ou Agência Desejável / Necessário
Duna do Por do SolNão
FarolNão
Pedra FuradaNão (mas é possivel fazer com agência também)
Lagoa do ParaísoSim
Lagoa AzulSim
Praia do PreáSim
Árvore PreguiçosaSim



A seguir falamos detalhes dos 2 roteiros sugeridos: Dia 1 e Dia 2.

Roteiro Pedra Furada + Duna do Por do Sol
Atração Principal : Pedra Furada e Pôr do SolPrecisa de GPS ou Guia  : Não
Atrações Secundárias: Praia de JericoacoaraDificuldade : Baixa
Conservação da Trilha / Estrada : BoaSinalizada : Não.
Duração: 4h30minDistância Total (de Trilha): ~7,7km


Você pode fazer este roteiro se estiver com pouco tempo, se tiver uma tarde, por exemplo. É ideal caso você queira aproveitar já o primeiro dia, quando chega de viagem de Fortaleza. Chegando as 14h em Jeri, é possível fazer o passeio entre 14h30min até as 18h30.

O roteiro é simples:
Trilha - detalhes da atração
É possível ir tranquilamente do Centro da Vila de Jericoacoara até a Pedra Furada (para este passeio você não precisa de guia nem agência). Caso vocë esteja indo na parte da manhã para lá, vocë pode fazer o trajeto pela orla da praia.
Basta seguir a orla (para a direita de quem está olhando para o mar) até encontrar a Pedra Furada. Não se paga nada para visitar a pedra. Ela apenas está lá, e tem uma plaquinha (bem velhinha) indicando a atração (e que é proibido subir na pedra, hehe).

Caso você opte por fazer o passeio na parte da tarde (por exemplo, no mesmo dia em que chegar a Jeri) , pode ser que você não consiga ir pela orla porque a maré sobe. Nesse caso você deve pegar a trilha por sobre os serrotes (morrotes) ao lado da praia. Passe pelo cemitério da cidade. Você irá avistar o farol, mas não irá em direção a ele.  Apenas siga a trilha sempre perto do mar. Em um certo ponto você desce novamente para a orla (vire à esquerda, não em direção ao farol , já muito próximo da orla).

Na Pedra, tire fotos dessa diferente formação e logo, volte pelo mesmo caminho que foi ;)

Se você estiver com preguiça, pode visitar a Pedra Furada com o passeio de bugs (deixe claro, antes de contratar uma agência que você quer ir também a Pedra Furada).

Se voce olhar bem no mapa você também vai notar que existem várias trilhas diferentes que levam para o Farol e para a Pedra Furada, mas todas são mais ou menos paralelas - é só sempre tomar o mar como referência - nada mais fácil.

Depois, na volta, vá em direção a Duna do Por do Sol e curta lá o Por do Sol.
Após o Por do Sol, você pode descer em direção a praia de Jeri e ver o show de Capoeira (gratuito) que acontece todos os dias durante o por do sol (assim que o sol se põe, eles começam a lutar).

Roteiro das Lagoas
Atração Principal : Lagoas do Paraíso e AzulPrecisa de GPS ou Guia  : Sim
Atrações Secundárias: Pedra Furada, Árvore da Preguiça, Praia do PreáDificuldade : Baixa
Conservação da Trilha / Estrada : BoaSinalizada : Não.
Duração: 7h (de 9h as 16h)Distância Total (de Trilha): ~3,5km



O passeio é feito quase que totalmente em Buggy. O Buggy te pega em sua pousada (avise onde está quando contratar a agência, em horário a combinar). Normalmente o passeio começa as 9h da manhã. A partir de Jericoacoara o Buggy pega estradas de areia (ainda não na praia) , em direção a Lagoa.

Mas antes disso ele pode virar a esquerda para ir em direção a Praia. Na Praia, se você tiver combinado antes, ele te deixará em um ponto próximo ao morrote, para que você caminhe até a Pedra Furada. Ele te dará cerca de 40 minutos a 1h para ir, visitá-la, e voltar ao Buggy. Essa caminhada é de 1,35km (ida) + 1,35km (volta), pela orla da praia. O Buggy não te leva até o pé da Pedra é porque ele não chega até lá. É porque quando o morrote próximo a Pedra começa, o Buggy passaria - mas com riscos - devido a maré. Então essa parte você faz a pé mesmo.

Depois de visitar a Pedra Furada, você sobe novamente ao Buggy, o passeio continua e eles costumam parar em frente a Árvore Preguiçosa, que é uma árvore peculiar e isolada, próximo a praia, onde é clássico tirar uma fotografia. A parada é rápida, de 5 minutos.

Daí, eles partem, finalmente, para a Lagoa (indo para o interior). As lagoas ficam a cerca de 7km de distância da orla do mar. Depois de um tempo de andada no Buggy, eles te deixam na Lagoa do Paraíso (em um dos pontos).

Note que a Lagoa do Paraíso é muito grande, e que existe mais de um ponto que pode ser visitado, logo, pode ser que a agência te leve em mais de um ponto, ou algum ponto diferente.
Na Lagoa do Paraíso você ficará curtindo a “praia” por cerca de 1h30min.

Daí, vocês partem para a Lagoa Azul, que fica perto de Buggy, mas é um destino bem semalhten a Lagoa do Paraíso. A diferença é que a Lagoa Azul tem menos vento (pelo menos quando fomos, foi assim). Há também outra diferença, é que a Lagoa Azul parece estar em uma ilha (apesar de não ser). É que o Buggy te deixa em um ponto e você precisa atravessar uma parte da lagoa ou de jangada, ou a pé mesmo (se a lagoa não estiver muito funda). De qualquer forma, a jangada te cobra R$5,00  se você quiser atravessar nela. São apenas uns 80 metros de caminhada na água, se desejar fazer por conta propria (é tranquilo).

Vocês ficarão novamente cerca de 1h30min curtindo o local, se desejarem, almoçarem também.

Depois, vocês voltam para o Buggy e o guia te leva para a Praia do Preá. Não há nada demais nessa praia, tanto que, no nosso caso, o guia nem parou. Mas o passeio de Buggy é legal pela praia, então vale a pena passar pela praia apenas pelo passeio de Buggy (você não fica na praia em si, não há nada lá, não há infra nem nenhum atrativo diferente - você vai ver apenas muitas pessoas praticando esportes que necessitame do vento.


7.Navegação
Mapa
View Br.Ce.Jericoacoara in a larger map
8.FAQ
Quantos dias é bom ficar em Jericoacoara?
É difícil dar uma resposta genérica. Depende de cada um. Mas podemos responder de forma objetiva, que em 3 a 4 dias você consegue fazer os passeios mais famosos em Jeri, curtindo o fim de tarde na própria vila. Agora, se deseja ficar na paz eterna, mesmo sem fazer passeios todos os dias, não se importe em ficar mais. Jericoacoara é paz.

Eu não quero contratar agência. Quero fazer todos os passeios sozinho. Posso?
É aquela história, tudo é possível. Só que o passeio das lagoas não é recomendado sem agências. É porque as lagoas ficam a 14km da Vila onde você vai ficar, então é melhor contratar agência nesse caso, mesmo.

Por que o Passeio para Tatajuba é mais caro se ele dura menos?
É porque o pra Tatajuba é mais longe e além do mais tem uma parte com barco. Então fica mais oneroso.

Eu consigo ficar apenas uma noite em Jericoacoara, saindo de Fortaleza?
Conseguir consegue, mas não custa ficar pelo menos 2 noites. 1 noite só é muito pouco.

Aquelas famosas fotos das redes na água ficam em Jericoacoara mesmo?
Não exatamente, ficam próximas! Essas famosas redes ficam nas Lagoas! (Lagoa do Paraíso e Lagoa Azul, por exemplo), não ficam na Praia de Jericoacoara não. E as lagoas ficam a 14km do Centro da Vila de Jericoacoara.

Eu posso ir com meu carro pra Jeri?
Pode, mas você tem que deixar seu carro estacionado na entrada da Vila. É porque só carros autorizados podem entrar na Vila.

9.Dicas
  • Pesquise um pacote com agência que inclua translado, estadia e passeios em Jeri - pode ficar mais em conta do que fazer tudo sem agência.
  • Não brinque com o sol. Em Jericoacoara ele engana. É porque como venta muito, parece que o sol não está queimando, mas está! Passe um protetor bem protetor, mesmo que não esteja sentindo o sol! (porque se não de noite você vai sentir... e muito!)
  • Pergunte no detalhe onde a agência vai te levar no passeio das Lagoas. Eles costumam citar 4 lagoas diferentes, mas pode ser que eles te levem apenas em 2 delas (Azul e Paraíso, as mais famosas). É porque as outras as vezes ficam vazias, e se eles tiverem a oportunidade, eles não te levarão lá.
  • Uma alternativa a fazer o passeio de Buggy é fazer o passeio de Camionente (D-20). Elas também podem te levar as Lagoas, por um preço mais barato. Só que aí você não anda de camionente pela praia (que é uma das partes legais do passeio de Buggy).
  • Se estiver com o bolso apertado, leve um lanche para almoçar no passeio das Lagoas. O menu sempre é mais caro nos melhores destinos - lá nas lagoas, como só tem as barraquinhas de praia, os preços são um pouco mais caros do que na Vila de Jericoacoara. (apesar de ser mais caro, não é tãaao mais caro assim)
  • O Passeio de Tatajuba é como se fosse o  passeio “Lado B” de Jericoacoara. É porque não vai conhecer Lagoas tão bonitas quanto a Paraíso e Azul, mas ainda assim dizem que o passeio é legal - as atrações são diferentes.
  • O Passeio para Tatajuba dura um pouco menos do que o Passeio das Lagoas. É porque devido ao subir da maré os Buggys precisam voltar mais cedo para a Vila de Jericoacoara. O passeio dura (diz-se) até umas 14h ou 14h30min.
  • A Pedra Furada sempre tem gente. Não espere que vá estar deserto por lá :o)
  • Esteja disposto para fazer a viagem Fortaleza -> Jeri, pois ela é cansativa.
  • As D-20 são adaptadas pra caber mais gente. Tem a parte de trás (normal) e a carroceria adaptada com bancos pra ir mais gente sentada.
  • Se quer uma alimentação barata em Jericoacoara, procure o Restaurante da Boneca. É barato e serve bem. Devem existir outros baratos e bons também, mas esse é o que nós conhecemos e gostamos. É um restaurante simples, ok? (ele fica na rua principal, perto da praça!)
  • Se estiver a procura de agências em Fortaleza, procure na Av. Beira Mar, lá tem várias.

10.Relato, Fotos e Vídeos

Acordamos as 6h e tinhamos que pegar um táxi até Beira Mar pra esperar a Van que ia nos levar até Jericoacara.
O dia estava do bom, só tinhamos esquecido de uma coisa muito importante: comida: tanto do nosso café pra nos aguentar toda viagem (cerca de 5,5h) até Jeri, quanto pra levarmos pra Jeri, pois temíamos que a comida fosse muito cara.

Já em Beira Mar, fomos em algum posto de convêniencia pra tomar um café rápido e esperar o ônibus que nos pegaria as 8h30min em frente ao Praiano Hotel (famoso hotel na Beira Mar em Fortaleza).

Como era domingo, imaginávamos que não haveria ninguém na Van, a não ser a gente (todo mundo deveria é estar voltando). Mas o ledo engano existe. Quando a Van chegou percebemos que junto a nós, um bolo de gente já se amontoou ao lado da porta para entrar na Van. Nós entramos e a Van ainda passou para pegar outros passageiros remanescentes espalhados pelo bairro. A Van foi sair de Fortaleza mesmo algo de cerca de 9h da manhã.

Então rumando ao norte de Ceará aí fomos para meu segundo destino: Jericoacoara.
A viagem é tranquila, apesar de um pouco cansativa. A estrada é bastante reta até Jeri, mas a estrada até Jijoca de Jericoacara (a cidade fim da linha de asfalto) é, pelo menos em uma sua parte inicial, bastante remendada (cheio de buraco consertado ao longo do tempo). Soma-se isso as Vans, em geral, com suspensão muitíssimo ruim (para estradas) e um ar condicionado estragado (ar condicionado é quase obrigatório no Ceará) a viagem chega a ser um pouco cansativa.
Com 1h30min de viagem aproximadamente, a Van para em uma cidadezinha pequena chamada Paraipaba, onde dá pra recarregar energias pra aguentar o resto das 3h de viagem em asfalto.

Depois disso ela vai direto e para apenas em Jijoca de Jericoacara.
Jijoca é uma cidadezinha bem próxima a Jericoacoara, até onde vai o asfalto. A partir daí vamos de camionete, por estrada de terra/areia até a Vila.
Pode parecer milagre, mas a parte da viagem de Camionete (Uma D-20) foi mais confortável do que a parte com a Van. Talvez eu e Paulo tenhamos tido sorte de ter ido na parte de trás (comum) da D-20. (pois a maioria – do resto – foi amontoado na carroceria da D20 – carroceria essa que é adaptada por ali. ELes botam um teto e uns banquinhos nas laterais dela pra caber o maximo de gente – apertada – nela. Eramos 10 pessoas no total. Não me perguntem como essas vans/camionetes fazem o milagre de amontoar esse tanto de gente em um veículo só, mas fazem.
Não há o que se reclamar, ou melhor, se há, é melhor procurar outro meio de condução. Digo por experiências com Van até o momento. De experiência pra lugares muito famosos tenho 3: Ilha Grande (van ou carro), Santo Amaro do Maranhão (van + Jipe) e agora, Jericoacoara (Van + Camionete). Nessas 3 experiências o máximo lucro é visado em detrimento do seu conforto. Eles entopem os carros com tudo que dá, ainda que você vá muito apertado lá dentro.
Então, não espere conforto nessa viagem.
Voltando a vida da fantasia (Jeri) , a parte da viagem com a D-20 dura apenas uns 50 minutos, até chegar a Vila.

Para aqueles entusiasmados em fazer a viagem por si só com carros populares, fica o alerta: o seu carro sofrerá para chegar até lá e atolamento na areia não será nada complicado de acontecer. Na verdade, não sabemos dizer se os carros populares que vimos na Vila de Jericoacoara foram carros abençoados pelas mãos de Deus ou se eles pegaram outro caminho que não foi o nosso. é que o caminho que a nossa camionente (e a maioria delas que vai até jeri faz) é bem arenoso requisitando obrigatoriamente um motor 4×4. (deve haver algum outro caminho talvez mais longo que seja mai acessível) : é porque nós vimos alguns carros populares na vila como: Celta, Palio, Gol. (havia muitos carros). Fazendo um paralelo com Santo Amaro do Maranhão (destino de Lençóis Maranhenses) a estrada de areia é muito parecida, a maior diferença é apenas a distância. Outra diferença importante (e curiosa) é que enquanto em Santo Amaro do Maranhão eles elegeram os Jipes para fazer essa travessia, em Jericoacoara elegeram as - um pouco mais confortáveis - Chevrolet D-20 (lá em Jeri é lotado delas!)



Chegamos em Jeri as 14h30min, aproximadamente (um total de 5h30min de viagem, como previsto pela empresa que nos levou). A empresa nos deixou na porta da Pousada, como a Vila é pequena (afinal, é uma vila  ) eles vão te deixar na pousada, independente de qual for.

Fomos recebidos pela Ana, dona da pousada, e apesar de a Van/D-20 ter vindo cheia, a pousada que estávamos estava bem vazia. Eu esperava uma espelunca, é bem verdade, porque o preço que estávamos indo era o mesmo que tinhamos pago em Santo Amaro do Maranhão, sendo que Santo Amaro do Maranhão é uma vila muito menos preparada para o turismo do que Jericoacoara, ou seja…

Mas Jericoacoara foi nos saboreando com esses pequenos milagres (como se já não bastastasse o milagre de sua existência por si só!) , a pousada Atlantis era muito arrumada, novinha e em um lugar super na paz. O plus foi ainda maior: é que  tinhamos pago a diária de um quarto simples: leia-se, cama, tv e ventilador. Mas como a pousada estava vazia (apesar de ter alguns hóspedes – mas a maioria já tinha-se ido com o fim do feriado de 12 de outubro) a Ana nos deu de brinde um quarto melhor (igual, mas com ar condicionado).
O quarto era muito mais do que eu esperava, e, se comparado ao quarto em Santo Amaro do Maranhão, era muito melhor!

Bem, findada a parte da logística e chegada com seus detalhes, nós perguntamos para a Ana e para um rapaz qeu trabalhava na pousada se era fácil chegar até a Pedra Furada : atrativo obrigatório de Jericoacoara. Saiba que a caminhada é normal e rápida de ser feita, apesar de algumas pessoas não recomendarem que seja feita a pé. (nós a fizemos).

Saímos as 15h30min da pousada em direção à Pedra Furada, segundo direções da Ana. Para isso, bastava seguir até a praia de Jeri e margeá-la até que se iniciasse uma trilha pelo serrote ao lado da praia, pois não poderíamos fazer o passeio pela praia (que é mais bonito) devido a maré alta. 






A trilha basicamente é a subida e descida de 2 serrotes bem ao lado da praia que dão uma bela vista da Vila de Jericoacoara, passando pelo cemitério da Vila, indo em direção ao Farol mas descendo pela sua esquerda, até chegar a última porção de praia que antecede a Pedra Furada.






Chegamos lá após 1h, bem tranquilos, tendo parados em vários pontos para tirar fotos de efeito. E pontos para isso é que não faltam.

Lá para as 16h30min então, estávamos la na Pedra Furada, atrativo de fato muito interessante, unico. 










Pedra Furada
É um dos atrativos de logística mais simples de serem visitados, em Jericoacoara. Havia muita gente. Para tirar a tradicional foto na Pedra é preciso, no mínimo, fazer fila, entre os tantos turistas que ficam lá esperando para fazê-la também, e olha que era um domingo fim de feriado, teoricamente um dia de baixa (e havia muita gente).





Ficamos lá um bom tempo brincando com os ângulos da pedra. Dá muita vontade de escalá-la também, mas não o fizemos, graças a uma placa indicando que tal ação era proibida, crime ambiental previsto na lei. Eu até já imaginava a manchete nos jornais de segunda: “Mineiro destrói formação rochosa única de milhões de anos, em Jericoacoara.” Então, deixei a prática de escalada pra lá.

Quando dava lá umas 17h40min resolvemos voltar (e ainda deixamos algumas pessoas para trás) fomos voltando pelo mesmo caminho.

Eu tinha marcado tudo no GPS mas nem olhei pra ele na volta, pois achei que não tinha erro. Mas, por sobre os serrotes existem algumas bifurcações que vão fazendo caminhos alternativos que podem aumentar um tanto significativo do seu passeio. A certo momento, já com o sol posto, Paulo me alertou que estávamos fazendo uma curva considerável quase caindo na orla “norte” da praia, fazendo com que nossa volta estivesse ficando muito maior e perigando chegarmos bem de noite (ainda mais que a lua nao estava cheia, mas quase nova). Daí resolvi ver o GPS e acertamos o trajeto para voltarmos mais rápido.
Não chegamos a Jeri aptos para ver o famoso por do sol sobre as Dunas (as Dunas ficam ao lado de Jeri). Mas modéstia a parte dos Serrotes próximos a pedra Furada, assistimos um por do sol enquanto voltávamos da Pedra Furada, sem noção.



Não tinha problema ter perdido ele la dás Dunas. E é que de toda forma nós poderíamos ir no outro dia também, então.. não ficamos tão preocupados em sair assim.

Chegamos no limite (sem luz de sol nem lanterna) de volta a Vila e ao invés de seguir pela praia de Jeri, já viramos a direita pra ir conhecendo a vila. Já vou avisando, que a Vila de Jeri, apesar de pequena e simples tem as ruas como um labirinto (nos primeiros dois dias lá, é facinho ficar perdido entre elas). Mas nada de terrível – todo labirinto tem saída.

Acabamos chegando na rua principal, com muitas lojinhas bonitas, algumas simples, outras requintadas, muitos tipos de restaurante, alguns simples outros beeem chiques – como já era de esperar.

Nós procuramos, nossa humildade a parte, um restaurante simples. Uma garçonete muito simpática nos ganhou na lábia e nos ofereceu uns pratos feitos simples mas chamativos e bem em conta. Era básico: frango, arroz, feijão, farofa e salada. Mas pagamos caro pelo barato. O prato não foi muito bem servido, apesar do ótimo clima do simples restaurantezinho.
Frente ao nosso cansaço de todo aquele dia de viagem e primeira trilha em Jeri, não recomendaríamos esse restaurante na ida a Jeri (a comida foi gostosa, o preço muito barato, mas realmente o prato não foi muito bem servido / farto). Nem só de sucesso é feito o dia, bola pra frente!

De qualquer forma estávamos alimentados , demos mais uma volta na vila, mas verdade seja dita é que estávamos mortos. Queríamos muito era voltar pra Pousada pregar os olhos e acordar cedo para o próximo dia.

Antes não sem , lá pelas 9 da noite, ainda combinar um passeio com uma das agências para o segundo dia, que seria um passeio feito em bugue, também obrigatório, o Passeio das Lagoas Azul e Paraíso.
Com aquele sono todo, era de se esperar que eu tivesse uma excelente, se não perfeita noite de sono. Mas esse foi um sono que não se realizou…

Dia 2
Calma calma, não priem cânico! Não foi Jeri que não me permitiu a perfeita noite de sena. Foi meu nariz. Alguma coisa não saiu certo na noite da véspera para Jeri, pois agora eu estava resfriado, e com o nariz totalmente entupido na primeira noite em Jeri, eu só pude passar a noite em claro.

Praticamente não dormi, e acordei bem derrubado na segunda feira. Ao menos o passeio era mais light (aepsar de com mais atrativos) do que o dia anterior. Era um dos famosos passeios em Jericoacoara – o Passeio para conhecer as Lagoas Paraíso e Azul em Jericoacoara.

Nós conseguimos fechar o passeio na véspera, as 9 da noite, bem no improviso, só após termos obtido informações sobre todos os tipos de passeio que seriam possíveis de serem feitos (queriamos encontrar o melhor custo benefíio dos passeios possível). O mais comum lá é contratar uma agência que te leve de bugue para 2 principais passeios:
O 1o. deles para o Litoral Leste de Jericoacara: nesse passeio você conhecerá as seguintes atrações : Praia do Preá, Lagoa do Paraíso, Lagoa Azul, Árvore Preguiçosa. (podem ser oferecidos mais duas lagoas adicionais a este passeio, dependendo da cheia/seca dessas, depende das chuvas. No nosso caso, não foi oferecido)
O 2o. deles para o Litoral Oeste de Jericoacoara (ou Tatajuba): É o Lado B de Jericoacoara, parece ser o passeio que as pessoas fazem mais depois de já conhecer as Lagoas (que parece ser o mais obrigatório). O que se conta é que este passeio tem regiões mais interessantes de serem vistadas o que o primeiro passeio oferecido, oferece caminhada para as dunas Fixas, para as dunas coloridas, para a cidade que foi encoberta pelas areias das dunas, e o famoso passeinho para assistir aos Cavalos Marinhos, mas que não é o passeio com os destisno mais deslumbrantes (que são as lagoas azul e paraiso do outro lado do litoral)

Nós ficamos bastante tentados a fazer o 2o. passeio (eu definitivamente adoro lados B’s). Mas a questão é que cliches não falham. Os passeios obrigatórios com certeza são aqueles que agradam a mais gente, e devem ser feitos se é a primeira vez que você esta indo em Jeri.

Decidimos conhecer as Lagoas, mesmo porque sabíamos que era lá que visitáriamos o famoso cenário de redes de descanso dentro da água. Era lá!
Saímos as 9h20min, depois do café da pousada. Um café bom (não era um café óoootimo, mas muito bom, frente ao que estávamo pagando – para se ter uma ideia , paguei mais barato nessa pousada do que em um albergue em Ipanema, Rio de Janeiro, em Agosto deste ano).

O café da pousada incluiu: café, leite, toddy, cereal, pão, manteiga, presunto, queijo, duas variedades de fruta (melancia, mamão e manga enquanto estivemos lá) , biscoito de água e sal e dois tipos de suco: limonada e mais outro a escolha (variou entre manga e melancia entre os dois dias). Mas um ótimo desjejum pode ser feito sim, para qualquer passeio que for fazer.
O atendimento da pousada também é excelente.

9h20min pontualmente o Buggy passou na porta de nossa Pousada e nos pegou. Começamos tranquilos, fomos por uma estradinha atrás da Vila, até o motorista alcançar a praia. 




Eu só senti falta no Buggy mesmo era que o motorista tivesse ligado o rádio e colocasse alguma coisa animada. Não sei, pra mim passeio de bugue tem que ser uma coisa meio doida, meio radical. Eu me lembro que no ano passado, quando havia ido a canoa Quebrada em Ceará (e estava incluida uma parte do passeio em Buggy) o cara colocava no modo repeat, aquela versão dance de Satisfaction (dos Rolling Stones) combinava exatamente com o clima. Era com essa música que ele fazia o modo “com emoção” tão conhecido nesses passeios de bugue.
Bricandeira a parte, o fato de o cara do bugue em Jeri não ter botado pra tocar a Safisctaion não diminui o passeio de forma nenhuma  . Só no começo o passeio já tem uma vista muito bonita da praia entre Jericoacoara e Preá (vila ao lado de Jericoacoara – verificar no mapa) , essa porção da praia bem deserta.

Como as 2 alemãs que estavam no Buggy nos acompanhando no passeio ainda não conheciam a Pedra Furada, foi até lá que o motorista nos levou. Não achamos ruim, porque iamos conhecer a Pedra vindo de seu outro lado além do que, indo na parte da manhã, iamos encontrá-la sem água ao redor (pois a maré ainda estava baixa).






Além disso ainda deu pra tirar belas fotos anteriores a chegada a ela (desde onde o Buggy nos deixou até a Pedra furada dava uma caminhada de umas meia hora).
Interessantemente, por alguma razão bizarra, as alemãs, teoricamente as mais interessadas em conhecer o famoso atrativo da Pedra Furada acabaram não chegando lá!! heheheheheheheheh. Paulo e eu ficamos sem saber se elas simplesmente não tiveram saco de fazer a pequena caminhada até lá, ou se elas consideraram uma pedra – também bonita – mas não furada – que ficava antes da Pedra Furada, como o atrativo – o que não era impossível.







Nós não tivemos como comunicar, porque quando nos demos por nós, já estavamos na pedra, e olhando pra trás, nem sinal delas.
Então fizemos nossas corriqueiras fotos, fossem de zueira ou não e voltamos satisfeitos, mais uma vez, com o nosso passeio. Em Jeri, todo passeio vale a pena.

Voltamos ao Buggy para continuar o passeio e sim, elas já estavam lá, e não! Elas não conheceram a Pedra Furada (oi?) hehehehhehehehehehhehe
Enfim, vá se entender. Nós continuamos o passeio, e agora o Buggy deu mais uma voltinha pela praia e depois nos parou em um ponto famoso de Jeri: A Famosa Árvore Preguiçosa. Trata-se de uma curiosa árvore que fica na posíção HORIZONTAL. Isso mesmo: Basta sua raiz terminar pra seu caule imediatamente já nascer na horizontal e fazer com que todo o tronco a árvore até seus galhos fiquem deitados (apesar de no ar). E só aquela árvore por ali, só ela ,sozinha. Muito viva, e pronta para te receber para uma bela foto.

Antes de chegar nessa árvore, eu já tinha tido uma pequena surpresa desagradável que foi a minha camera D20 ter ficado com a bateria fraca já no começo do passeio (eu não tinha carregado ela no dia anterior – mas é que achei que ela ia aguentar o tranco de 3 dias sem carregar, visto o exemplo da minha Canon T2i que aguentava 3 dias sem problemas). Mas alguém prevenido vale por 2. Levei minha velha camera para imprevistos desse tipo, Continuei tirando bilhões de fotos com a outra (camera bem mais simples mas fotos boas).

Árvore Preguiçosa

Outra coisa, é preciso fazer justiça aqui: A tal Árvore Preguiçosa teve um batizado infeliz, uma vez que de preguiçosa ela nada tem. Preguiçosa ela seria se todo o seu tronco e galhos estivessem encostados no chão. Mas não é! Eles estão no ar, então veja você que a ãrvore nã verdade está fazendo é um abdominal ETERNO SEM PARAR, desde que se conhece por árvore. O nome mais justo para tal árvore seria a Arvore Ninja! (ou quem sabe Árvore Matrix)? Mas enfim

Tiramos a foto e seguimos sim, agora rumo a Famosa Lagoa do Paraíso.
Essas lagoas famosas não ficam exatamente em Jericoacoara, como muitos podem pensar.

Ficam, na verdade, em Jijoca de Jericoacoara, que é outra cidade, fora do Parque Nacional (a 23km de Jeri). ENtão o contrato de um Buggy ou camionete é desejável (quase imprescindível) e sugerimos um bugue, porque o passeio fica mais legal (ele pode passar por lugares mais cabreiros, como a praia, por exemplo – já a camoioente passa mais por estrada por fora da praia).

Nós chegamos a Lagoa do Paraíso as 11h e olha, a Lagoa do Paraíso é tudo que se imagina mesmo. Eu confesso não ter pesquisado muito antes de ter ido a Jeri, com medo de criar expectativa demais. Talvez esse seja o segredo.

Lagoa do Paraíso





Mas é que lá é lindo, lindo mesmo. Trata-se de uma Lagoa formada pelas águas das chuvas. Essa lagoa é bem grande e fica a 11km de distância do mar. Em alguns pontos dessa lagoa, colocaram alguns pontos de apoio, como um quiosque de praia. Os preços do quiosque não são tão caros assim, como eu esperaria. A Praia de Ipanema cobra mais caro que ali, por exemplo (eu esperaria no mínimo, o mesmo preço, dado o level turístico de Jericoacoara).




Apenas a efeito de exemplo, uma coca foi R$2,50 , uma água R$2,00 e um suco natural R$3,50. O lugar era grande, e não estava tão cheio assim, tinha muita gente, mas não estava cheio. É de fato muito bom ver aquelas redinhas ali, naquela agua tranquila (apesar do vento) e as cores ficam lindas na foto.
Nós nos deleitamos e acabamos nos viciando com o modo VIVID, recém descoberto na minha maquina da Canon, heuaheuaheuaheuahuehauhea.

Nos deleitamos também com as várias possibilidades de tirar fotos bacanas misturando as seguintes varíaveis:
-cores deslumbrantes do cenário, oferecidas.
-Fotos aquáticas.
-Acessórios oferecidos na água: redes e trampolins.
-Água cristalina

Foi dito e feito. Como a bateria estava acabando lá no começo do passeio, nós que não somos bobos nem nada, economizamos bateria para o ponto alto do passeio, que era a Lagoa do Paraíso (nós sabiamos de antemão). E foi aí que tiramos uma pacanda de fotos.
Ficamos aí 1h30min e depois partimos para a Lagoa Azul.

Lagoa Azul




A Lagoa Azul é um atrativo muito parecido a Lagoa do Paraíso. É uma lagoa grande também, mas um pouco menor do que a do Paraíso e quase não bate vento na Azul. Eu particurlamente gostei mais da Azul (só pelo fato de bater menos vento). Mas as duas são incirvemente bonitas. Outra parte legal da da Azul é que você deve atravessar uma parte nadando (ou pagar uma jangada pra te levar até o outro lado, apenas R$2,50) e te deixar em um quiosque. Ficamos lá mais 1h30min. O atendimento é parecido, o cenário é parecido. Redinhas na água e alguns trampolins.
Tiramos mais algumas fotos por lá e curtimos demais a paisagem paradisíaca.









As 14h30min em ponto estavamos prontos para voltar. Mas quem disse que as alemãs estavam??? E bem a gente comentou que os europeus são tão pontuais e os brasileiros necas, mas lá estavma as alemãs se deleitando no lago e nadando naquelas águas em temperatura agradável, elas não conseguiam sair dali! hahaha. Elas nos perguntaram: aaah, já temos que ir embora?

Ok ok! como pedir pra ir embora num lugar tão lindo como aquele . Acabamos esticando mais um pouco e ficamos por lá; Ficamos até umas 15, mas depois deveriamos ir, porque a maré ia começar a subir, e aí até dá pra voltar tranquilo, mas só se fosse por dentro da cidade (eu ach oque é por isso que voltamos ainda cedo, mas não tenho certeza).







De qualquer forma nós queriamos voltar não muito tarde para ainda almoçar em Jeri e pegar o por do sol.

Como chegamos perto de 16h30min em Jeri, não deu tempo de almoçar antes então nos preparamos e fomos direto para ver o famoso por do sol na Duna.

O por do sol foi fácil, nossa pousada estava muito pertinho da Duna (dava pra ver da propria pousada) e saímos algo como as 17h10min de lá.

Subimos bem ligeiro a duna, já curtindo o deslumbrante visual que é ver o sol cair por ali. EU acho que eu não consigo não dar o posto de por do sol mais bonito da minha vida pra Jericoacoara. Voce fica na Duna (com MUITO VENTO – areia entrando até a sua alma, como costumam dizer) vendo o sol se por no mar. É algo sensacional. A isso se junta a platéia: eu acho que seja a época que você decida ir a Jericoacoara, ali vai ter uma plateia. Era uma plena segunda feira comum de outubro e havia bastante gente ali.

Pôr do Sol na Duna







Tiramos algumas fotos de efeito (hsauhsuahsuahsuahusahusauhsua) (e sem medo de deixar a minha nova maquina levar areia, aeeeeeeeee) . O céu não estava limpinho, então bem no finzinho do por do sol, ele acabou explodindo em alguams nuvens, mas é estontentante da mesam forma. Talvez é até mais legal quando há uma nevoazinha no fim (acho que deve ser comum) pois aí isso cria uma proteção pra que você veja o formato do sol direitinho sem precisar de óculos escuros ou negativos.








Depois que o sol cai, você desce, e vai em direção a praia de Jeri, onde faz-se a famosíssima roda de capoeira. Muita gente vai lá, pra fazer a roda, bater palma e tirar alguma foto. MAS ATENÇÂO: Não tire muitas fotos!!! hehehaeuhauehau. Se não, um cara da roda de capoeira VAI TE XINGAR e falar pra vc parar de tirar foto e bater palma, porque se fosse em Salvador ia ter que pagar caro por aquela foto. FOi isso que aconteceu com um jovem que tava do nosso lado. Ok, que ele estava exagerando um pouco nas fotos. Parecia que ele tava fazendo um book-bblia daquela roda. Tirava uma foto atrás da outra. Mas eu achei um pouco grosso a forma como o cara da roda pediu a contribuição dele nas palmas, hehehe. precisava? Aquelas agressão não combina com Jeri.

Enfim, eu já tinha tirado minha foto (apesar de ter ficado ruinzinha) tinha contribuido com as palmas (fiquei intimidado depois de o cara da roda quase tirar um fuzil e nos ameaçar se não batessemos palmas) e saímos antes do fim do show – desculpa, eu sou pão duro, e odeio finzinho de show de rua onde depois de pedem 1 dolar de caridade.

Eu faço escalada em Belo Horizonte e não ganho nenhum centavao pelo meu esporte, aliás, pago caro. Então não sou obrigado  – ok, eu sei que eu sou mala pra cacete, haha
fomos embora. Outra coisa, eu estava começando a ficar MUITO baqueado devido a noite em claro da noite anterior. O dia tinha sido bem pesadinho de qualquer forma.

Outra ponto NEGATIVO do dia: Em Jeri, nessa época, bate MUITO, mas MUiTO VENTO MeSMO. Isso é bom, mas é ruim. É que nós esquecemos de levar protetor solar para o passeio (ai ai ai, assim vc mata o papai) iiiix… e aí, quando o vento bate, parece que ta tudo OKKKKKKKK, que o sol não ta queimaaaando, nada! – só que nãaaaaao. Durante o passeio é um mar de rosas no lago do paraíso, mas no fim do dia, ai ai ai , vc matou o papai!!!!!!

Eu acho que eu devo ter feito queimaduras de quinto grau. EU senti febre, ou insolação, sei lá o que foi, eu tava destruido. Nós precisavamos achar um almojantar rapido pra depois eu dar uma descansadinha rapida na pousada. E depois eu ainda queria conhecer a night de Jeri.

Nossa, encotramos um outro restaurante sugerido pelo guia do Buggy do passeio da tarde, que foi um pouquinho mais caro que o restaurante do dia anterior, mas o prato era muuuuuuuuito melhor, nussa, tava super saboroso. Eu pedi um file mineiro (Que vinha um queijinho em cima, tava gostoso demais!!!) . A pena foi que eu realmente tava me sentindo febril. Eu calculei já quase uns 38. Dei o resto pro Paulo (devorou tudo, eita cabra macho esfomeado! heheheheh). E voltamos meio correndo pra pousada. EU queria tomar um remédio e descansar um pouquinho.

Ok, a história foi o seguinte, eu deitei as 19h, (É! tava cedíssimo ainda) e…… dormi, (OU TENTEI, hehehehehe) até as 08 do outro dia!!!!! (oi?) é, ehauheau.
Enfim, foi um dia estonteamente lotado. Teve seus pontos baixos, teve. Pois toma mineiro, erro BAASICO, esquecer de protetor solar no Nordeste?? Nunca!!!! Paulo aguentou o tranco, Mas cearense já ta acostumado né. Mas ele ficou negão, imagina como eu fiquei? Acertou se imaginou um pimentão.

Calma! Eu to vivo, rs. To bem, to com energias. Já to recuperado, hehehehe. Mas essa noite aí não foi boa não. Ok, recorde de noites mal dormidas. Dormi quase nada. Uma mistura de febre, dor de cabeça, dor de garganta, insolação, sede e fome me acometeu pela noite a fora.
Bem, não acordei pior do que a outra noite, mas é porque os remédios me ajudaram um pouco. No outro dia, nós já iamos nos despedir de Jeri, com um repeteco da Lagoa do Paraiso antes das saída, as 09 da manhã.

E cade a night de Jeri? pois é… essa eu fiquei devendo, graças a minha jovialidade do não protetor, hehehehe. Mas acontece, é bom que eu tenho um motivo pra voltar lá. Mesmo que não fosse isso. Qualquer coisa é motivo pra voltar a Jeri, hehe. Lugar que com certeza eu vou voltar!
  (relato adaptado de Mochilão C, passeio feito em 15 de outubro de 2012)


Agradecimentos especiais ao Paulo - revisor deste artigo - e que tornou esta viagem possível :)

I <3 Jeri!

4 comentários:

Cadu Salgado disse...

Esse povo que rouba idéia da gente é foda =P
Só uma pergunta... os vídeos do RJ deviam mesmo aparecer no final? Fiquei com medo de ver até o fim kkkkkkkkkkkkkkk

Cadu Salgado disse...

Outra coisa.... pra um blog de caçadores de cachoeira, faltou cachoeira no post =P
zuação

Diego Bigliani Solamito disse...

1.Eu não roubei po! ja te falei que os centavos que eu ganhar com o video, metade vai proce ue! ;)
2.Os videos de RJ é o seu youtube que está fazendo isso =P (ele exibe os outros videos que tenho no meu canal).
3.Sim, eu tb me auto-zoei com essa. fazer o que? nem sempre tem cachu =P

Cadu Salgado disse...

Indication para bate e volta: Cachoeira da Ostra. Trilha bonita, poço super diferente (força da água criou um "box" natural. É um chuveirão =P)

Os Caçadores de Cachoeiras

Os Caçadores de Cachoeiras