Páginas

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Pico da Tijuca - Floresta da Tijuca


Este post é dedicado ao Pico da Tijuca e alguns atrativos secundários a caminho do Pico, dentro do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Parque Nacional da Tijuca, RJ
Pico da Tijuca
Nível Médio

Introdução
O Parque Nacional da Tijuca é um famoso Parque dentro da cidade do Rio de Janeiro com muitas atrações e visitado por milhões de pessoas todos os anos. O Parque é formado por 4 setores:

  • Floresta da Tijuca
  • Serra da Carioca
  • Pedras Bonita e Gávea
  • Covanca / Pretos Forros



  • Neste post vamos falar um pouco sobre o setor Floresta da Tijuca (apenas um pouco), pois existem muitas trilhas diferentes lá dentro.

    Aqui falaremos especificamente de uma das trilhas em direção ao Pico da Tijuca, Pico que fica dentro do setor Floresta da Tijuca.



    Duração1 dia
    Gastos (por pessoa)R$0,00
    TrilhasAproximadamente 12km (Total)
    Atrativos visitadosCascatinha Taunay
    Lago das Fadas
    Cachoeira das Almas
    Picot Da Tijuca




    O Parque Nacional da Tijuca

    Informações Gerais:
    Abre: as 8h, funciona diariamente.
    Entrada: Franca. (até para o Cristo Redentor, no Corcovado, existe uma entrada franca , vide link: Trilha para o Cristo)
    Site (sempre visite o site, para o caso de atualização de informações):
    Parque Nacional da Tijuca - Site Oficial
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    Como o parque possui 4 setores diferentes, existem várias entradas de acesso.


    Para visitar o Setor FLoresta da Tijuca (onde existem várias atrações) inclusive todas estas que citamos neste post, a entrada é no Bairro Alto da Boa Vista, na Praça Afonso Viseu.

    O Setor do Parque Floresta da Tijuca está muito bem cuidado e sinalizado. É possível visitá-lo de automóvel também, uma vez que boa parte dele possui asfalto para visitar algumas atrações.

    O parque também possui para pessoas com necessidade especiais. Tanto cadeirantes quanto pessoas com deficiência visual. A foto abaixo mostra a indicação do início de uma trilha em Braile além de ser própria para cadeirantes (trilha de 300m).
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro


    O Parque é uma excelente opção de passeio para todos os tipos de pessoas, todas as idades e o melhor : Entrada Franca. Imperdível.
    Atrações (deste passeio)
    Cascatinha Taunay
     A cachoeira mais tradicional deste setor do Parque. De facílimo acesso mas é apenas para apreciar (não é permitido nadar no poço desta cachoeira).

    Lagoa das Fadas
      Pequeno lago bonito que fica já mais pra dentro do Parque. Laguinho interessante.

    Cachoeira das Almas
      Pequena cachoeira na primeira parte da trilha-trilha para o Pico da Tijuca. É uma cachoeira pequena, mas ao menos é permitido  se molhar nela (apesar de não ter poço).

    Caveira
       Casa abandonada no meio da trilha para o Pico da Tijuca.

    Pico da Tijuca
     Maior Pico dentro da cidade do Rio de Janeiro, com 1022m, maior, inclusive que a Pedra da Gávea. É possível ter uma vista de 360o da cidade a partir desse pico. E, apesar de mais alto, tem acesso mais fácil do que á Pedra da Gávea.

    Outras Atrações
     (não visitamos neste passeio)

    Pico da Tijuca Mirim
      Fica bem próximo ao Pico da Tijuca

    Alturas das Atrações



    AtraçãoAltura (m)
    Cachoeira Taunay32
    Cachoeira das Almas8m
    Pico da Tijuca Mirim920
    Pico da Tijuca 1021
    *Altura do Tijuca Mirim retirado do Site : Clube dos Aventureiros
    **Altura do Tijuca confirmado no GPS e plaquinha no pico informando também.





    Logística
    Não vamos citar os números de ônibus que você deve pegar, pois esse tipo de informação pode-se alterar em pouco tempo. Assim, falamos apenas como chegar (você precisa pesquisar quais números de ônibus de pegar).

    Estando na Zona Sul do Rio de Janeiro (Leme, Copacabana, Ipanema ou Leblon) pegue um ônibus em direção à Barra da Tijuca. Muitos ônibus levam você até lá. Pare os ônibus e pergunte se eles vão ao início da Barra. Você pode citar o Bairro Barrinha como referência, apesar de poucos conhecerem por esse nome. CIte a Estrada de Joá como referência. Se o seu ônibus passar por essa estrada, melhor ainda. Não necessariamente ele precisa passar por essa estrada.

    Se pegar um ônibus que vai pela Estrada de Joá, desça no fim dela (peça ao Trocador pra te avisar quando é o último ponto da Estrada de Joá).

    Se pegar um ônibus que não passa na Estrada de Joá, ele provavelmente deve ir pela Avenida Ministro Ivan Lins, nesse caso pare no ponto em frente à Praça Euvaldo Lodi.  Nesse ponto, vão existir várias opções de ônibus e Vans que sobem a Estrada de Furnas. O itinerário será: Estrada da Barra da Tijuca -> Estrada de Furnas -> Estrada Boa Vista.

    Quando entrar na Estrada de Furnas, o ônibus subirá uma estrada sinuosa em direção as montanhas, em direção ao parque. Peça para parar na entrada do Parque, na Floresta da Tijuca, na Praça Afonso Viseu. Leve todas as referências, pois, incrivelmente, os motoristas e trocadores não conseguem entender de imediato onde você quer descer. Se possível, pergunte a algum nativo dentro do ônibus também, de preferência, para uma velhinha humilde, sã, a que aparentar ser mais simpática, se for possível :)






    Distâncias x Preços

    OrigemDestinoDistânciaPreço
    Ipanema / LeblonPonto de ônibus Barra11,3kmR$2,80
    Ponto de Ônibus BarraEntrada do Parque9,04kmR$2,80

    • Os preços são referentes a ônibus de linha comuns da cidade do Rio de Janeiro. Consulte a tarifa atual quando for visitar.

    Melhor época para ir:
    Inverno, pois chove menos no rio e  há mais chance de pegar o céu aberto para se ter uma bela vista.


    Preços
     Não se paga nada para entrar no parque, portanto, o preço para esse passeio é apenas sua condução e a sua comida.

    Roteiro
    A trilha é de nível médio, e como, antes de chegar no Pico, existem outras atrações, este roteiro serve inclusive para aqueles que desejam fazer apenas uma parcial dele.

    Se você estiver de carro, poderá visitar vários destes atrativos com pouca trilha. Mas vamos partir do pressuposto que vc está a pé.



    Trilha Pico da Tijuca via Cachoeira das Almas
    Atração Principal :  Pico da TijucaPrecisa de GPS ou Guia  :  Sim (muito aconselhável)
    Dificuldade : MédiaTem pontos de água :  Sim
    Distância Total (ida + volta)  : 12kmSinalizada :  Parcialmente
    Duração:  Conservação da Trilha : Muito boa
    Elevação - ganho:  850m (ida)Elevação - perda:  ~200m
    Passagem por rio:  Sim (mas pequenos)Exige escalada: Não.
    kms sem trilha:  0km.Preço: R$0,00
    % de sombra na trilha: 95%



    Parte 1 - Cascatinha Taunay
    Distância: 550m
    Tempo:
    Descrição:
    A primeira parte da trilha é muito tranquila. São apenas 500m (e não são via estrada de terra), é via asfalto, até encontrar com a Cachoeira Taunay. É só seguir reto. Não há riscos de se perder. O asfalto também tem um espaço reservado para pedestres e ciclistas, então é tranquilo. De qualquer forma, poucos carros circulam ali por dentro.

    Parte 2 - Lagoa das Fadas
    Distância: 1,87km
    Tempo:
    Descrição:
    A segunda parte da trilha ainda é acompanhando a estrada, mas não necessariamente por ela. É que, a partir da Cachoeira Taunay o Parque já começa a oferecer trilhas que vão quase sempre paralelas a estrada. É mais interessante ir pelas trilhas do que pelas estradas, obviamente. Diga-se de passagem, quase todas as estradas tem-se a opção de se fazer trilha. Fique sempre de olho nas laterais pra ver se não está passando batido por nenhuma delas!

    Outro ponto importante é que a partir da Cachoeira Taunay é fácil se perder entre as trilhas. É porque existem muitas opções de trilhas nesse Parque, muitos atrativos diferentes e o complicador é que muitas das trilhas são circulares. Entao, se estiver sem noção, sem mapa e sem gps, vocÊ terá grandes chances de pegar trilhas para outros locais, que não o Pico da Tijuca.

    Pegando o caminho certo você passará Pelo Centro de Visitantes, Lagoa das Fadas até chegar ao Restaurante “A Floresta”. Aqui, o fim da parte em que o asfalto te “ acompanha”.


    Parte 3- Trilha Trilha, Caveira e Pico da Tijuca
    Depois do restaurante, existem menos “opções” para se perder, mas ainda assim não é impossível. APesar de agora você estar na trilha de verdade (a partir daqui não há mais estrada te acompanhando paralelamente) existem muitos encontros de trilhas podendo te fazer, literalmente, em círculos (ainda que não círculos perfeitos, hehehe). No mapa disponibilizado mostramos  pelo menos um ponto onde isso pode ocorrer (que é o ponto Bifurcação Confusa 2), ponto que leva até a Cachoeira das Almas e faz voltar até o restaurante.

    Em certo momento, há uma placa informando vários atrativos , mas não há nenhuma placa que informe onde fica o Pico da Tijuca.

    Importante: Há uma placa que aponta para Tijuca Mirim, que aponta para umas escadas no meio da trilha. Siga essa direção. Apesar das placas não dizerem que Tijuca Mirim é na mesma direção que o Pico da Tijuca, o é.

    Infelizmente eu perdi esse ponto marcado no mapa (dessa placa), mas acredite, e siga as placas para Tijuca Mirim. Os dois picos são muito próximos 1 do outro.

    Você subirá a escada de madeira até encontrar a Caveira. Passada a caveira agora quase não há erro. Pode haver mais uma bifurcação lá quase lá em cima, mas apenas siga o fluxo.

    Parte 4 - Cachoeira das Almas (opcional)
    A 4a. parte é uma parte que pode ser feito tanto na ida quanto na volta (recomendamos na volta, que é onde você provavelmente mais vai querer um banho na queda, para refrescar e dar um gás para o pique final da trilha).

    Não é um destino obrigatório e nem uma super cachoeira. É, na verdade, uma simples queda, mas que é permitido tomar banho nela. Por ser uma parte que quase não onera o passeio, vale a pena fazer, apesar de ser um atrativo simples.

    <Gráfico de Elevação do Google Maps>


    PontoDistância percorrida (km)Observação
    Entrada do Parque0
    Cascatinha Taunay0,55Sem erro chegar aqui
    Centro de Visitantes1,55Siga pela estrada
    Bifurcação Confusa 11,,95Aqui dá pra errar e seguir para outras atrações sem querer, como a Ponte Pensil. Cuidado!
    Lago das Fadas1,66
    Restaurante2,19Aqui se inicia a trilha trilha de verdade
    Bifurcação Confusa 24,2Não há placas aqui! Suba para ir para o Pico da Tijuca
    Caveira5,45Sempre suba, se tiver a oportunidade!
    Pico da Tijuca6,75



    Mapa








    Desambiguação
    Cascatinha Taunay
    Muitos chamam a Cascatinha Taunay apenas de “A Cascatinha”. Inclusive há uma estrada lá dentro que chama-se Estrada da Cascatinha. Essa Cascata é a maior do parque, sim, apesar de outros sites dizerem que há outras maiores.

    Referências não confiáveis
    A seguir, listamos páginas na internet que citam informações não confiáveis a respeito do parque.

    http://www.oguialegal.com/08-cachoeiras.htm
    Cita, por exemplo, a Cachoeira Diamantina e informa que ela se encontra dentro do Parque e que é a maior do Parque. Essa cachoeira citada, como já informamos, nao é a maior do parque, nem sequer parece que fica lá.




    FAQ
    O nível de dificuldade do Pico da Tijuca é igual ao nível de dificuldade para subir a Pedra da Gávea?
    O Pico da Tijuca é mais fácil do que a PEdra da Gávea.

    Mas como isso é possível, se o Pico da Tijuca fica mais alto do que a Pedra da Gávea??
    É porque você já começa a trilha bem alto, pois a entrada do Parque no Setor Floresta da Tijuca fica a ~430m do nível do mar :o)

    Você não está exagerando com esse negócio de GPS não? Eu não posso ir lá e simplesmente seguir as placas?
    Não exatamente. Não há placas indicativas para o Pico da Tijuca. Sem GPS é fácil mesmo errar o caminho e pegar outras trilhas.

    Mas se eu errar o caminho eu vou ficar perdido no meio da floresta?
    Bem, achamos que não, pois existem muitras trilhas, mas elas invariavalmente te levarão a algum lugar, não se preocupe. A questão é que há tanto atrativos e trilhas lá dentro, que pra pegar errada nem precisa de Murphy, só do acaso.

    Dá pra ir a pé desde a praia da Barra até o parque?
    Não aconselhamos. São 9km e de subida. Esse passeio a pé não vale a pena. Aconselhamos o ônibus até a entrada do parque.
    Dá pra ir até o Pico da Tijuca por outra trilha?
    Sim. Nõs não sabemos os detalhes de outras trilhas, mas sim tem jeito, pois mesmo nesta que sugerimos, você já se encontra com algumas bifurcações que levam a outros lugares.

    Tem algum ponto dessa trilha que tem que fazer Escalaminhada?
    DIferentemente da trilha para a Pedra da Gávea, esta trilha não oferece nenhum ponto complicado ou tenso. Basta disposição. Essa trilha de fato é mais fácil do que a trilha para a Pedra da Gávea.

    Essa trilha passa obrigatoriamente por todos os atrativos citados no post?
    Como vc pode ver no mapa, não. A Cachoeira das Almas, por exemplo, fica um pouquinho fora da trilha, mas é tão perto, que vale a pena conhecê-la. Já a Cachoeira Taunay é obrigatório sim, porque está bem na entrad ado parque. Sò sendo Ninja pra não passar por ela.

    Pode nadar na Cachoeira Taunay?
    É proibido. É porque a água do rio que forma essa cachoeira abastace algumas regiões da cidade :)

    Mas não dá nem pra nadar escondido?
    Não. O Parque é bem cuidado e possui fiscais em muitos pontos :)

    E na Cachoeira das almas dá pra nadar?
    Nadar não, porque ela não tem poço. Mas dá pra molhar sim. Nela é permitido :)

    Tem outras cachoeiras grandes dentro do Parque da Tijuca
    Nós não conhecemos todas as cachoeiras, mas pelo que ouvimos falar e estudamos, a Cascatinha Taunay é a maior do parque mesmo.

    Vale a pena ir no Pico Tijuca Mirim?
    Olha, nós não fomos, porque depois que você vai no Pico da Tijuca, você fica meio com preguiça de ir em um menorzinho (mais baixo). Então, se você quer ir nos dois, sugerimos que você vá primeiro no Tijuca Mirim, pra não desanimar de ir nele depois de já ter visitado o maior, o Tijuca :).
    Eles são bem perto um do outro!

    O que é essa Caveira, afinal?
    É apenas uma casa abandonada no meio da trilha

    Eu não quero visitar esse tanto de atrações em um dia só. Não dá pra ir só no Pico da Tijuca?
    Ué, dá. Mas é que você vai passar obrigatoriamente por quase todos os atrativos pra chegar até lá (se estiver a pé). Com exceção da Cachoeira das Almas, que você pode passar batido.

    O Parque não é perigoso? Há perigo de ser assaltado?
    Como já dissemos em outros posts sobre o Rio de Janeiro, é sempre bom ter cuidado sim. Já fiz várias trilhas dentro da capital, e nunca tivemos problemas. Eu sempre escolhi ir em dias de semana pois me parece que é mais tranquilo, apesar de no fim de semana haver mais gente.
    A entrada do parque é gratuita então sempre é bom ter cuidado. Veja o link da Pedra da Gávea. Nós também fizemos a trilha tranquilos, porém, alguns dias depois saiu uma notícia informando de um assalto que aconteceu por lá. Na dúvida, leve apenas o indispensável.

    Dicas

    • Leve água. A trilha não tem tantos pontos de água assim.
    • Se quer visitar o Pico Tijuca Mirim também, visite-o antes de visitar o Pico da Tijuca, pra não desanimar.
    • Fique de olho nas bifurcações e no GPS de vez em quando.
    • No Pico da Tijuca dá pra ver a cidade do Rio com uma visão de 360o. Dá pra girar o pico lá em cima.
    • O Lago das Fadas é um atrativo passageiro. Serve pra tirar uma foto e seguir viagem.
    • Logo depois do Centro deVisitantes, cuidado pra não se perder nas várias bifurcações. Necessário GPS ou guia! (ou um bom sexto sentido)
    • Não existem muitas placas indicando o caminho do Pico da Tijuca, só quando você estiver perto mesmo! (ou se vc for por outra trilha, que ainda não conhecemos - existem várias trilhas diferents para se chegar ao Pico da Tijuca)


    Relato, Fotos e Vídeos

      Confesso ter feito este passeio meio no improviso, não foi preciso muito preparo.
    Havia 2 coisas meio quadradas no meu planejamento. Primeiro que eu fiz a audácia de não perguntar previamente para nativos da Zona Sul do Rio quais ônibus deveria pegar para ir até o parque.  EU já já havia ido na porta dele uma vez (no mesmo dia em que sondei subir a Pedra da Gávea), mas não lembrava mais do número dos ônibus que tinha pego.

    Eu acabei acreditando no Google Maps (que dá sugestões de transporte público) mas acabei me ferrando.

    O Google me sugeriu descer em frente ao Gávea Golf Country Club (na Praia de São Conrado) e de lá pegar o segundo ônibus que subiria morro até a entrada do Parque.

    Mas assim não foi. Desci ali, e me informara que eu deveria ter descido era na Barra mesmo, em frente a Praça Evaldo Lodi. Então acabei pegando foram 3 ônibus, por ter ido desinformado.

    Ainda assim, acbaei chegando numa boa no parque. COmecei atrasado, mas cheguei de boa.

    Ainda teve um pequeno agravante que foi o trânsito. COmo eu fui em um dia de semana comum, o trânsito para a Barra estava meio pesadinho (tenha isso em conta na sua logística).

    Acabei chegando no parque por volta de 10h da manhã. Como eu não tinha muita ideia de quanto durava a trilha, fui sem saber se conseguiria fazê-la.

    O segundo ponto que eu fui sem planejar foi o próprio track. No dia anterior o meu GPS tinha dado algum biziu louco e eu não havia conseguido apssar os tracks que havia achado na internet para ele. Então fui as cegas.

    Eu achei que no parque eu teria informações o suficiente para cosneguir chegar mesmo sem GPS. Mas assim não foi (menos 2 pontos!)  - direi mais adiante

    Bem, chegando ao parque, começa-se tranquilo, anda-se um pouquinho até chegar a Cascatinha Taunay.




    Cascatinha Taunay
    Altura: 35m *Nadabilidade no poço: Nula
    Poço - Dimensões:  5m x 2m x 1m **Ficabilidade no Local: Média
    Horário de sol (melhor horário):  Na sombraPulabilidade no poço: Nula
    Preço para visitação:  R$0,00Ficabilidade debaixo da queda:  Nula
    *Medida da altura retirada do site http://www.clubedosaventureiros.com.br
    **Dimensões aproximadas. É proibido nadar no poço dessa cachoeira.



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro







  • A Cascatinha Taunay é bonitinha. Não é uma MEGA cachoeira. E também perde um pouco do brilho por: ser fácil de ser alcançada e por não ser permitido nadar em seu poço (o seu poço é pequeno, de qualquer forma).

    Mas é um atrativo obrigatório do parque. Para pessoas com necessidades especiais ou idosos, esse atrativo é uma ótima opção.


    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    Diz-se que a queda tem 35 metros (não medimos), o acesso pode ser feito a pé (pela estrada de entrada ao parque), de carro ou de bicicleta. É muito próxima a entrada do parque. Existem placas indicando o caminho.

    A Cachoeira é formada por cachoeira em degraus bem inclinados (quase queda livre) com uma vazão razoável.

    Bate pouco sol nessa cachoeira.

    Perto da cachoeira há estrutura : Banheiros e um bar (que estava fechado em dia de semana - deve abrir em fins de semana).


    Cascatinha Taunay
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro






    Famosa Bica próximo a Cascatinha Taunay
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    Por enquanto o caminho estava fácil. Eu segui livremente, sempre de olho nas laterais, para ver se havia a alternativa de seguir por trilhas (quase sempre tem). Não estava nem aí para o GPS (mesmo porque eu não havia marcado os pontos que eu devia seguir).

    Sabia que logo mais me encontraria com o Centro de Visitantes e que então, ali, pegaria um mapa que me guiaria facilmente até o Pico da Tijuca. Mas o mapa que te entregam é um mero "diagrama" que mostra os pontos de interesse dentro daquele setor, sem, de fato, te dar direções efetivas. Foi a partir daí que a coisa começou a desandar.

    Seguindo mais adiante começam a aparecer várias (não são MUITAS, infinitas) mas são algumas boas opções de trilha, algumas placas indicando alguns atrativos, alguns playground no meio do nada que começam a te desorientar um pouco (se você não tiver noção de pra que lado é).



    Playground no meio do parque
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    No mapa que disponibilizamos acima, note o ponto "Bifurcação Confusa 1", nesse ponto, existem muitos caminhos possíveis a se seguir e aqui foi o meu primeiro erro. Eu segui a placa para a Ponte Pensil, pois tinha certeza que o caminho seria por ali. (por algum sexto sentido - obviamente falso).

    A trilha estava bacana, se iniciava num corte reto sobre um V, que ia, segundo as placas em direção a Ponte Pensil. Poucas pessoas estavam transitando por ali. Eu comecei a desconfiar que eu nao estava seguindo a direão correta, quando eu percebi que o caminho, quando mudava de aclividade, era pra descer (nunca pra subir) , e isso não parecia correto.


    Por algum milagre da natureza, acabei descobrindo que eu havia salvo o mapa de toda a cidade do Rio de Janeiro (baixado do Tracksource). Eu estava com esse mapa desde que tinha ido a Ilha Grande há um tempo atrás. E daí acabei achando o ponto do Pico da Tijuca com uma suposta trilha. Milagre! Realmente eu estava na direção errada.

    O tempo estava curto, já eram quase 11 da manhã, e me xinguei profundamente por temer que teria perdido meu passeio.

    Sozinho na trilha, dei meia volta e comecei a correr. Corri e corri bastante, acho que foi certca de 700 metros que tive que voltar, até encontrar o corte do V novamente.

    Cortei uma floresta pelo meio (proibido, feio, mas foi necessário) até encontrar a estrada de novo e pegar o caminho correto.

    Caminho correto pego, acabei encontrando o Lago das Fadas.






    Lagoa das Fadas
    Preço para visitação: R$0,00Nadabilidade no poço: Nula
    Poço - Dimensões:  20m x 10m  x 1mFicabilidade no Local: Baixa
    Horário de sol (melhor horário):  SombraPulabilidade no poço: Nula

    *Poço em formato oval, comprimento e larguras medidas por diâmetros centrais. Medidas estimadas
    *Não é possível nadar no poço.


    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro
    Lagoa das Fadas é um atrativo intermediário, só de passagem. Um local legal pra se tirar uma foto, mas logo seguir viagem, e foi assim que fiz.







  • Lagoa das Fadas
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    Seguindo tranquilamente, até agora sem muitas bifurcações, é preciso ficar bem atento ao ponto do "Restaurante" no mapa. É que é exatamente no restaurante que se inicia a Trilha-Trilha. Quero dizer, acaba-se aqui o acompanhamento da estrada e fica apenas trilha. Atenção que a entrada dessa trilha aponta apenas para a Cachoeira das Almas (você não vai ver uma placa para o Pico da Tijuca). Eu só acertei o ponto pois agora estava milagrosamente com a trilha demarcada no meu GPS (milagre!!!!)

    O próximo ponto bastante confuso (mais um dos que marcamos no mapa) é o ponto "Bifurcação Confusa 2" (vide mapa). Nesse ponto, não existem placas indicando para onde você deve ir. Você basicamenta chega por um T (vc chega pelo pé do T) e aí deve escolher esquerda ou direita. Seguindo a lógica (e nesse caso funciona) você deve seguir pela esquerda, não porque é esquerda, mas porque a esquerda sobe. Se pegar a direita, você desce e segue para Cachoeira das Almas.

    Bem, aqui você deve escolher ou entre ir a Cachoeira das Almas primeiro e depois subir em direção ao Pico ou ir para o Pico. Eu decidi (e acho melhor) ir ao Pico primeiro. Foi o que fiz.


    Logo um pouco mais, aparecem algumas placas indicando vários locais, e aqui pode-se confundir um pouco também. Eu não tenho mais o ponto anotado no mapa de onde tirei a foto abaixo (infelizmente perdi alguns pontos devido ao meu gps ter ficado meio doido).

    Nas placas que você na foto abaixo, não há indicação para o Pico da Tijuca, o que pode confundir. Ha indicação apenas para o Pico da Tijuca Mirim e para Caveira. Pois siga essa direção. Você, obrigatoriamente, irá passar pela Caveira para chegar ao Pico da Tijuca

    Placa que pode confundir um pouco, no meio do caminho para o Pico da Tijuca
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    A foto abaixo mostra o caminho que a placa acima indica , para o Pico da Tijuca Mirim, para Caveira e para o Pico da Tijuca. Eu fiquei meio temeroso de esse não ser o caminho certo, pois, segundo o meu GPS não faltava tanto assim para chegar.

    Eu cheguei a pensar que a trilha marcada no meu GPS, apesar que dizia levar até o Pico da Tijuca, me levasse apenas ao Pico da Tijuca Mirim, porque faltava muito pouco, segundo o GPS.

    Mas confiei, e segui esse caminho (ainda bem).


    Escada em frente a placa da foto acima.
    Siga por ela para chegar ao Pico
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    Depois de passada essa placa, o caminho fica tranquilo. Eu segui de boa pela trilha, passei pela Caveira (infelizmente não registrei fotos dela aqui - mas a Caveira é apenas uma casa abandonada no meio da trilha, nada demais)

    Depois de passada a Caveira, você vai encontrar com o Pico a sua frente. Eu tinha certeza absoluta que o meu GPS estava com o mapa errado. Eu vi o pico, e vi a altura que eu estava (cerca de 750m de altura acima do nível do mar) e não acreditei que aquele pico a minha frente ainda oferecesse cerca de 300m de subida ainda. Por isso acreditei firmemente que estava indo diretamente ao apenas ao Pico da Tijuca Mirim.

    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro
    Quando vi a placa acima, me surpreendi por estar no caminho certo. De fato, eu não sabia que os Picos Tijuca e Tijuca Mirim ficavam tão perto um do outro assim. COmo eu não sabia quanto faltava para chegar no destino final, eu nem cogitei ir primeiro no Mirim, por isso segui diretamente parao Pico da Tijuca.

    E a seguir você confere a vista desse belo Pico.



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    Você já tem belas vistas antes de chegar ao topo do Pico de fato.
    Diferentemente da Pedra da Gávea, o Pico da Tijuca é tranquilo de se chegar, pois possui uma escada que dá um ótimo acesso até lá. Apesar da escada, vá devagar e com cautela, porque o corrimão não está em boas condições, como pode-se ver na foto abaixo.




    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



     
    Pico da Tijuca - 1022m

    O Pico da Tijuca é mais alto que a Pedra da Gávea e oferece uma visão de 360o da cidade do Rio de Janeiro. Esplêndida!
    Apesar disso, de fato, a vista da Pedra da Gávea, apesar de mais baixa, dá uma excelente vista das praias, do Pão de Açúcar e Dois Irmãos, coisa que não se tem tanto do Pico da Tijuca.

    Mas essa visão mais longe é compesada pela visão de 360o.

    Foto com a Ponte Rio-Niterói e o Engenhão ao meio
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    Visão da Barra da Tijuca a partir do Pico da Tijuca
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    Bela visão do Imperador (Pedra da Gávea) visto do Pico da Tijuca
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro


    Mirando para a Zona Sul
    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro



    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    Fiquei um bom tempo curtindo a vista do Pico. Lá em cima não há muitos lugares para se ficar, mas tem alguns pontos com sombra, que dá pra fazer algum lanche. Depois de tiradas várias fotos, eu desci tranquilamente pelo caminho de volta, passando pela Caveira, pela placa, e finalmente voltando a Bifurcação Confusa 2, e daí descendo diretamente para a Cachoeira das Almas.



    Cachoeira das Almas
    Altura: ~7mNadabilidade no poço: Nula
    Poço - Dimensões:  Não tem poçoFicabilidade no Local: Média
    Horário de sol (melhor horário):  Na sombraPulabilidade no poço: Nula
    Preço para visitação:  R$0,00Ficabilidade debaixo da queda:  Boa
    *Medida aproximada da altura.

    A Cachoeira das Almas é um atrativo também secundário, pois é uma queda pequena, mas é um ´timo ponto de parada para pegar folego na volta. Dá pra se molhar e pra sentar e descansar um pouco.

    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro

    A foto a seguir é engraçada. Não pense que a Cachoeira das Almas tem 563m de altura, como ela pode sugerir :o) (eita se fosse!!!) . Ela apenas informa que a Cachoeira se encontra situada a 563m acima do nível do mar :o)


    From Pico da Tijuca, Rio de Janeiro


     

    O Parque da Tijuca ainda terá vários posts dedicados a ele. Mas aqui está um bom começo.
    Não deixe de conhecer!

    3 comentários:

    Renato Salcides disse...

    Maneiro teu blog, você saberia me dizer como encontrar o blog do Vinícius (não sei o sobrenome) q tmb é sobre trilhas??? Vlw renatosalcides @gmail.com

    Renato Salcides disse...

    Maneiro teu blog, você saberia me dizer como encontrar o blog do Vinícius (não sei o sobrenome) q tmb é sobre trilhas??? Vlw renatosalcides @gmail.com

    Su disse...

    Só um adendo, a cascata diamantina existe sim e fica dentro do parque. Só não é a maior, realmente. É bem pequena, como quase todas no Rio, mas legalzinha, em um cercado de pedras.

    Os Caçadores de Cachoeiras

    Os Caçadores de Cachoeiras