Páginas

domingo, 11 de setembro de 2011

Pico da Bandeira _ e suas cachoeiras - Via Espírito Santo



Este post é dedicado a subida ao Pico da Bandeira e alguns atrativos que ficam da entrada do parque até o Pico e também para algumas cachoeiras próximas ao Parque.


Pico da Bandeira - Via Espírito Santo

Dificuldade média
Duração do roteiro : 2 dias


Leia também:
Pico da Bandeira - Via Minas Gerais

Atrações
  • Cachoeira do Aurélio
  • Cachoeira 7 Pilões
  • Cachoeira da Farofa
  • Pico da Bandeira
  • Pico do Calçado
  • Cachoeira do Chiador (dia 2)
  • Cachoeira do Vale a Pena (dia 2)
Local:
  Parque Nacional do Caparaó, Pedra Menina, Minas Gerais, Brasil

Logística

  • Sugerimos ir de carro, pois as cidades ao redor são pequenas, logo, conseguir alguma condução pode dar algum trabalho e sair mais caro.

Desde BH, o caminho é que como se você estivesse indo para Vitória e a estrada serve para as duas entradas do Parque (Alto Caparaó e Pedra Menina).

  • Começar pela BR381.
  • Siga pela BR262
  • Passando por João Monlevade, Rio Casca, siga até Manhuaçu
  • Vire para Manhumirim
  • Siga para Espera Feliz e São José da Pedra Menina.
O caminho entre Manhumirim e São José da Pedra Menina pode causar alguma confusão, pois são cidades pequenas e existe mais de um caminho. Sugerimos perguntar quando estiver em Espera Feliz. O caminho é todo asfaltado sem problemas.

Apesar da entrada do parque ter fama de estar no Espírito Santo, ela também se encontra em Mina Gerais! (assim como a entrada por Caparaó). De fato, rolam brigas estaduais sobre o limite Minas Gerais e Espirito Santo exatamente naquela área, o que pode fazer com que isso mude (ou não) em alguns anos.


Em Pedra Menina basta perguntar onde é a entrada do Parque Nacional. Siga e chegue lá.

Dentro do Parque: (estrada de terra + trilha)
Pagando as taxas de entrada no parque, entre de carro e suba para conhecer as Cachoeiras 7 Pilões e Aurélio, que ficam bem proximas uma das outras. Depois siga subindo de carro em direção ao Camping Casa Queimada. No meio do caminho visite a Cachoeira Farofa que fica muito próximo a estradinha.

Logo continue subindo até o Camping Casa Queimada que já fica bem mais alto. Descanse lá até a hora de sair - a madrugada (se decidir ver o nascer do sol).

Saia de madrugada e suba a trilha tranquilo até o Pico da Bandeira. Voltará até a base por volta de 9 da manhã (depois do sol nascer). Descanse um pouco e saia do parque em direção as cachoeiras próximas da região. 

Distâncias:
BH - Pedra Menina : 360km
Pedra Menina - Portaria do Parque ~20km


Preços

Entrada do Parque : R$11,00 (por pessoa)
Pernoite no parque (camping) : R$7,00 (por pessoa)

Estrutura
O Parque Nacional de Caparaó está bem cuidado. Felizmente, dado o preço de entrada, que não é baixo. Achamos que poderia haver mais investimento lá, dado esse preço que se paga para a entrada. A estradinha de terra dentro do parque é bem cuidada e possui calçamento nos locais mais complicados e inclinados, facilitando bastante o tráfego por ali. Depois que vc entra no parque a subida é muito ingreme até o Camping da Casa Queimada.

Existem 2 campings dentro do parque. 

Camping da Macieira
O Camping da Macieira, mais próxima da entrada do parque que é alcançado facilmente por carro. É o camping com mais estrutura. Trata-se de um gramado razoável (não muito grande), com 4 casas no local. 2 tetos com pias e tanques e locais para realizar fogareiros e jantas, com algumas mesinhas. Na terceira casa há banheiros com água quente e uma quarta casa fechada (que não sabemos muito bem se se aluga ou se é da adm do parque).
Casinha de  apoio, com churrasqueira e pia, bem arrumado
From Pico da Bandeira - Via ES
Mesinhas ao lado das duas casas de apoio.
Lugar arrumado para camping.
From Pico da Bandeira - Via ES
Visão geral do camping Macieira.
Na parte de baixo as casinhas de apoio e lá pra cima a casa  com os banheiros.
From Pico da Bandeira - Via ES

Camping da Casa Queimada
O Camping da Casa Queimada fica a aproximadamente 4,5km do Camping da Macieira, seguindo pela (sempre) a mesma estrada de terra. Sugerimos ir de carro, pois entre as 2 não existe uma trilha bacana para ir a pé (assim como há pela outra entrada do parque entre Tronqueira e Terreirão). Existe apenas a estrada de terra que fica bem íngreme até esse segundo camping.

Esse segundo camping é fisicamente semelhante ao Camping Macieira. Possui um gramado razoável (não é muito grande) com algumas mesinhas mas com a penas 1 casa, que são os banheiros e alguns tanques na parte de trás.

Os banheiros são limpos, também pudera, raramente se vê alguem tomando banho por ali, pelo menos no inverno! Não há agua quente e a água (que provavelmente vem direto do rio que desce a serra) é geladíssimo. 

A água dentro do próprio parque é potável, inclusive nos banheiros. Eu me servi dela tranquilamente la dentro. Atenção para sempre confirmar essa informação quando for, pois infelizmente a potabilidade da água é uma informação volúvel.

O Camping Casa Queimada possui algumas lâminas para obter energia solar, mas por alguma razão não estão funcionando, o que é uma pena. Fica aí o pedido para o Parque, para investir nessa parte!
Também possui mesinhas de apoio, mas sem as casas com churrasqueiras, como acontece na Macieira.
Possui lixeiras bem visiveis, e é bem sinalizado.
A casa que fica la em cima é da adminnistração.
Os banheiros possuem chuveiros e lampadas, porém, não ha eletrcidade la em cima atualmente
From Pico da Bandeira - Via ES
À esquerda a casa de administração e lá embaixo a casa com os banheiros.
From Pico da Bandeira - Via ES

Casa Queimada vista de cima.
From Pico da Bandeira - Via ES
Roteiro
Aqui damos a sugestão de um roteiro para conhecer alguns atrativos deste local. Esta seção mostra o roteiro resumido. Para mais detalhes, veja a breve descrição abaixo, as atrações e o relato do passeio com fotos e vídeos.

Dia 1
6h : Saída de BH :
11h: Chegada na entrada do parque : 
11h30min -12h: Cachoeiras 7 Pilões : 11h30min. Sugestão : Fique aqui por 30 min.
12h - 13h20min : Pequena trilha + Cachoeira do Aurélio : Com o mirante + estadia na cachoeira : 1h20min
13h30min - 14h30min : Cachoeira da Farofa : bom lugar pra nadar - no horário mais quente.
15h00min - 16h : Almojanta, e prepare tudo para a madrugada. Durma o quanto antes

Dia 2
01h30min - Hora de levantar. Café da manhã.
2h : Início da subida para Pico da Bandeira
4h30min : Chegada ao Pico do Calçado
5h - 6h30min - Pico da Bandeira
6h30min - Volta para Casa Queimada
9h - Casa Queimada - descanso.
11h - Saída do parque em direção as cachoeiras de São Domingos
12h30min - almoço próximo a Cachoeira do Vale a Pena.
13h30min - 15h - Cachoeira do Vale a Pena. Aproveite para nadar aqui. Aqui a água é bem menos fria.

Cachoeira Aurélio : 


Atrações
  Nesta seção falamos brevemente das atrações deste roteiro sugerido.

Cachoeiras 1  (7 Pilões e Aurélio)
Ficam uma do lado da outra, na verdade, é o mesmo rio que forma as 2, bem próximas

Cachoeira Aurélio
Com uma trilha rápida de 300 metros, consiste em várias quedas escalonadas sequenciais. Esta trila pode levar a um mirante que fica de frente a ela, com uma visão de uns 200 metros de distancia e depois você pode ir em suas quedas, que possui 3 poços para nadar.

Cachoeira 7 Pilões
 Também tem uma trilha rapida de apenas 300 metros, é formada pelo mesmo rio que a Cachoeira Aurélio. Não se trata de apenas 1 queda, são varias pequenas quedas sequenciais, com 2 pequenos poços interessantes para nadar.

Cachoeiras 2 (Farofa)
Na nossa opinião, a melhor de todas as cachoeiras (já conhecidas) do Parque Nacional de Caparaó. Possui algumas quedinhas intermediárias mas uma queda significativa de fato, ao fim da trilha. A coloração do poço no inverno é muito bonita e a água muito limpa.

Pico do Calçado
É caminho para o Pico da Bandeira, então é obrigatório passar por aqui. Um dos 3 picos mais famosos do parque (há varios outros) e está entre os Top 10 do Brasil.

Pico da Bandeira
3o. maior pico do Brasil, há 4,4km da Casa Queimada. Destino final famoso para ver o sol nascer (ou se pôr).
Pico do Cristal (opcional)
Formação bonita, mas fica um pouco fora da reta (apesar de próximo). Possui trilha relativamente fácil até la (se feita com luz do sol). É uma boa pedida passar por ele na volta do Pico da Bandeira.

Cachoeira do Vale a Pena
Em São Domingos (pequena vila-distrito do Distrito de Pedra Menina) você pode encontrar várias cachoeiras. Lá, visitamos apenas 2, por enquanto. Essa do Vale a Pena vale a pena mesmo. É bonita e no estilo "fazenda". Ponto ruim é que achamos a água um pouco suja.

Cachoeira do Chiador
Apesar de ser a mais falada pelas pessoas do parque como atração do lado de fora, não é das mais bonitas. Possui uma queda média, porém a trilha está abandonada e encontramos a água meio suja e sujeiras no ao redor.

Dicas

  • Vá de carro.
  • Leve garrafas, mas não precisa se preocupar muito com água. Lá tem potável de graça (confirme essa informação antes de ir).
  • Não ache que qualquer saco de dormir suportará sua noite! Lá pode chegar a 10 graus negativos! Verifique o limite do seu saco de dormir e leve roupas de cama para completar.
  • Leve meias reserva, leve luvas impermeáveis, leve gorro (de preferencia ninja)
  • Não se esqueça da lanterna
  • GPS é desejável (o caminho as vezes pode confundir um pouco (a noite).
Pico da Bandeira : MG x ES
Uma dúvida que pode surgir é: por onde vou? Pela entrada de Minas (Alto Caparaó) ou de Espirito Santo (São José da Pedra Menina <--- que na verdade é Minas também!) ? Por onde é mais fácil? Onde tem melhor infra-estrutura? É verdade que por ES é mais difícil?

Por Mg ou Por ES?
Os dois lados são igualmente belos. Ambos possuem atrações intermediárias até chegar ao pico e merecem ser visitados.

De qual lado é mais legal?
Meio complicado responder essa pergunta, porque depende do seu gosto, seu preparo físico, de quantas coisas pretende visitar.
De qualquer forma, os dois lados oferecem boa estrutura, bons atrativos e tem dificuldade muito parecida.
Qualquer um dos lados será uma boa escolha. Para quem vai de BH, no entanto, a viagem pelo lado de Minas é um pouco mais curta, então é mais atrativa nesse ponto. Por outro lado, Espirito Santo tem mais atrativos no caminho do que por Minas Gerais, o que acaba contrabalanceando a decisão.

De que lado está a melhor infra estrutura?
Os dois lados possuem boa infra-estrutura. Ambos os lados possuem 2 áreas de camping cada, que se assemelham: Tronqueira se assemelha à Macieira e Terreirão se assemelha à Casa Queimada. Ambos possuem camping com água e bom lugar para montar as barracas. O Terreirão possui uma vantagem que é disponibilizar 2 abrigos que podem ser alugados (alternativa a montar barracas), além da casa de pedra que é um teto e paredes de pedra (mas não recomendamos dormir la.. é melhor dormir em barraca).

É verdade que por ES é mais difícil?
Tudo depende dos passeios intermediários que você realizar. Se você se abster apenas a Casa Queimada - Pico, por ES é mais fácil pois são apenas 4,2km de caminhada, com 700 metros de desnível. Por outro lado, por MG sobram apenas 3,5km entre Terreirão ao Pico para a caminhada de noite, e também existem mulinhas que podem carregar seu peso (apenas entre Tronqueira e Terreirão).
Na nossa avaliação, achamos a dificuldade das duas trilhas muito parecidas. A escolha que você fizer, as duas irão se parecer muito.


Quesito
Alto Caparaó (aka : por Minas)
Espera Feliz (aka: Por Espirito Santo)
Distância de BH~330km~380km
Estrutura dos campingsboaboa
Preço (entrada + 1 pernoite)R$16,00R$17,00
Número de Cachoeiras na trilha para o Pico23
Distância mínima a percorrer por trilha até o pico3,5km4,2km
Distância tradicional da trilha até o pico7,0km4,2km
Estrada dentro do parqueboas condiçõesboas condições
Dificuldade da estrada dentro do parque para carros popularesnormalpode complicar se houver chuvas
Campings com água quente11
Campings com água fria11
Picos no caminho para o pico da bandeira01
Dificuldade da trilha para o picomédiamédia

Mapas
Nas últimas semanas surgiu um "bug" estranho no google maps, no qual não estou mais conseguindo uploadar mapas feitos no Google Earth. Se alguém souber como wor-aroundar esse problema, deixe um comentário! Por ora, então, pode baixar o mapa neste link:
Mapa Pico da Bandeira - Via Espirito Santo

Seguem os pontos de referência e distâncias entre eles para mensurar melhor o seu passeio.

From Pico da Bandeira - Via ES
Fotos + Vídeos

Saímos de BH as 1 da manhã - sim, virados e fomos direto para o parque. A viagem foi tranquila, mas a estrada tem alguns caminhões - isso a qualquer hora do dia. Chegamos em Caparaó as 6 da manhã, paramos num posto ali na beira da estrada e o frentista nos atendeu muito bem, nos oferecendo um café e informando a direção.

Fomos sem saber muito bem qual era o melhor caminho e ainda sem saber se iamos enfrentar alguma estrada de terra. Seguimos nas direções ditas até chegar a Espera Feliz. De lá, no perdemos um pouco devido a direções contraditórias entre os nativos : acreditamos que deve haver mai de um caminho "bom" pra chgar a Pedra Menina, pois vários disseram várias direções diferentes. Escolhemos uma e fomos.
Chegamos tranquilos e sem estrada de terra até o Parque algo por volta de 7 da manhã. Fizemos as perguntas costumeiras na entrada, pagamos os R$17,00 cada e entramos no parque sem saber muito bem o que nos esperaria.
Estava bastante frio nesse inicio da manhã, e nos informaram que uma semana antes havia feito um frio muito grande, chegando , algumas noites a 9 graus negativos!!! 
Na estrada dentro do parque, ja no inicinho, verificamos que não era muito papo de pescador não.

Geloneve nos aguardava no caminho :

Gelo-neve ja no inicinho da estrada subindo para Macieira. Abaixo de 2000m de altitude
From Pico da Bandeira - Via ES

Pra quem nunca foi a Bariloche, fica aí a dica. Vá ao Bariloche do Brasil, O Parque Nacional do Caparaó =P

Ponte próxima ao Camping Macieira
From Pico da Bandeira - Via ES
Descemos meio sonolentos para ver se ali ficavam as primeiras cachoeiras e já nos deparamos com o Camping Macieira, que está bem delimitado e arrumado. Havia algumas barracas ali, aparentemente, todos ainda estavam dormindo. Dentro do Camping existem duas placas indicando as 2 cachoeiras que se iniciam ali mesmo, dentro do Camping.

Cachoeira 7 Pilões

Trilha : 300m
Dificuldade : Fácil
Tipo de Cachoeira : Sequência de quedas pequenas


A trilha para esta cachoeira é de apenas 300 metros, tranquila e bem demarcada. A cachoeira, na verdade, é uma parte do leito do rio. Não há nenhuma queda muito grande que defina "quem" é de fato a cachoeira. É apenas uma parte do rio com várias pequenas quedas e alguns pocinhos divertidos.

A razão do nome dessa cachoeira é que ela possui vários furos nas pedras, e que ficam cheias de água. Provavelmnte, lembrando os pilões, e você, de fato, conta, facilmente, 7 deles.

Placa no Camping Macieira indicando o caminho para acachoeira
From Pico da Bandeira - Via ES





Paredão da Cachoeira 7 Pilões
From Pico da Bandeira - Via ES
Esta é a queda que "decidimos" ser a cachoeira. É a maior queda dessa cachoeira, (que na verdade é um complexo de várias quedas).

Altura : 1m (maior das quedas)
Temperatura da água : gelada!
Solo do(s) poço(s) : pedras.



Pequena quedinha da Cachoeira 7 Pilões
From Pico da Bandeira - Via ES
Dá pra subir uma parte do leito, pelas pedras,
até um ponto onde tem um "lagão", o poço anterior a todas as quedinhas.
From Pico da Bandeira - Via ES

Este abaixo foi o poço que mais deu vontade de nadar, o maior deles. Ele possui um paredão grande do lado direito (de quem olha pra queda). Porém, a água é gelada demais, dificilmente você conseguirá, no inverno.

Poço :
Dimensões : (C x L x P) 10m x 4m x 1m


Ultimo poço facilmente alcançável da Cachoeira 7 Pilões
From Pico da Bandeira - Via ES
Mais detalhe do poço  maior de 7 Pilões
From Pico da Bandeira - Via ES
Maior queda da 7 Pilões. Bonitinha, esta cachoeira cai num poço singelo dela também
From Pico da Bandeira - Via ES
Nós aproveitamos a 7 Pilões para recarregar um pouco nossas energias. Estavamos todos cansados precisando de uma sonequinha, coisa que já fizemos por aí. Logo, voltamos para Macieira pelo mesmo caminho de ida e seguimos a segunda placa que ficava ali acima.

Apesar de não parecer, a trilha leva para o mesmo rio, só que mais la pra baixo (apesar de a trilha começar mais alta que a de 7 Pilões!)

Cachoeira do Aurélio

Trilha : 900m + 300m (até o mirante dela)
Dificuldade : Fácil
Tipo de Cachoeira : Sequência de quedas inclinadas

Para chegar até esta cachoeira basta seguir tranquilamente a trilha também. Ela desce um pouco até chegar numa bifurcação. Na bifurcação, você pode descer a descida inclinada (que leva à queda) ou seguir pela trilha mais marcada, que leva ao mirante dela. Nós, como não sabiamos qual era qual fomos direto para o mirante (são mais 300 metros até la). Chegamos ao mirante e tivemos esta bela visão:



Cachoeira Aurélio vista do mirante
From Pico da Bandeira - Via ES
O mirante é basicamente uma volta que você faz na montanha (você passa por cima do leito do rio no ponto anterior a queda, faz a volta e aparece ali do outro lado , acima do vale onde o leito deságua. No mirante não tem muito lugar pra ficar não, é só pra apreciar a cachoeira por uns 10 minutos.
Foi o que fizemos, fotos tiradas e ainda cansados, voltamos por onde viemos, visando a queda que acabavamos de ter visto.

From Pico da Bandeira - Via ES

Pegando o outro lado da bifurcação 300 metros antes chega-se rapidamente a cachoeira. Novamente, ela é uma sequencia de quedas enfileiradas, com a diferença que aqui elas estão bem mais inclininadas, já lembrando mais cachoeira mais mesmo.

Mesmo assim, não tem uma queda que possamos dizer que é ela A cachoeira. Nos sites que visitamos diz-se de uma queda de 30 metros, mas eles devem contabilizar toda a metragem de caída do leito sobre as pedras. Oficialmente - e pelo menos pra nós caçadores de cachoeira - nós contabilizamos a parte da queda em queda livre. Essa é cachoeira pra nós. Para a Aurelio, não há uma grande queda, apenas pequenas delas que vão formando poços, atée la embaixo.

É interessante observar que nessa região da Serra, a maioria das quedas de fácil acesso escorregam pelas pedras (acontece na Cachoeira Bonita, na 7 Pilões e na Aurélio igualmente), além de nas outras duas que estarão mais adiante (Chiador e Vale a Pena).


Queda-Escorregador,
típica dessa região
From Pico da Bandeira - Via ES


Belo poço com água limpida.
As águas no Parque Nacional são potáveis.
From Pico da Bandeira - Via ES

Aqui está a maior queda do "complexo" do Aurélio que achamos.
Poço : todos pequenos
Pulabilidade baixa, água gelada!


Maior queda da Cachoeira Aurélio
From Pico da Bandeira - Via ES
Do ponto de vista corredeira, esta é a maior parte direta da queda, caindo e um singelo poço.
A queda no geral é bonita e é legal de ser visitada , pena que dificil de nadar pela gélida temperatura! Mas as águas chamam muito, pois são muito limpas!

Cachoeira corredeira com o maior poço da Aurélio
From Pico da Bandeira - Via ES
Gastamos mais meia horinha aí e voltamos para o carro, em direção a Casa Queimada.
Rapidinho você já está na entrada para a Cachoeira Farofa, que fica bem próxima a estrada.

Cachoeira Farofa
Trilha : 300m
Dificuldade : Fácil
Altura : 10m


Novamente, você se encontra com o leito do rio, com várias quedinhas em sequência, tão bonitas quanto as cachoeiras anteriores.


Quedas anteriores a Cachoeira Farofa
From Pico da Bandeira - Via ES
Este poço era indescritivelmente bonito. Quedinha pequena (ainda não é a cachoeira) com um poço muito convidativo. Na verdade, um poço que praticamente te obriga a nadar. Apesar da temperatura intensamente desfavorável ao nado, entramos nesse poço para revigorar energias. E como revigora!


Poço Verde anterior a Cachoeira Farofa
From Pico da Bandeira - Via ES
O poço é rasinho e muito bom de nadar, apenas molhar na verdade. Não dá pra pular nele (pois é muito raso) mas é bacana de entrar e sentir a quedinha.

Detalhe do poço verde
From Pico da Bandeira - Via ES
Da altura do poço verde, deve-se entrar por uma trilha a esquerda (de quem olha para baixo) e seguir descendo até chegar a Cachoeira Farofa.

A Cachoeira está bem escondidinha e protegida pela mata dos dois lados. Existe pouco lugar para ficar la embaixo. Existem apenas 2 pedrinhas onde dá pra ficar apreciando a queda, que juntamente com o poço faz uma combinação muito bonita.

O poço, assim como o poço verde acima, é muito chamativo. Não conseguimos sair de lá sem nadar.


Cachoeira Farofa
From Pico da Bandeira - Via ES


Cachoeira Farofa com seu poço convidativo
From Pico da Bandeira - Via ES
Detalhe - Cachoeira Farofa com zoom
From Pico da Bandeira - Via ES

 O poço não é muito fundo, mas não chegamos a sua profundidade máxima, pois não deu pra chegar até a queda (acreditem, a temperatura deixou isso impossível. A água estava praticamente congelada mesmo - acho que faltou pouco). Mas o poço tem uma prfundidade média de uns 1,5m.

Dimensões (estimativa) : (C x L x P) : 10m x 6m x 1,5m


Detalhe para o poço, também verde com água muito limpa.
From Pico da Bandeira - Via ES

A cachoeira farofa foi a cachoeira que mais gostamos nesse passeio, pela beleza e pelas águas limpas e apesar das águas geladas. Depois de uns 40 minutos no local pegamos o carro e continuamos subindo, agora em direção a nossa primeira parada para descanso

Casa Queimada
Montamos nossa barraca por lá, havia apenas uma barraca. Montamos nossas 3 barracas tranquilos e com a comodidade de poder escolher lugar. Enchemos nossa garrafa com água geladissima, fizemos nosso almojanta as 16h comemos e fomos tirar nossa "soneca".

Lá pelas 20h chegou muita gente ao Camping, infelizmente, fazendo muito barulho, Falavam demais, demoraram horas para montar todas as barracas. Esse pessoal nem dormiu. Se arrumou e saiu "cedo" as 00:30 mais ou menos. Por conta deles, tivemos nosso sono todo entrecortado.

Dentro da minha barraca, porém, até que passei uma boa noite, dadas as condições. Dormi de roupa de frio, dentro do saco de dormir e com um edredon por cima. Que fique a dica: Não passei calor! O Que significa que o que tinha estava bom para aquela noite que, segundo más linguas, chegou a alguns grauzinhos negativos.




Plaquina demarcando inicio da trilha de Casa Queimada para o Pico da Bandeira.
From Pico da Bandeira - Via ES



Vista de Casa Queimada , olhando la pra baixo . Só essa vista la de cima e a paz alcançada ja compensam.
From Pico da Bandeira - Via ES

Acordamos as 1:30, incentivados por nosso comparsa Fred, que achou que a nossa hora marcada, 2 da manhã ja estivesse tarde. Acho que ele viu a galera toda indo mais cedo e ficou preocupado. Preocupação pertinente. Seria chato chegar depois do sol nascer.O desafio desta trilha é que você não pode sair muito tarde (se não perde o show do sol nascer) e nem muito cedo (pois nesse caso pode não aguentar ficar esperando parado la em cima, sob pena de um frio congelante <--- e não é frescura!)

Então é bom sair num horário mediano, e isso vai depender do ritmo de todo o seu grupo. É importante ter uma ideia dessa velocidade e também de ir medindo mais ou menos se falta muito ou pouco, isto é : gerenciar a caminhada para que você não acabe ela muito cedo.

Quando passavamos por uma barraca alguém nos perguntou assustado:

-Vocês estão indo agora??
E eu respondi
-Sim! Por que? Esta muito cedo?
-Está muito tarde! Vocês não vão chegar!

Eu julguei que o cara estava meio exagerado, pois ja tinha feito a trilha pelo lado de Minas, e achei, na verdade, que estava um pouco cedo. Porém, devido a esse comentário, nós demos uma leve hesitada e começamos a trilha num ritmo muito forte.

Assim como por Minas, sem lua cheia, a lanterna é essencial, não tem como cogitar fazê-la sem uma.
Com o ritmo meio frenético, a história se repetiu: um de nossos membros não resistiu o choque do inicio da subida e acabou desistindo no começo. Mas ela estava bem e desceu sozinha. Fato sempre chato de acontecer, mas são casos "improvisados" que acontecem no meio das trilhas, e é preciso saber conviver com eles.

Seguimos nossa jornada, iniciando a uns 2,5km/h. Naquele ritmo iamos chegar muito cedo la em cima. Porém, com as paradas constantes necessárias para tomar um ar, essa velocidade foi decaindo gradativamente até uns 1,7km/h. Pelo menos até um pouco mais da metade do caminho.

A trilha esta bem marcada, com estacas de madeira com pontas brancas, que ficam visíveis com as lanternas. Ha porem alguns pontos em que pode-se confundir um pouco e fica dificil enxergar a proxima estaca..
Nós com GPS fomos sempre tranquilos sem medo de errar (alguns pontos era muito fácil errar).

Em um certo momento paramos para descansar visto que faltava pouco e ainda eram 4:20 da manhã. Ficamos ali tirando algumas fotos tomamos água e depois de 5 minutos nos levantamos pra continuar o resto da subida.

Vamos embora? Ops...Mas cade a Íris?


Pico do Calçado
Marcação no Pico do Calçado (a marcação é da distancia percorrida desde a Casa Queimada, e não de altura).
From Pico da Bandeira - Via ES

Iris? Iris?
começamos a chamar moderadamente, pois ela não estava no nosso campo de visão. Mas deveria estar a poucos metros, pois estávamos todos parados ali comendo e descansando mas..... nada.

Iris?? Começamos a chamar um pouco mais alto e olhar um pouco mais pra longe.
Será que ela foi sozinha? Não é possivel! Começamos a nos questionar.

A noite, a trilha pode ficar um tanto quanto sombria. Se alguém se perde ali, com todo aquele vento, fica um pouco complicado resolver o problema!

Começamos a gritar muito forte e nada da Iris responder. Depois de cerca de 40 segundos gritando - muito alto - eu ja começava a ter certeza que ela tinha caido em algum precipicio. Estávamos num ponto da trilha onde ela beirava um precipicio bem alto onde se alguem caísse - tchau tchau.  Com o vento que batia, os gritos não se ouvem, pensei: ela caiu, gritou e ninguem ouviu.

Se assim o fosse, as chances de salvamento seriam infimas. Encontrar alguém aquela hora da madrugada, desmaiado, era impossivel mesmo. A escuridão e lanternas com seus limites não permitiriam.

Não é que a trilha seja arriscada, mas é preciso ter cautela. Visto que achamos muito pouco provável ela ter ido sozinha na frente sem avisar (o que seria estranho) as outras unicas 2 alternativas seriam: ou ela caiu no precipio (alternativa para um bom agnóstico como eu) ou foi abduzida por um OVNI ou um anjo. Infelizmente eu só acreditava na primeira e depois de quase 2 minutos sem nenhum sinal da Iris, percebi que todos estavam meio atônitos, principalmente o Wiliam, namorado dela.

Começamos a olhar bem mais adiante para ver se viamos algum sinal de lanterna, e só conseguiamos ver um sinal bem mais la na frente, e acima. Sò que estava muito longe para ser possivel ela ja ter chegado ali. E um pouco mais a frente, onde era possível ela estar (unico lugar possivel) era uma especie de floresta que escondia qualquer rastro de luz.

Próximo a uns 3 minutos de um crescente desespero de uma iminência tragédia silenciosa, um sinal fraquissimo de luz aparece na tal floresta. Era a Íris!

Falamos pra ela esperar e ela comentou que não havia escutado que haviamos parado. COntamos para ela o desespero - curto, mas intenso - que passamos e falamos para não nos separarmos mais. Não é de bom senso fazer essa trilha a noite sozinho.

Em pouco tempo depois, estávamos no Pico do Calçado. Dá pra perceber que você está la porque o vento bate ali, dado que você está num pico, obviamente, mas não que dê pra ver muita coisa.

Descansamos um pouco ali, ja sentindo um pouco o frio e continuamos firmes, pois já viamos, perto das 4:55 (!!) uma marquinha de sol no horizonte.  Com essa marquinha , não esperams mais e decidimos subir o resto ainda que sofressemos 1h de frio la em cima.

Pico da Bandeira

Concluimos a subida toda as 5 da manhã, tranquilos até. Por muita sorte, lá em cima não estava ventando o que nos deixou esperar çpelo show muito tranquilos. Surpresa é que havia bastante gente la em cima (muita gente veio do lado de Minas, que é o mais famoso). Para um fim de semana comum de setembro e sem lua cheia, o local estava bem cheio.


5 e poucas da manhã la em cima do Pico da Bandeira
From Pico da Bandeira - Via ES


Dia e noite se encontrando
From Pico da Bandeira - Via ES



Agora já bem proximo do nascimento do sol
From Pico da Bandeira - Via ES



Platéia esperando a estrela do dia
From Pico da Bandeira - Via ES



Montanhas da Serra do Alto Caparaó
From Pico da Bandeira - Via ES



Quase nascendo..
From Pico da Bandeira - Via ES
From Pico da Bandeira - Via ES




Segundos antesd da saída do sol
From Pico da Bandeira - Via ES



Sol nascendo
From Pico da Bandeira - Via ES

Olhando para a direção contrária de onde o sol nasce, você é agraciado com essa peculiar visão abaixo. Como o sol esta totalmente horizontal batendo no pico, ele forma uma sombra infinita que termina apenas no horizonte. Daí, quando o sol já fica numa linha mais alta que o pico, a sombra se torna finita e diminuir gradativamente. A visão abaixo é singular e muita linda de ser vista ao vivo, talvez dificil de ser percebida na foto (a parte azul triangular é uma sombra que se aprofunda na foto até o fim do horizonte).

Sombra infinita do pico as 6 da manhã, unico horario onde isso acontece.
From Pico da Bandeira - Via ES



Cadeia de montanhas da Serra
From Pico da Bandeira - Via ES



Famosa placa que fica na subida final do Pico da Bandeira.
E só nesse finalizinho mesmo que as trilhas de Minas e do "Espirito Santo" se encontram.
From Pico da Bandeira - Via ES
Pico da Bandeira visto de baixo.
From Pico da Bandeira - Via ES


Começamos a descer próximo a 7 da manhã, depois de ter curtido todo aquele show. O tempo ficou muito agradável para descer (muito diferente da minha primeira expedição para o pico - onde choveu!) Não estava quente nem frio, naquele começo de manhã.

Passamos novamente pelo Pico do Calçado, agora para curtir a vista que ele oferece, muito boa também.

Pico do Calçado
From Pico da Bandeira - Via ES

DO Pico do calçado você tem a opção de ir para o Pico do Cristal. Nós estávamos cansados, e visto que apesar que iamos incluir mais um destino no nosso curriculo, não ia ter muita surpresa ao chegar la no outro pico, e já com o sol um pouquinho mais forte já.
Decidimos então não ir. Porém, recomendamos ir a ele, pois é o com formato mais diferente e parece igualmente lindo, com um pouquinho a mais de trilha extra.

Gelo-neve durante a trilha
From Pico da Bandeira - Via ES
Chegamos na base - Casa Queimada - as 9 da manhã traqnuilos, mas cansados, depois de 7 horas de jornada. Encontramos com a Mel, dormimos mais um pouco (agora o pessoal estava calado =P - muitos deles não conseguiram chegar a tempo do nascer do sol) e descansamos para depois conhecer mais duas cachoeiras próximas a região.


Saimos do parque por volta de 11 da manhã em direção a algumas cachoeiras, sem saber direito como elas seriam. Perguntamos na portaria do parque e nos disseram que a Cachoeira do Chiador era uma boa pedida e a mais conhecida. Assim fomos em direção a ela.
Sub-Roteiro
   Cachoeira Fora do Parque

Da portaria do parque existe a plaquinha indicando "cachoeiras", é ela que você deve seguir, para o distrito de São Domingos.
Depois de cerca de 15km chegamos a São Domingos e ali perguntamos onde ficariam as cachoeiras. Nos indicaram a direção e encontramos facilmente. (elas estão sinalizadas).

Chegamos depois de 3km de estrada de terra, na parada de carros para a Cachoeira. Achamos a estrada, no seu finalzinho, meio estranha.

Muito mal cuidada e abandonada. Descemos um pedaço da estrada a pé (não dava pra continuar com o carro) e seguimos. Havia muitas folhas e galhos jogadas pela estrada , o que dava a sensação de abandono.

Passamos logo por cima de uma quedinha onde havia uma corda (já bem gasta) para atravessar. Depois seguimos mais uns 100 metros e chegamos no leito do rio. Havia sinalização informando que os poços eram ali, mas a água não estava muito convidativa não.


Riozinho inicial, para chegar a Cachoeira do Chiador
From Pico da Bandeira - Via ES

Cachoeira do Chiador
Trilha : 350m
Dificuldade : fácil
Água : meio suja.

Mais uma vez, uma cachoeira com pedras inclinadas, tipico da região (no verão essa pedra da foto fica totalmente cheia de queda, e não apenas com um filetinho).

O poço da cachoeira não estava convidativo. Raso e com água espumada e vimo muito lixo ao redor da cachoeira. Uma pena! Por essa razão, não deu nem vontade de ficarmos ali muito tempo. Sò tiramos uma foto e fomos embora mesmo. Além do mais estávamos morrendo de fome.

Não recomendamos a visita dessa cachoeira pois ela não é muito atrativa. E esperamos que a comunidade local preze por ela! Que avisem para que seja cuidada, pois ela pode ficar muito bacana!

From Pico da Bandeira - Via ES
Queda da Cachoeira do Chiador
From Pico da Bandeira - Via ES
Voltamos ao centro de São Domingos e seguimos pela segunda estrada de terra, mais ou menos a mesma distância para chegar as outras cachoeiras. Chegamos já meio desapontados depois de ter visto o rio sujo, imaginando que seria o mesmo com as cachoeiras det elado, ainda mais que pensavamos se tratar do mesmo rio.

Chegamos e fomos direto para um restaurante ali proximo da cachoeira.
O restaurante era de comida a quilo, muito simples com comida bem simples e caseira mas com um atendimento singularmente ótimo!
Nos atenderam muito bem, nos serviram, nos deram informações, conversaram gentilmente e serviram até um docinho depois do almoço. Altamente recomendado passar por lá! Infelizmente não me lembro do nome do restaurante, mas é o unico que está ali no começo das cachoeiras, e tem uma placa na entrada do restaurante escrito "Cachoeiras" =D

Nos informaram sobre o limite Minas x Espirito, que era bem ali, naquele rio que passava ao lado do restaurante.
Nos falaram das variadas cachoeiras daquele rio e nos deram um folder com umas 10 cachoeiras ali perto, algumas delas descobertas recentemente. O que parece é que a região ainda possui bons pontos ainda inexplorados.

Depois de um almoço excelente com direito a música ao vivo improvisada da mesa ao lado que tinha um violão a tiracolo, seguimos rarapidamente para a Cachoeira do Vale a Pena, a mais próxima ali, e a mais falada, pelo jeito. Obs: Não se paga nada para ir a essas cachoeiras.

Cachoeira do Vale a Pena
Trilha : 350m.
Nivel : Facil
Preço : R$0,00.
Altura : 12m.


Cachoeira do Vale a Pena
From Pico da Bandeira - Via ES

A queda desta cachoeira é bonita e tem um poço largo, apesar de raso. A água, apesar de ser de outro rio, também não estava muito limpa. A diferença entre as águas de dentro do parque para estas cachoeiras era gritante. De qualquer forma, Wiliam e Iris nadaram neste poço porque era a útlima chance de nadar do dia =P



Queda da Cachoeira do Vale a Pena
From Pico da Bandeira - Via ES
Vista do Poço, acima da queda. é Muito facil ir acima da queda.
From Pico da Bandeira - Via ES
É imples chegar na parte de cima da cachoeira, nem precisa de trilha, você pode ir pela lateral dela e subir facilmente. Note que ha animais proximo a cachoeira, o que ja mostra mais possibilidade de sujeira por aí, infelizmente. Mas, a água estava um pouco melhor do que na Cachoeira do Chiador e pelo menos as trilhas e poços não estavam abandonados.

From Pico da Bandeira - Via ES
Detalhe do poço menorzinho onde cai a queda e depois o poção maior abaixo.
From Pico da Bandeira - Via ES



Saudações aos Caçadores de Cachoeira, enfrentando poucas e boas pra descobrir esse Brasilzão natural!
Até a próxima,

6 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma postagem bacana demais!
Desde que descobri este blog achei um barato as dicas e orientações - e quando necessário as censuras... Eu sei, as vezes é preciso pra preservar estes lugares! Quem conhece São José da Serra entende bem isso que estou dizendo.

Conheci alguns lugares com boa gente, boas cachoeiras e gostaria de trocar umas idéias. Vamos render essa conversa e estabelecer diálogo?!
Abraço,
Paola

paoliveiraef@yahoo.com.br

Yogurt disse...

Oi Paola, valeu pelo contato!

te mandei um email para que possamo mante-lo!

Um abraço

Nilson Soares disse...

Irmão,

deu sorte de pegar tempo bom.

em 2008 fui até lá na minha motoca, o tempo estava tão ruim que não se via nem a base da montanha, moral, desisti e continuei viagem.

aquela linda foto dos expectadores, tinha que fazer outra com a perspectiva deles, isto é, com a câmera atrás dos mesmos apontando para o nascer do sol,

abs,

NIlson

Unknown disse...

Pô D__gobs, comparsa??
Parece até que eramos criminosos...
abrx.

Anônimo disse...

Gostei muito do post, porém um erro muito grave é falar que a cidade de pedra menina é Espera Feliz, a cidade correta é Dores do Rio Preto, Espera Feliz ainda é Minas Gerais.

Diego Bigliani Solamito disse...

Ola anonimo, obrigado pelo comentário.
Eu abri o post para corrigir o erro, porém não encontrei o erro que você citou.
Em nenhum momento dissemos que Pedra Menina "é espera feliz".

Dissemos apenas: siga para Espera Feliz, e depois Pedra Menina.


Um abraço

Os Caçadores de Cachoeiras

Os Caçadores de Cachoeiras